Guia “Friends” para Combinar Conteúdo ao Estilo do Leitor

Guia “Friends” para Combinar Conteúdo ao Estilo do Leitor

Pare por um momento e analise as pessoas que trabalham com você. Mesmo que todos trabalhem em conjunto para alcançar um mesmo objetivo, como indivíduos, cada um traz um conjunto único de interesses pessoais, conhecimentos e motivações.

Agora, pense em seu público. Como descrito em mais detalhes em nosso white paper: Buyer 2.0 Content Strategy Checklist, o público está mais seletivo sobre o que quer ler, assistir e ouvir. Ele está à procura de conteúdo que o ajude de alguma forma, e não de seus produtos.

Se fez sua lição de casa sobre “personas”, provavelmente você tem uma boa ideia sobre qual é a profissão, nível de experiência e outras informações relacionadas ao seu público, com o objetivo de manter um longo e próspero relacionamento para ambas as partes.

Mas você sabe como criar conteúdo para seus diferentes tipos de leitores e suas motivações pessoais?

Essa é uma pergunta “pegadinha”, já que não há uma fórmula única que englobe todos os seus públicos. Você precisa criar uma grande variedade de conteúdo para atingir as múltiplas personalidades que os compõem.

E é desse ponto em diante que “Friends”, comédia pop dos anos 90, pode nos ajudar. Cada membro do seriado tem uma personalidade única, que deve ser contemplada em seu calendário de conteúdo. Aqui estão as minhas dicas e truques para se envolver com cada tipo.

Monica – “A supera expectativas”

Monica – “A supera expectativas”

Em todo grupo tem aquela pessoa que parece ter nascido com o “dom” de ser bem-sucedida no trabalho. Sendo altamente organizada, parece sempre estar no caminho para alcançar o sucesso.

Ajude as “Monicas” de seu público a desenvolver seu trabalho, forneça para elas modelos de checklists, cálculos e planilhas.

Ross – “O sabe tudo”

Ross – “O sabe tudo”

Encontrados com certa frequência corrigindo erros gramaticais e compartilhando seus resultados do Trivia, os “Rosses” querem que todos saibam que eles são muito inteligentes.

Use seu conteúdo para entregar dados estatísticos e fatos para que eles possam aprender ainda mais e mostrar para seus amigos, colegas de trabalho e chefes.

Rachel – “O Coração”

Rachel – “O Coração”

As “Rachels” são fortemente guiadas por seus sentimentos, mais do que pela lógica. Por serem pessoas sensíveis, precisam de uma conexão mais pessoal com sua marca.

Junto com seu coração, vem a paixão. As “Rachels” são, por natureza, as mais fortes defensoras da sua marca. Apele à sua essência emocional com fotos, vídeo e outros conteúdos multimídia para que elas possam compartilha-los em seu círculo social.

Chandler – “O cínico”

Chandler – “O cínico”

Chandler é o extremo posto da emoção de Rachel. Como um potencial cliente, ele será cético a qualquer tipo de mensagem que você quiser passar. Os “Chandlers” normalmente conhecem o mercado da sua empresa muito bem e podem detectar o cheiro de uma abordagem de vendas em qualquer conteúdo a um quilometro de distância.

Faça com que eles abram um sorriso e você poderá desarmá-los por um tempo. O suficiente para que sua mensagem consiga passar por sua grossa muralha defensiva. Para ver mais dicas de como usar o humor em seu conteúdo, confira este recente post.

Joey – “O Confuso”

Joey – “O Confuso”

Os “Joeys” do seu público precisam de um pouco mais de tempo para entender o que você quer dizer. Eles podem ser novos no assunto que você está abordando ou incapazes de prestar a atenção exigida pelo tema.

Ajude-os com referências aos posts mais introdutórios sobre o assunto em seu blog antes que eles se aventurem em mergulhos sob conteúdo mais profundo. Também é sempre útil incluir imagens e infográficos para explicar ideias complexas. Elementos visuais ajudam a concentrar a atenção do público em meio a partes do conteúdo, muito importante para os “facilmente distraídos”.

Phoebe – “A Criativa”

Phoebe – “A Criativa”

Elas estão pouco interessadas em ouvir suas ideias e preferem compartilhar suas próprias perspectivas.

Trate suas “Phoebes” como influenciadoras e parceiras para criação de conteúdo. Isso ajudará a compartilhar sua mensagem para o público. Afinal, “Smelly Cat” foi um ótimo jingle publicitário.

VÍDEO

Seu público é composto por indivíduos com diferentes necessidades e desejos. Para converte-los em clientes, é preciso mostrar a eles que você estará sempre disponível com conteúdo de alta qualidade.

Baixe nosso popular Buyer 2.0 Content Strategy Checklist para mais dicas de como planejar uma estratégia de criação e distribuição de conteúdo bem-sucedida.

Buyer 2.0 Content Strategy Checklist

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Jamie Heckler no dia 12 de julho de 2016. Jamie é Gerente Criativa Senior na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

3 Erros Mais Comuns em Press Releases

3 Erros Mais Comuns em Press Releases

Existem inúmeros pontos que devemos considerar quando chega a hora de enviar um press release à imprensa ou promover um conteúdo. No entanto, mesmo depois de você e seus colegas percorrerem todo check-list, para verificar detalhes da distribuição, não considere o trabalho terminado.

“Comunicadores devem descobrir como contar a história de suas marcas ou produtos de uma maneira abrangente e que conecte emocionalmente o público e inspire-o a interagir”, escreve o autor do nosso white paper Driving Credibility & Success for Your Brand: How to Earn More Media.

A ligação emocional pode ser colocada em risco quando a experiência de leitura do seu público é interrompida por um erro de digitação, por exemplo.

Quando uma empresa envia um press release para PR Newswire, a equipe de Customer Content Services o prepara para a distribuição. Além de analisar os elementos essenciais do texto, como título, cidade, data e informações de contato para mídia, nós estamos atentos para todos os possíveis erros de última hora, para corrigi-los antes de enviarmos o release.

Aqui estão os três erros em press releases mais comuns:

1 – Data incorreta

Você ficaria surpreso em saber que nossos editores encontram com frequência o ano de 2015 nas datas de press releases? Eu mesma vi três, só na semana passada.

Depois de passar tanto tempo nas partes mais importantes do seu conteúdo, é fácil deixar a data correta cair em esquecimento.

Talvez você tenha planejado enviar o seu comunicado de imprensa na semana passada, mas precisou de mais tempo e resolver algumas questões antes que você pudesse emiti-lo. Ou você pensava em distribuí-lo hoje, mas algo mudou e precisará guarda-lo até a próxima semana.

Ao passar por sua check-list, não se esqueça de incluir a cidade e a data. Colocar o mês, dia e ano da distribuição corretamente ajuda os leitores determinarem quão recente é a informação.

Driving Credibility & Success for Your Brand: How to Earn More Media

2 – Web site

Você tem que ser estratégico sobre quantos links você deve incluir e onde deve colocá-los. Após defini-los, verifique se os links estão funcionando corretamente. Muitas vezes vemos links para sites que não foram publicados ou para arquivos não disponíveis.

Tenha um colega ou amigo para testar os links e confirmar se as URLs estão funcionando, mas também oriente os leitores para acessarem a página de destino pretendida.

3 – Ortografia

É uma longa tradição na PR Newswire treinar os nossos especialistas de conteúdo para identificarem erros como “manger” (manjedoura), e corrigi-la para “manager” (gerente). Além daqueles que o corretor não sinaliza, tornando um pouco mais difícil de encontrar.

Um exemplo que eu vi recentemente que se refere às pessoas que compram um determinado produto como “costumers” em vez de “customers”.

Como a verificação ortográfica não pega esses tipos de erro, você precisa reler o conteúdo e ver o contexto. Um prazo muito apertado torna muito mais difícil de detectar erros ortográficos.

Se você puder, tire alguns minutos para passar um pente fino em seu conteúdo e evite esses tipos de erros. É sempre melhor pegá-los antes que eles sejam distribuídos do que os corrigir depois. Felizmente, antes de emitir seu press release, o Customer Content Services da PR Newswire irá consultar se a data está correta, URLs incorporadas e outros erros fáceis de cometer.

Se você escreve comunicados de imprensa e outros tipos de conteúdo para marcas, faça de tudo para garantir a máxima qualidade em suas ações. Baixe Driving Credibility & Success for Your Brand: How to Earn More Media para obter mais dicas sobre o que procurar na sua distribuição de conteúdo.

Texto traduzido do post escrito por Catherine Spicer no Blog Beyond PR, no dia 26 de maio de 2016. Catherine é Gerente de Customer Content Services da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

4 Traços de um Grande Conteúdo Líder de Pensamento

Os consumidores estão quase se afogando em informação. Para qualquer problema, uma rápida pesquisa online traz milhares de resultados com soluções copiosas pregadas em uma interminável lista de fontes.

4 Traçõs de um Grande Conteúdo Líder de Pensamento

Se você investe em marketing de conteúdo, o seu objetivo é estar no topo dos resultados de buscas com a solução mais confiável. Você quer ser a opinião de especialistas que as pessoas procuram.

Você quer ser um líder de pensamento.

Líderes são mais do que apenas blogueiros, criadores de conteúdo ou especialistas em determinado assunto que se apresentam em eventos. Líderes de pensamento direcionam conversas e influenciam o mercado. (E sim, uma empresa pode ser um líder de pensamento).

A publicação de conteúdo de líderes de pensamento pode ser fundamental para o crescimento do seu negócio. No white paper Branding for Growth: A C-Level Strategy, Ken Wincko – VP Sênior de Marketing da PR Newswire – afirma: “Hoje você não chegará a lugar nenhum sem ter uma história única e convincente… O seu conteúdo precisa fornecer valor para o leitor, seja ele puro entretenimento ou solucionar um problema”.

Marcas que querem publicar conteúdo de liderança devem investir tempo e esforço significativo para criar conteúdo que ecoar entre seus clientes e seus concorrentes no mercado.

Então, como elevar o conteúdo para o próximo nível? Aqui estão quatro qualidades importantes encontradas em um grande conteúdo de líderes de pensamento.

INOVAÇÃO

Líderes de pensamento criam a notícia ao invés de simplesmente compartilha-la. Antes que você comece a vender a si mesmo ou a sua empresa como fonte especializada, você precisa ter conteúdo. As atividades bem-sucedidas da sua empresa e o que ela está fazendo será o melhor lugar para começar.

Sacudir as conversas de mercado, muitas vezes requer tentar algo novo, experimentando ou desenvolvendo uma nova metodologia e comprovando o sucesso de suas iniciativas. Se você tiver algum programa de sucesso encontre uma nova maneira de descrevê-lo isso poderá fornecer um olhar inovador em seu setor. O trabalho que sua empresa ou marca está fazendo é o que vai moldar sua história e será contado como conteúdo líder de pensamento.

INFORMAÇÃO

Depois de uma história, ou notícia do que você está criando, é preciso compartilhá-la. Antes de tudo, Content Marketing é sobre fornecer informações para o seu público-alvo ou base de clientes. O objetivo do seu conteúdo líder de pensamento deve ser: fornecer informações valiosas que irão responder as perguntas do seu público.

Escrever um post de blog e esperar que alguém o veja não é suficiente. O segredo para diferenciação de um conteúdo de alto nível é chegar várias pessoas quanto possível, por meio da criação de vários tipos de conteúdo em várias plataformas diferentes.

Publique apresentações no SlideShare, poste vídeos no Youtube e compartilhe em diferentes redes sociais. Envie um press release para direcionar o tráfego para seu blog ou em outro lugar que o seu conteúdo possa ser encontrado. Espalhar novidades, assim que possível, ajudará a estabelecer sua credibilidade, essa é a preparação para se tornar uma fonte procurada de informação e construir uma base de potenciais clientes.

INSTRUÇÃO

Um grande conteúdo líder de pensamento vai além do simples compartilhamento de informação: é de natureza consultiva, ajuda os outros para alcançar o sucesso. Ao elaborar conteúdo líder de pensamento, não se esqueça de se concentrar em ser um recurso útil para seus clientes, bem como seus concorrentes de mercado.

Esse tipo de conteúdo não é baseado em marketing e publicidade. E mesmo sendo contra intuitivo dar ideias de graça, o impacto positivo que isso terá sobre a reputação da sua empresa, vai valer a pena no final. Institua-se não só como um especialista, mas como um recurso útil e parceiro para sua rede gerará demanda por seus serviços.

INSPIRAÇÃO

Um grande conteúdo líder de pensamento é aquele que inspira. Como líder, você deve aproveitar a sua experiência e provocar uma mudança significativa em seu mercado por meio do conteúdo que você fornece. Não é suficiente ser inovador. Compartilhar ideias e ser útil não te fará um líder. Traga uma atitude positiva e determinação para criar impacto, e seu público começará a olhar a sua marca como uma líder de pensamento.

É difícil ensinar alguém a ser inspirador. Mas, encorajar a reflexão é um começo. Afinal, os líderes raramente são feitos, eles são escolhidos. Você pode aspirar ser um líder de pensamento, mas os consumidores do seu conteúdo serão responsáveis por te fazer um.

Ouça seu público, seja via monitoramento de redes sociais ou interações pessoais para determinar o que eles precisão no seu conteúdo para resolver um problema. Este tipo de engajamento não só garante sua estratégia de conteúdo, mas conecta o seu público tal forma que estabelecerá você como um recurso pensativo que vale a pena seguir.

Dê ao seu público uma razão para escolhê-lo como líder, e o resto acontecerá.

Última coisa para se lembrar: Liderar o pensamento é educar, e não diretamente vender seus produtos e serviços. Comunicar a liderança de pensamento pode colocar a sua empresa nos primeiros estágios da jornada de compra, gerando aumento de notoriedade de marca e fazendo você um especialista no seu setor.

Texto traduzido do post escrito por Danielle Capriato no Blog Beyond PR, no dia 14 de maio de 2015.

Danielle Capriato é Gerente de Comunicação Estratégica da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

As Melhores Práticas para Monitorar sua Marca por toda Web

White Paper da PR Newswire que oferece aos comunicadores dicas de como monitorar sua marca na web e assumir o controle de sua mensagem.

As Melhores Práticas para Monitorar sua Marca por toda Web

Em uma época em que a gestão de marca é fundamental para campanhas de Relações Públicas e Marketing, como os profissionais de comunicação podem ficar no centro das conversas mais influentes?

Existem muitas ferramentas para RP’s e para profissionais de Marketing que podem ser usadas para controlar e monitorar as conversas em torno de sua marca. Não importa qual delas você use, há pontos fundamentais que devemos ter em mente para otimiza-las de acordo com a sua estratégia de comunicação.

“Monitore sua marca por toda Web” abrange as melhores práticas para um ágil monitoramento de marca em um panorama da mídia complexo. Saiba como:

  • Filtre através do ruído o que é mais importante para a sua marca;
  • Identifique “gaps” e molde sua estratégia de conteúdo;
  • Defina metas para acompanhar o seu sucesso;
  • Crie benchmarks para comprovar o ROI.

Leitura obrigatória para qualquer trabalho de gerenciamento de marca, “Monitore sua marca por toda Web” ajuda comunicadores a assumir o controle de sua mensagem.

Baixe o White Paper aqui.

Sobre a PR Newswire

Empresa líder global em serviços de comunicação, oferece soluções para que organizações se conectem e dialoguem com os seus públicos-alvo em todo o mundo. Pioneira da indústria de distribuição de notícias comerciais, há 60 anos a PR Newswire conecta clientes com audiências em mais de 170 países e em mais de 40 idiomas, por meio de uma rede incomparável de veículos de mídia, jornalistas e formadores de opinião. A PR Newswire tem escritórios em 16 países na América do Sul, Central e do Norte, Europa, Ásia e no Oriente Médio, garantindo presença global também através de afiliações exclusivas com as principais agências de notícias em todo o mundo. A PR Newswire é uma subsidiária da UBM plc, uma empresa líder em mídia global de negócios que atende comunidades comerciais profissionais em todo o mundo.

Contatos para Mídia:

Victoria Harres
Vice President, Strategic Communications & Content
victoria.harres@prnewswire.com

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Os 10 Posts Mais Visualizados em Janeiro [REVIEW]

Para você continuar atualizado sobre as novidades do Marketing, Jornalismo e Relações Públicas, nós separamos os posts mais visualizados em janeiro.

Os 10 Posts Mais Visualizados em Janeiro [REVIEW]

No mês passado foram publicamos 18 posts. Com os mais diferentes temas relacionados a comunicação. Desde o triste atentado ao Charlie Hebdo até os 5 Apps que todo jornalista deveria baixar.

Os 10 posts dessa lista correspondem a 85% do total de visualizações recebidas entre todas as publicações do período.

MEDIAware_PR Newswire-jan20151º Lugar: MEDIAware Brasil – Novidades da Mídia e de Jornalistas

O MEDIAware Brasil é uma publicação mensal, elaborada pela equipe de Media Relations da PR Newswire. Seu conteúdo aborda a seleção das mais importantes movimentações de jornalistas nos meios de comunicação em todo o Brasil.

Além da versão brasileira, o MEDIAware também tem uma publicação para a América Latina, com informações de profissionais e veículos de comunicação de países como Argentina, Colômbia e México.

Opinião: Jornalistas do Brasil e o Atentado ao Charlie Hebdo2º Lugar: Opinião: Jornalistas do Brasil e o Atentado ao Charlie Hebdo

Em janeiro a liberdade de expressão, o humor e diferenças culturais foram colocadas sob os holofotes com o atentado a revista francesa Charlie Hebdo. Selecionamos alguns tweets de Jornalistas, e Profissionais de Comunicação.

Alguns declararam sua solidariedade, enquanto outros expressaram sua opinião fazendo um comparativo com a realidade brasileira.

Instagram e a Netflix no Combate ao Fake3º Lugar: Saiba como o Instagram e Netflix estão Combatendo o “Fake”

Medidas adotadas pelo Instagram e Netflix tentam regularizar os serviços oferecidos e gerar maior credibilidade às suas marcas. Em dezembro o Instagram iniciou uma força tarefa e excluiu milhões de contas falsas.

Mesmo com o número de usuários ativos reduzido, o valor de mercado da empresa subiu 16 milhões segundo balanço divulgado pela Folha de São Paulo.

5-Dicas-para-Manter-Relacionamento-com-Jornalistas4º Lugar: Comunicação Corporativa e o Relacionamento com Jornalistas

Conseguir a atenção dos jornalistas é apenas o primeiro passo. Manter um relacionamento de longo prazo faz toda a diferença para quem quer garantir a cobertura da mídia. A comunicação corporativa e os jornalistas devem trabalhar de forma colaborativa.

Listamos os 5 passos para a criação de um relacionamento duradouro e eficiente para ambas as partes. A primeira dica para os relações públicas é “nunca enviar algo desinteressante aos jornalistas”.

Top PR & Content Marketing – Resoluções para 20155º Lugar: Top PR & Content Marketing – Resoluções para 2015

Texto traduzido do post escrito por Shannon Ramlochan, Coordenadora de Marketing de Conteúdo da PR Newswire, para os profissionais de Relações Públicas e Marketing sobre como as novas mudanças em tecnologia e no comportamento do público influenciam em seus projetos para esse ano.

Com a visão de profissionais, o texto revela que RP e Marketing não estão apenas aderindo as mudanças aproveitando as oportunidades que vêm com elas:

Dicas de um Jornalista para Profissionais de Relações Públicas6º Lugar: Dicas de um Jornalista para Profissionais de Relações Públicas

Entrevista com James Bradshaw, repórter do Globe and Mail (Canadá) com dicas de para profissionais de Relações Públicas conseguirem melhores resultados e não cometerem gafes em 2015. James aborda temas como a apuração das informações e a abordagem da comunicação corporativa.

Este texto foi traduzido do post escrito por Caitlin Carragee, Gerente de Soluções de Marketing, Distribuição, Multimídia & Relatórios da PR Newswire.

#JeSuisCharlie – Mídia, Jornalismo e Liberdade de Expressão7º Lugar: #JeSuisCharlie – Mídia, Jornalismo e Liberdade de Expressão

#JeSuisCharlie virou símbolo de defesa de liberdade de expressão e forma adotada pelos internautas para prestarem sua solidariedade as vítimas pelas redes sociais. O ataque também foi abordado de diversos ângulos pelos meios de comunicação.

O texto trás informações sobre o atentado ocorrido em  Paris e um pouco do passado recente da revista e os conflitos ideológicos com os muçulmanos.

As Marcas Comemoram o Aniversário de São Paulo8º Lugar: As Marcas Comemoram o Aniversário de São Paulo

Datas comemorativas motivam cada vez mais à criação das estratégias, já que a indução a compra e ao contato com a marca (afinal, a interação gerada por movimentos também influencia na compra), fica mais fácil do que nos dias comuns por conta da disponibilidade de tempo.

Algumas marcas aproveitaram o aniversário da cidade de São Paulo para se aproximarem dos consumidores.

5 Apps que Todo Jornalista deveria Baixar Agora9º Lugar: 5 Apps que Todo Jornalista deveria Baixar Agora

COGI, CO Everywhere, Ad Hawk, WeVideo e AudioBoom… A lista de ferramentas mobile para jornalistas. Desde a gravação de entrevistas e conversas, até a edição, colaboração e compartilhamento dos seus vídeos não importa em qual dispositivo você trabalhe.

Você, suas habilidades e os seus conhecimentos fazem de você um jornalista. Aplicativos mobiles só irão acrescentar nisso.

Relações Públicas - Como Garantir Valor aos Clientes10º Lugar: Relações Públicas – Como Garantir Valor aos Clientes

White paper da PR Newswire aborda os principais relatórios que podem ser extraídos de sistemas de clientes, como web analytics, automação de marketing e CRM. Isso para que os profissionais de Relações Públicas possam provar, de forma consistente, o seu valor para os clientes.

O paper, chamado Moving Beyond Press Release Pick Up to Reporting on Real Outcomes, apresenta os relatórios mais comuns com os resultados da divulgação de um press release.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Relações Públicas – Como Garantir Valor aos Clientes

A demanda por métricas cada vez mais sofisticadas é uma oportunidade para as agências de Relações Pública se diferenciarem da concorrência e oferecer resultados mensuráveis aos clientes.

Relações Públicas - Como Garantir Valor aos Clientes

Duas coisas são certas na rotina de profissionais de Relações Públicas. Número um, você sempre está ocupado. Correr atrás de prazos é uma realidade do dia a dia. Número dois, em algum momento você é procurado para provar, de forma consistente, o seu valor para os clientes. Mostrar resultados mensuráveis faz com que você e sua agência deixem de ser apenas simples fornecedores. Vocês ganham confiança, e passam a ser conselheiros.

Para ajudar as agências de Relações Públicas, a PR Newswire – líder mundial em distribuição de notícias corporativas – desenvolveu um white paper chamado Moving Beyond Press Release Pick Up to Reporting on Real Outcomes que apresenta os relatórios mais comuns com os resultados da divulgação de um press release e por que eles são usados. Além de resumir as principais métricas utilizadas com base em dados e desempenho do serviço wire.

Relações Públicas - Como Garantir Valor aos Clientes

Esse white paper da PR Newswire também aborda os principais relatórios que podem ser extraídos de sistemas de clientes, como web analytics, automação de marketing, CRM, etc.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Content Marketing – Promoção e Distribuição não são Opção

Uma nova pesquisa realizada pela PR Newswire e pelo Content Marketing Institute (CMI), revela algumas áreas claras de distinção entre os profissionais de marketing de conteúdo mais eficientes e menos eficientes.

Content Marketing - Promoção e Distribuição não são Opção

De acordo com Robert Rose, Chefe de Estratégia para Conteúdo da CMI, mesmo que os resultados mostrem que aqueles profissionais na extremidade inferior em eficiência estejam promovendo vários tipos de conteúdo, os especialistas em content marketing que geram mais resultados gastam mais tempo para construir o seu público, enquanto os menos direcionam seu esforço para usar o conteúdo como forma de impulsionar as vendas e as receitas.

O principal debate parte destas conclusões, como discutido no webinar, “Communications Trends for 2015: Creative Approaches to Content Promotion”, se concentrar menos no aspecto de venda direta de marketing e investir mais na criação de conteúdo de qualidade que constrói uma audiência por meio de uma diversificada e estratégia de canais integrado, incluindo a promoção paga.

Os resultados completos dos achados, discutidas a seguir, estão disponíveis no white paper: “Promoting Your Content Marketing: Time to Orchestrate the Concert of Paid Media”.

POR QUE USAR A PROMOÇÃO PAGA SE EXISTEM OPÇÕES GRATUITAS?

Rose abordou o equívoco comum de que a promoção de conteúdo em mídias sociais é gratuita. Mesmo que não haja nenhum custo para criar uma página na mídia social, as plataformas de mídia social como Facebook, LinkedIn e Twitter são efetivamente editoras, e você tem que pagar para atingir seu público. Mensagens que não são patrocinadas ou promovidas na melhor das hipóteses atingirá o público que já é fã da sua página – isso só acontecerá se a pessoa visite ativamente sua página e no máximo aparecerá em seu feed de notícias.

“Não se trata apenas de promoção em meios orgânicos, temos também de colocar algum investimento em torno do conteúdo que estamos criando”, disse Rose.

Se você gastou tempo e fez um investimento inicial para criar o conteúdo e o design correto, com o objetivo de entregar valor real para os leitores, por que você não faz os investimentos adicionais necessários para garantir que a sua mensagem será descoberta por públicos relevantes onde quer que eles estejam buscando e consumindo informação?

QUE TIPO DE CONTEÚDO OS PROFISSIONAIS DE MARKETING ESTÃO PROMOVENDO?

Conteúdo próprio como white papers e posts estão entre os tipos de conteúdo mais eficazes e melhor classificados que os profissionais de marketing usam métodos pagos para promoção. Esse tipo de conteúdo não é publieditorial, sempre disponível e constrói um público fiel, engajando a audiência.

Decidir qual conteúdo priorizar requer experimentação, mas as melhores áreas para se começar, no processo e estratégia, são aquelas que você mais precisa impulsionar crescimento, como awareness ou cross-sell/up-sell. A boa notícia é que os profissionais de marketing já estão familiarizados com a experimentação – o teste A / B em plataformas segue um modelo clássico de mercado.

QUE TIPO DE CONTEÚDO OS PROFISSIONAIS DE MARKETING ESTÃO PROMOVENDO?

QUAIS SÃO OS MELHORES CANAIS DE PROMOÇÃO DE CONTEÚDO?

Rose aconselha os profissionais a utilizar táticas e canais tradicionais (pense: Press Release) em formas não convencionais de rentabilizar e conseguir audiência. Os resultados da pesquisa mostram que 78% dos profissionais de marketing de conteúdo mais eficientes usam serviços de press release como parte de sua estratégia de promoção do conteúdo. Rose argumentou que a falta de imaginação no uso dos comunicados de imprensa podem resultar em serem vistos como “ineficientes para o marketing de conteúdo”. Ele sugere que escrever histórias que você quer que os meios de comunicação para cubram e utilizar a distribuição wire para amplificá-las e criar mais valor, desde uma perspectiva de marketing de conteúdo.

QUAIS SÃO OS MELHORES CANAIS DE PROMOÇÃO DE CONTEÚDO?

QUAIS SÃO ALGUNS RESULTADOS DE UMA PROMOÇÃO DE CONTENT MARKETING EFICAZ?

Don Montuori, Vice-Presidente de Publicações da MarketResearch.com, usa comunicados de imprensa (press release) para promover o conteúdo próprio da empresa e estar à frente da vanguarda de pensamento, com objetivo de ter uma exposição cada vez maior, credibilidade, brand awareness, tráfego na web e receita. Parte da estratégia por trás da promoção de pesquisas de mercado via press release é chamar a atenção dos jornalistas.

Jornalistas gostam de dados e de informações que pode se conectar em sua história – eles gostam de tendências e citações”, diz Montuori. “É uma forma de obter conteúdo original”.

A Distribuição de Releases aumenta a probabilidade de que um jornalista encontre dados produzidos pela sua marca. Não é só uma forma de chamar a atenção de grandes editores, como o New York Times; as habilidades de segmentação da distribuição wire também permitem que você espalhe sua mensagem para publicações segmentadas e de nicho, blogueiros que influenciam a indústria e novos públicos que você quer atingir. Obter exposição na mídia vai aumentar sua credibilidade, porque o jornalista usou sua pesquisa.

Montuori compartilha que incorporar os press releases na estratégia de promoção de conteúdos da MarketResearch.com resultou em um número maior de entrevistas e citação na imprensa, e impactou positivamente o tráfego para o site da empresa. Além disso, os comunicados de imprensa serviram como uma nova ferramenta para as equipes de vendas compartilharem com clientes e prospects.

Resumindo: Os investimentos dos profissionais de marketing devem se concentrar mais na construção de audiência com content marketing e menos na promoção de produtos, assim serão capazes de conduzir as novas audiências através do processo de compra, já que confiam e acreditam na experiência da marca.

Texto traduzido do post escrito por Shannon Ramlochan no Blog Beyond PR, no dia 11 de dezembro de 2014.

Shannon Ramlochan é Coordenadora de Marketing de Conteúdo da PR Newswire

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire