Como Influenciadores estão Redefinindo o Marketing Multicanal

Influenciadores_Marketing-Multicanal

A popularidade dos vídeos online e dos influenciadores está em alta. É o caso de Gemma Stafford – chefe de cozinha profissional, que estreou no YouTube a menos de três anos e conquistou um público maior do que algumas emissoras de televisão em um dos mercados de transmissão mais competitivos.

Stafford, que é do Sudeste da Irlanda e estudou em County Cork na escola de culinária Ballymaloe, de renome mundial, é a anfitriã do canal Bigger Bolder Baking. Seus vídeos apresentam a culinária unida ao dom irlandês, e já receberam mais de 57 milhões de visualizações.

Como discutido em nosso recente white paper Video in Multichannel Campaigns: Your Guide to Maximizing Reach & Results, desenvolvedores de conteúdo inteligentes estão aproveitando o grande aumento no consumo de vídeo fora da mídia tradicional. Stafford é apenas uma das muitas personalidades de vídeos online que estão redefinindo o cenário das comunicações, e fazendo com que profissionais de relações públicas e marketing repensem suas estratégias para canais de vídeo online.

Recentemente, no ProfNet #ConnectChat, Stafford abordou a importância da criação e do consumo de vídeos multicanal.

“Eu sei que há um grande público em outras plataformas que podem não encontrar minhas receitas no YouTube”, explica. “Então, criamos um conteúdo específico para o Facebook, Twitter, e principalmente para o nosso site. Nosso objetivo é criar a melhor comunidade culinária online”.

Hoje com mais de 850 mil pessoas –  quem Stafford carinhosamente chama de “Bakers-mate” – assinam seu canal do YouTube. Em comparação, emissoras de TV de Cincinnati, Ohio (o 36º maior mercado de transmissão) disputam a sua a atenção de 869 mil espectadores durante o horário nobre.

O sucesso de Stafford com seu público também pode ser atribuído ao cuidado com a criação do conteúdo e a seletividade em suas parcerias de marca.

Ela e seu marido Kevin, responsável por filmar e editar todos os episódios de sua casa no sul da Califórnia, trabalharam com marcas como a LG Electronics, KitchenAid e Alfa Pizza para criar receitas originais para os espectadores.

“Eu gosto de trabalhar com marcas que eu uso e respeito”, disse Stafford. “Autenticidade é importante porque o meu público confia no que compartilho com eles”.

Oferecer uma conexão genuína não é fácil. “Até dois anos atrás, eu era tímida com as câmeras”, confessa Stafford. Mas, o carinho mútuo e o envolvimento do público, valem a pena.

Por exemplo, depois que um fã pediu para que ela demonstrasse como fazer um bolo sem usar o forno, Stafford trabalhou a ideia e criou as receitas com “caneca de micro-ondas”, uma de suas criações mais conhecidas.

Para as marcas que pretendem usar personalidades on-line em suas ações de branding, Stafford aconselha profissionais de relações públicas e especialistas de marketing a pesquisarem muito bem suas opções.

“Sempre comece com uma plataforma estratégica”, aconselha Stafford. “Qual público você quer atingir? Ao procurar influenciadores, assista o conteúdo publicado por eles. Você acredita que essa personalidade representará bem a sua marca? ”

Video in Multichannel Campaigns: Your Guide to Maximizing Reach & Results

Trabalhar com outros produtores de conteúdo também pode permitir novas oportunidades e direcionar o posicionamento de marca, aumentar as exibições e formar um senso de comunidade. Stafford geralmente trabalha em parcerias com outras celebridades da culinária no YouTube, incluindo Brandi Milloy do PopSugar e Jenn Johns do Cookies, Cupcakes and Cardio.

“A colaboração entre canais é uma ótima maneira de alcançar novos públicos e dar ao seu algo a mais”, explica ela. “Nós não criamos isso sozinhos. Nossos Bold Bakers nos ajudam a crescer”.

Além de entender qual vídeo seu público quer, você também deve conectá-los com o seu conteúdo. Onde e como eles querem vê-lo?

Baixe o Video in Multichannel Campaigns: Your Guide to Maximizing Reach & Results para ajudar a sua marca a se envolver com o seu público, onde quer que ele esteja, por meio de vídeos.

O autor Wes Benter é um especialista em serviços para comunidade online do ProfNet, serviço que conecta jornalistas com fontes especializadas. Trabalhou como produtor criativo na MultiVu, empresa PR Newswire e como repórter do tempo em emissoras do Centro-Oeste americano. Saiba mais e siga Wes Benter no Twitter.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Wes Benter no dia 23 de junho de 2016.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

No mundo de hoje, direcionado pela web, qualquer um pode publicar qualquer coisa online, e muito. Um dos maiores desafios para os profissionais de Relações Públicas é garantir que o seu conteúdo seja notado. Conduzir a descoberta de conteúdo é agora uma parte essencial da sua estratégia global de comunicação.

Considere cinco passos que você pode fazer para maximizar o seu impacto online.

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

O monitoramento permite que você fique a par do que está sendo dito, não só sobre a sua marca, mas também sobre temas ou questões relacionadas com ao seu mercado. A fim de começar a elaborar estratégias, você precisa entender o cenário como um todo, identificando as principais fontes de marcas, pessoas e tendências, e filtrar o que não é essencial. Absorver essas ideias em sua estratégia de campanha lhe permitirá concentrar-se no seu plano e nos aspectos importantes da sua marca ou mercado.

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

Se você estiver usando um serviço newswire, você pode ter certeza que o seu press release está vivo e on-line nos sistemas editoriais por toda a sua rede de distribuição. Daí em diante, é hora de segmentar alcance e publicações.

Targeted Industry Lists da CNW é uma simples inclusão para uma distribuição de press release, que atinge, com e-mail, uma lista com curadoria de importantes influenciadores do mercado.

Como para um discurso, você tem que identificar os pontos de mídia e indivíduos mais interessados na sua mensagem antes de começar. Se você estiver usando um banco de dados como o CNW Directories, Twitter ou até mesmo o Google – garanta que você está lendo sobre o que essa pessoa está escrevendo antes de entrar em contato. Mudanças na mídia são muito comuns nos dias de hoje, mas o milagre moderno da tecnologia e internet não deixam desculpas para você.

Eu me espanto constantemente com a quantidade de releases que recebo para cobrir histórias que não são de qualquer lugar perto de Washington ou não estão relacionados com qualquer coisa que eu jamais escreveria.” – Repórter do Global National, Jackson Proskow.

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

Conectado com jornalistas e formadores de opinião? Mantenha o relacionamento vivo com a comunicação do dia a dia. Não basta aparecer quando você precisa de algo. Os jornalistas gostam de saber de tudo – mesmo se não houver uma oportunidade de história, eles podem achar que é útil saber se alguém que eles tenham entrevistado no passado mudou de emprego, ou como um novo produto está se saindo no mercado após alguns meses. Esteja presente nas mídias sociais também, para curtir ou compartilhar mensagens com jornalistas ou pessoas importantes para seu público. Diga obrigado se alguém cobrir ou mencionar a sua empresa de uma forma favorável.

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

A boa estratégia de distribuição não só permite você ampliar sua mensagem, também vai deixar você sustentar a visibilidade de suas mensagens ao longo do tempo para que você possa alcançar novos públicos. Faça uma lista de todos os seus canais disponíveis para distribuição.

Para a maioria de nós, a lista é algo como isto: newswire, blog, Twitter, Facebook, LinkedIn, Pinterest, YouTube, site da empresa, e-mail de clientes/prospects, publicidade paga, parceiros, defensores internos, webinars, palestras, exposições e conferências… O maior esforço está em rastrear os resultados de cada canal, o melhor é que você pode aproveitar esses canais para sucessos futuros.

5 Passos para Maximizar o seu Impacto de Comunicação

Os resultados de Relações Públicas têm sido claramente difíceis de medir, mas com as novas ferramentas e aplicativos, as métricas estão se tornando um elemento básico de RP. Analisando seus esforços por alcance, impacto, interação, engajamento, o sentimento etc., e compartilhar relatórios robustos e visuais tornam mais fácil o entendimento do impacto total da sua campanha de comunicação. As métricas são a chave para profissionais de Relações Públicas conquistarem seu lugar à mesa de receita, por isso não subestime a importância de estabelecer metas, métricas e relatórios.

 

Texto traduzido do post escrito por Amy-Louise Tracey no Blog Beyond the Wire, no dia 03 de março de 2016.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Apresentação Power! Checklist Prático para SlideShare

Embora o SlideShare tenha nascido há quase 10, os profissionais de marketing e comunicação estão apenas começando a explorar o verdadeiro potencial dessa poderosa ferramenta de geração de leads.

Apresentação Power! Checklist Prático para SlideShare

Parecido com o Youtube, a audiência nativa da plataforma é a ponta do iceberg em termos de potencial de visualização. Uma vez carregada, você também pode facilmente incorporar facilmente as suas apresentações em seu site, blog e outras plataformas sociais como LinkedIn.

E, assim como qualquer plataforma social, existem passos que você deve adotar para otimizar o seu conteúdo. Antes de publicar sua apresentação, pergunte-se o sequinte:

Será que ela se sustenta sem um apresentador? Se você estiver compartilhando um Power Point que foi apresentado em um evento ao vivo ou como parte de um webinar, você deve esperar, ajustes terão que ser feitos.

  • Compare o público do evento ao vivo com a ampla audiência on-line do SlideShare. Existem brechas de conhecimento que você precisa preencher?
  • Considere o contexto, ou a falta dele. Faça a sua página de capa e título definirem o cenário, ou você precisa de slides adicionais para introdução?
  • Observe o fluxo da narrativa. Você precisa adicionar slides que incluem pontos de fala ou transições esquecidas?

Sua apresentação tem apelo visual? Lembre-se, o público engajado por apresentações no SlideShare procura mais comunicação visual e pouco texto. Recursos visuais desempenham um papel fundamental no seu slide de capa, é onde o público decide se quer ver mais sobre sua apresentação ou seguir em frente.

Sua apresentação contém animações, vídeos ou links? O SlideShare não suporta muitas funcionalidades do PowerPoint, por isso você terá que rever suas apresentações para fazer esses ajustes logísticos.

  • Remova a animações do PowerPoint ou crie imagens estáticas para introduzi-las durante o tempo de animação em uma série de slides.
  • Remova todos os vídeos incorporados e adicione eles mais tarde dentro do próprio SlideShare.
  • Tenha em mente que o SlideShare desativa todos os links presentes do primeiro ao terceiro slide de sua apresentação.

Sua apresentação ficará boa em um smartphone? Otimizar para Mobile deve estar no topo das suas prioridades sempre que compartilhamos informações digitais, e o SlideShare não é exceção. Mobile corresponde a nove vezes mais engajamento do que desktops.

Confira se o texto em seus slides pode ser facilmente lido em telas menores.  Use 18 pts ou mais.

Se você incluiu gráficos detalhados com texto menor, considere a ampliação dessas seções em slides separados para facilitar a visualização.

Apresentação Power! Checklist Prático para SlideShare

Sua apresentação tem um call to action final? Se não, adicione um. Um call to action beneficia ambos, a marca e o público. O link deve ser para uma informação relevante (um evento, um artigo, vídeo, etc) localizado no seu site, blog ou uma landing page, onde o público pode se converter em um novo lead.

Será que sua apresentação precisa ser convertida para PDF? Mais simples e rápido do que fazer o upload do seu PPT, pense nessa opção.

Se você tem um PPT, suas fontes e formatação podem ser comprometidas. Nem todos os computadores tem as mesmas fontes padrão, e o PowerPoint não as incorpora em arquivos PPT. Se o estilo é uma prioridade em sua apresentação (e deveria ser), você deve considerar fechar um PDF.

Se você converter sua apresentação para PDF, os hiperlinks serão quebrados. Você pode adiciona-los novamente usando o Adobe Acrobat Pro. (Veja como no HubSpot)

Sua apresentação precisa de um “empurrãozinho”? Para ter outros conselhos práticos para a criação de uma super apresentação de slides, confira os outros posts em Beyond PR da série “Making Your (Power) Point”:

Texto traduzido do post escrito por Jamie Heckler no Blog Beyond PR, no dia 30 de abril de 2015.

Jamie Heckler é Gerente de Criativo Senior na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

“Negócio da China” – Comunicação Internacional e Vídeos Online

Vídeos são atualmente uma das melhores maneiras para qualquer empresa engajar o público e influenciar comportamentos. A maioria das empresas ocidentais postam suas mensagens visuais no seu próprio site e no YouTube, e cruzam os dedos na esperança de que elas irão decolar de forma viral.

“Negócio da China” - Comunicação Internacional e Vídeos Online

Enquanto as redes sociais permitem passar as fronteiras internacionais e se conectar com outros lugares. Realmente atingir audiências em outros países não é tão simples como fazer o upload de um novo vídeo ou postar uma atualização de status. Por exemplo, muitas empresas com operações na Ásia não percebem que suas mensagens mais importantes podem estar completamente ausente em um dos mercados mais importante.

O YouTube e outras plataformas de mídia social são bloqueados na China. Esta é uma das razões pelas quais o seu conteúdo publicado em mídias sociais não é suficiente. Nessa hora, é necessário contratar outro recurso que podem ajudá-lo a atingir o público internacional.

#CONNECT CHAT – Discutirei mais dicas sobre comunicações internacionais no próximo #ConnectChat “Como obter a atenção da Mídia Global” – próxima terça – feira,  17/02 às 16:30 EDT. Enviar perguntas antecipadamente pelo e-mail profnetconnect@prnewswire.com ou tweet sua pergunta para @ProfNet ou @Editorev.

Localizar uma plataforma de hospedagem de vídeo não é tarefa tão fácil para qualquer empresa internacional, então como você pode fazer isso? Vamos usar o panorama de mídia social vigente na China como um exemplo.

Na China, todos os links para o YouTube não podem ser vistos nesse país, a menos que um usuário tenha acesso a um servidor proxy fora do firewall da China. Seus vídeos devem ser postados em sites de compartilhamento de vídeo locais da China para ser amplamente vistos e incorporados por blogs, mídia e pela comunidade. Além disso, para tornar a sua comunicação visual bem sucedida, você vai precisar usar somente links locais em sua documentação de comunicação e marketing na China.

Se você tem uma operação em China, com um grande assessoria de Relações Públicas ou Marketing, ter uma equipe local para manter canais em cada um dos sites de vídeo é algo que precisa estar em seu plano de comunicação. Os mais importantes sites de hospedagem de vídeo que você precisa pensar, no mínimo, são SINA, SOHU, Xinhua, Youku, KU6, 56, Vodone, e Tudou. Cada vídeo tem de ter os meta-dados apropriados também. Um escritório local pode ser responsável pela criação e manutenção de sua “videoteca”. Não se esqueça de twittar os links na China nos microblogs e mídias sociais INA, SOHU, Tencent e NetEase.

Ter uma URL chinesa (.cn) para uma página em um servidor (.com), com não será tão eficaz como você pretende. Links para servidores locais precisam estar nos seus press releases chineses, peças de comunicação, e em seu site de domínio local. Se você não tem um domínio local atualmente, disponível para abrigar seus documentos e recursos multimídia, trabalhe com um serviço que abrigue seus arquivos e páginas no espaço “.cn” e fornecê-lo com excelente apresentação de relatórios sobre os visitantes únicos, rastreamento de links e uma variedade de outros relatórios para ROI.

Este é apenas um breve resumo do que é necessário para estabelecer a presença de sua empresa em um mercado global. Se você não quer ter equipes locais, pelo investimento e tempo necessário para fazer isso, então você vai precisar de um serviço que fará tudo isso por você. Certifique-se de escolher uma empresa com presença global consolidada, que pode lidar com tagging, meta-dados, upload e compartilhamento em mídia social, bem como os relatórios que você vai precisar para fazer desses vídeos sucessos locais.

Existe uma série de empresas por aí que estão esperando para ter o seu dinheiro e entregar um produto de qualidade inferior. A PR Newswire pode fazer isso para você, e é a melhor opção se você estiver sem uma presença online local.

Resumo – Se você tem uma boa história multimídia para contar, você deve começar pelo seu público para ter uma campanha de sucesso. Não tenha medo de pedir ajuda, e não se esqueça de verificar cuidadosamente qualquer serviço local que parece prometer algo que é muito bom para ser verdade – porque geralmente é.

Lembre-se:  读万卷书不如行万里路 – “A experiência prática é mais útil do que a teoria” (Provérbio chinês).

Este texto foi traduzido do post escrito por Colleen Pizarev no Blog Beyond PR, no dia 12 de fevereiro de 2015.

Colleen Pizarev é vice-presidente de Communications Strategies in International Services da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Vine e Instagram Vídeos: Microvídeos, Grandes Resultados

Sabe aquele famoso ditado que diz que “uma imagem vale mais que mil palavras”? Isso é pura verdade. Imagens carregam uma mensagem composta de vários elementos representativos que transmitem uma história. Basta ver uma foto ou um quadro pendurado na parede para que nossa imaginação voe livre e crie uma ambientação para aquele momento congelado no tempo.

Não importa se retratam a realidade ou se são puramente abstratas, as imagens transmitem sensações e criam percepções. Essa é uma das estratégias adotadas pela publicidade e pelo jornalismo. Em grande parte das vezes, lemos uma notícia só por que sua imagem nos chamou a atenção. Alguns anúncios são tão visuais que não precisam de textos, só da linguagem visual para vender uma ideia.

Vine e Instagram Vídeos: Microvídeos, Grandes Resultados

Adaptação de imagem a partir da publicação no Ads of the World.com

Se uma imagem vale mais que mil palavras, do que vale um vídeo? Um segundo de vídeo é composto por 24 imagens. Há quem diga que um minuto de vídeo comunica o equivalente a 1,8 milhão de palavras. A capacidade que os vídeos têm para comunicar uma mensagem é impressionante. Décadas atrás os anúncios televisivos eram a melhor forma para vender um produto. Fora a abrangência geográfica desse meio, áudio e vídeo se tornaram uma composição ótima para se transmitir uma mensagem.

Com menos investimento e com um grande potencial, anos atrás as marcas perceberam o que os vídeos online tinham a oferecer. O YouTube ganhou notoriedade e a plataforma virou uma nova alternativa para se contar suas histórias em vídeos. Com isso o Visual Storytelling se popularizou e hoje, mais do que uma tendência, é uma pratica já adotada por grande parte das empresas. É comum encontrarmos vídeos de até 5 minutos produzidos por grandes marcas espalhados pela rede.

Ao contrario do que se possa imaginar, e diferente dos comerciais televisivos, produzir e publicar vídeos na internet não exige muito investimento e grande produção. Basta criatividade.

 

Microvídeos – Segundos para Compartilhar a História da sua Marca.

Seguindo a mesma lógica, baixo custo e grande visibilidade entre o público, as marcas aos poucos começaram a se inserir em plataformas mobile. Com a popularização dos gadgets e a adesão do público, é o lugar ideal para uma marca construir uma imagem e interagir com o público. Hoje basta alguns cliques para você descobrir a infinidade de apps para edição e publicação de vídeos online. O próprio Facebook entrou nessa onda e passou a aceitar a publicação de vídeos em sua plataforma.  O Twitter também não ficou atrás e hoje é possível compartilhar vídeos usando a rede social.

Se a sua empresa ainda não adotou os vídeos como forma de interação ou como estratégia para divulgação de marcas, pense nisso. Redes como Vine e Instagram são duas ótimas formas para publicar conteúdo nas suas redes sócias. Um post composto de texto e vídeo é compartilhado 1.200% a mais do que a combinação de link e texto.  Com o Vine, aplicativo e rede social de vídeos do Twitter, aceita produções de até 6 segundos e é ótima para transmitir sua mensagem de forma concisa.

Como no exemplo acima, a produção fica em segundo plano, o que vale é a criatividade.

O Instagram é outra opção para divulgação de microvídeos. Embora a rede social tenha começado e se popularizado com a publicação de fotos, hoje é possível gravar, editar e publicar pequenos vídeos de até 15 segundos.

Confira as diferenças entre o Instagram e o Vine, as duas principais redes sociais e aplicações de microvídeos, e faça a sua escolha. Embora parecidas, cada uma tem suas características próprias. Avalie, e comece a usa-las e consiga melhores resultados com a publicação desses vídeos em tamanho reduzido.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

O que o Google Sabe sobre Você

Você já deve ter feito essa pergunta muitas vezes: O que o Google sabe sobre mim? Fique tranquilo, você não está sozinho. Muitas pessoas tem a mesma curiosidade em saber quais são os dados coletados pelo gigante de buscas online.

O que o Google Sabe sobre Você

Se você normalmente “dá um googada” para procurar um produto ou serviço, entra no seu Gmail para consultar as correios eletrônicos que chegam diariamente, acessa o YouTube para conferir aquele viral de que todos estão comentando, tenha certeza que esses dados serão coletados pelo Google. Ao usar qualquer serviço da empresa, você está autorizando a coleta de informações sobre você. Afinal, como o Google poderia lançar tantos serviços de alta tecnologia e não receber nada em troca? O internauta paga o acesso a toda essa gama de serviços fornecendo informações pessoais para o Google.

6 LINKS REVELAM O QUE O GOOGLE SABE SOBRE VOCÊ

Uma pessoa curiosa como você, mas provavelmente com mais disponibilidade de tempo, e algum conhecimento em tecnológica, decidiu criar uma lista com seis links que mostram alguns dos dados coletados sobre você pelo buscador.  Por mais que essa lista seja pequena, sem dúvida ela é curiosa. A coleta de informação é feita de acordo com o serviço que você usa e usa uma metodologia específica para cada uma. Desde os termos de busca que você usa, o que você compartilha no Google+, e até mesmo os endereços que você busca na plataforma Google Maps.

Ads-Preferences

#1. Como eu sou para o Google? Antes de tudo o Google traça um perfil básico sobre você. Sua idade, seu sexo e seus interesses. Geralmente essas são algumas informações que damos de bandeja em qualquer cadastro online. Se você têm um perfil no Google+ ou uma conta no YouTube, seu sexo e sua idade foram umas das primeiras perguntas que você respondeu para efetuar seu cadastro. Suas preferencias pela forma com que usa as plataformas do Google. Por exemplo, são definidas pelos termos de buscas que você.

Confira seu perfil. Você pode desativar os anúncios ou adequar as suas preferencias no Google.com Ads Preferences.

Google Maps Location History

#2. Meu histórico de localização segundo o Google. Se o seu celular usa o sistema Android, e você habilitou a opção de envio de localização, o Google sabe onde você está ou esteve. Não é difícil de descobrir isso. Se quiser fazer um teste, ponha o “pé na estrada” nesse final de ano, e não demorará muito para que você receba mensagens do Google sobre o trânsito.

O seu dispositivo móvel (smartphone ou tablete) pode enviar a sua geolocalização e dados de várias vezes ao dia para o Google. Você pode ver todo o seu histórico de localização e exportá-lo no Google.com Maps Location History.

Google History

#3. Todo o seu histórico de pesquisa do Google. Não é a toa que o Google é reconhecido como o maior entre os buscadores. Ele tem a plataforma mais alinhada com o que esperamos ao procurar um site ou link na internet. Periodicamente atualiza seu algoritmo para nos trazer os melhores resultados de buscas.

Como parte da coleta de informação, o Google salva todas as buscas que você faz na internet. Entre termos de buscas, imagens, notícias, livros e muito mais. Seu histórico de buscas pode ser consultado por categorias em Google.com History.

Google Settings Security Activity

#4.  Quais dispositivos acessam a sua conta no Google. Nada mais preocupante que a invasão de contas na internet. Contas hackeadas e acesso indevido as suas informações ou serviços online. Se você se tem essa preocupação e está curioso em para saber se alguém está acessando sua conta, veja a lista de todos os dispositivos que acessaram sua conta no Google.

O endereço IP e localização aproximada também estão disponíveis para consulta no Google.com Settings Security Activity. Pelo menos agora não há motivos se preocupar com a sua conta do Google.

Google Settings Security Permissions

#5. Quais aplicativos e extensões tem acesso aos seus dados no Google. Quando baixamos algum app no celular, em geral temos que conceder acesso a algumas informações para os desenvolvedores. Se você usa o sistema Android no seu dispositivo móvel, o Google mantem uma página com uma lista de todos os aplicativos que têm qualquer tipo de acesso aos seus dados.

Confira todos os aplicativos e extensões com algum tipo permissão para acessar seus dados no Google.com Settings Security Permissions. Você também pode cancelar o acesso de suas informações de qualquer app por essa página.

O que o Google Sabe sobre Você

#6. Exporte todos os seus dados do Google. O Google permite que você exporte todos os seus dados: Favoritos, e-mails, contatos, arquivos, informações de perfil, seus vídeos do YouTube, fotos entre outras informações e arquivos publicados no Google.

Google.com Takeout permite que você crie um arquivo com os seus dados nos produtos do Google. Útil para quem gosta de ter sempre um backup à mão.

POR QUE O GOOGLE GUARDA TODAS ESSES DADOS?

Cada dado serve de matéria prima para o Google. As plataformas da empresa são a ponte entre o público e os anunciantes. Todas as informações coletadas são para traçar o perfil individual mais preciso possível de cada usuário. Com isso é possível formar segmentações de público e direcionar anúncios mais eficientes para cada cluster. Quanto maior a segmentação feita, mais direcionados serão os anúncios.

Os internautas receberão anúncios relevantes, os anunciantes terão mais vendas e o Google poderá cobrar mais por anúncios dentro de suas plataformas.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Crie uma História em Vídeo: Conheça o Wochit

Crie uma História em Vídeo: Conheça o WochitSeja você um importante portal de notícias ou blogueiro, você precisa saber como contar uma história envolvente. Wochit é uma plataforma de criação de vídeo que permite que você crie sua história em 15 minutos usando uma combinação automática com toque humano. Pedimos para Drew Berkowitz, vice-presidente sênior de parcerias na Wochit, para discutir este tipo de storytelling, seus benefícios e muito mais. Confira o que ele disse:

Em primeiro lugar, diga como funciona o Wochit?

Usando uma combinação de entre automação: Fontes de vídeo licenciado e imagens da AP, Reuters, Getty entre outras. Adicione mapas, infográficos, feeds de social media e muito mais. E o elemento humano: A capacidade de fazer upload de suas próprias gravações, permitindo sua edição de forma criativa e rápida, além da opção de inserir a voz humana.

Wochit permite que qualquer pessoa conte histórias por meio de vídeos de 10 a 15 minutos.

Que tipo de organizações podem usar essa plataforma de vídeo?

Qualquer pessoa que queira melhorar, promover ou criar uma história em vídeo. Isso pode desde grandes editoras, jornalistas independentes, estudantes, blogueiros até marcas que estão envolvidas com marketing de conteúdo – qualquer criador.

Para discutirmos mais sobre o uso do vídeo nas comunicações, inscreva-se para o webinar gratuito “Tendências de RP para 2015: Foco em Visual Storytelling”.

Qualquer história pode ser contada usando Wochit?

Sim. Breaking, tópicos e tendências são histórias que têm uma vantagem clara por causa da velocidade em que nós entregamos o conteúdo licenciado, mas a nossa plataforma de edição, rápida e simples, permite fazer uploads de seus próprios arquivos e isso torna qualquer história possível.

Como esse tipo de narrativa visual pode beneficiar uma organização?

Não tem fim à quantidade de pesquisas que mostram como vídeos aumentam o tempo de permanência e envolvimento com uma página ou artigo, ou como direcionam tráfego e criam awareness, sendo em dispositivos mobile ou desktop.

Nossos parceiros estão usando nossa plataforma de várias maneiras para tirar vantagem dessas estatísticas, se promovendo em redes sociais com curtos teasers em vídeo, incluindo um pequeno vídeo em um artigo, construindo novos canais no YouTube, reforçando seus anúncios nativos com vídeo, e também criando suas próprios shows. Ao final, para a maioria isso se trata de melhorar sua awareness, e claro, aumentar a receita.

Que tipo de emoções um vídeo provoca diferente de alguém que lê um texto?

Eu não tenho certeza se é diferente, mas é maior. Visual Storytelling aumenta muito a conexão humana, o envolvimento e a atitude com uma história. Como um exemplo recente e perfeito: Olhe para o mais incidente envolvendo Ray Rice e as emoções criadas quando lemos sobre o assunto e as emoções mais fortes depois de tudo que vimos no vídeo.

Que tipo de gráficos que você recomendaria para uma organização utilizar para contar uma história? Quais são alguns dos gráficos mais poderosos?

O sistema do Wochit fornece a maioria dos recursos que um criativo precisa para uma história atraente em vídeo; realidade, som de primeiro plano, som natural, a possibilidade de selecionar seu thumbnail, adicionar um título criativo, zoom, citações e adicionar a voz humana. Estes são todos os elementos que fazem um vídeo do Wochit mais atraente.

Quais são os benefícios ao adicionar uma narração humana em um vídeo?

Pessoas adicionam entonação, emoção e personalidade que nos conecta a uma história.

Depois que o vídeo está completo, como uma organização pode divulgá-lo para o seu público?

Trabalhamos com parceiros para encaixa-los em seus sistemas CMS, players de vídeo, etc., e oferecendo uma possibilidade para o criador compartilhar o vídeo. O Wochit também tem parcerias de distribuição com a AOL, Yahoo, NDN e outros para ajudar os criativos colocarem seus vídeos disponíveis para o público.

Como uma organização pode compartilhar um vídeo em suas redes e mídia social?

Os vídeos têm um código de incorporação (embed code) e por eles pode é possível executar no Twitter, Facebook, YouTube e outros, não importa qual seja a rede.

É possível monitorar o número de compartilhamentos e visualizações do vídeo?

Sim, trabalhamos com os nossos parceiros e pelas redes para monitorar os compartilhamentos e visualizações, e para os criativos individuais, nós podemos ajuda-los com essas estatísticas também.

Você prevê que mais empresas de notícias irão para o caminho da narrativa visual no futuro?

Acredito que sim! A resposta é absolutamente sim. A Forrester Research divulgou uma estatística que 1,8 milhão de palavras é igual a um minuto de vídeo. Isso é incrivelmente poderoso, mas até agora não usual. O tempo e os custos da criação em vídeo proibiam que os jornalistas realmente tirassem proveito do novo meio digital / mobile. Wochit resolveu este problema e permitiu que qualquer pessoa conte histórias criando um vídeo em minutos.

Como criativos podem se inscrever no Wochit?

Podem nos contactar por meio do nosso site. Você também pode entrar em contato comigo em drew.berkowitz@wochit.com. Eu estou sempre feliz em me conectar.

Este texto foi traduzido do post escrito por  Polina Opelbaum no Blog Beyond PR, no dia 16 de outubro de 2014.

Polina Opelbaum é a editora de ProfNet, um serviço que ajuda jornalistas a se conectarem com fontes especializadas. Para ler mais escritos de Polina, verifique seu blog no ProfNet Connect.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire