Press Release – Como Escrever Títulos Curtos e Atraentes

Press Release – Como Escrever Títulos Curtos e Atraentes

Escrever um título de press release que seja conciso e informativo não é fácil. Pode ser tentador descrever toda a sua mensagem nesse espaço, mas títulos muito longos podem sobrecarregar os leitores e comprometer o interesse do público.

Se o seu título não prender a atenção do seu público, seu press release não será lido.

Títulos curtos são melhores por algumas razões: Mais fáceis de entender quando aparecem no feed de notícias e pré-formatados para dispositivos móveis.

Além disso, quanto mais curto o título, melhor as chances de seu press release ser compartilhado e lido por inteiro pelo público. Nosso SlideShare How to Write Press Releases aponta duas regras básicas para o tamanho de títulos:

  • Mantenha-o até 110 caracteres para que seja facilmente compartilhado.
  • Inclua as informações mais importantes nos primeiros 65 caracteres (incluindo espaços), é o tamanho aproximado para a indexação/exibição no Google.

Isto pode parecer simples, mas o título pode dobrar de comprimento ao tentar acompanhar diretrizes de marca. Como incluir nomes de empresas, produtos e outras informações.

A próxima vez que você escrever um comunicado à imprensa, considere estas cinco dicas e exemplos para manter o seu título curto e atraente.

1. Utilize subtítulos. 

Títulos longos e complicados são difíceis de entender, e sua mensagem pode se perder entre os leitores se tiver muitos detalhes. Concentre-se em ser sucinto e utilizar subtítulos para fornecer mais informações e contexto.

Título Antes: XYZ Corporation, uma empresa de tecnologia, parceira da marca ABC, líder em produtos eletrônicos, se unem na ConsumerTech 2016 para lançar fones de ouvido wifi

Título Depois: XYZ Corp e a Marca ABC lançam Fones de Ouvido Wifi

Novo Subtítulo: Visite o estande #720 da XYZ na ConsumerTech 2016

O leitor ainda vê os pontos principais da história com menos palavras e em linguagem concisa.

The Buyer 2.0 Content Strategy Checklist

2. Evite palavras que não sejam essenciais.

Releia e corte todas as palavras que puder em seu título, como adjetivos, artigos ou até mesmo partes inteiras. Substitua conjunções por pontuação, dessa forma seu público ainda pode ver o título e entender seu significado.

Título Antes: Empresa XYZ compartilha os melhores destino de viagem para família no verão e dicas para viajar com crianças

Título Depois: Os melhores destinos de verão para famílias

Novo Subtítulo: XYZ compartilha dicas para viajar com crianças

Eliminar aquilo que é desnecessário reduz a desordem. Se o texto estivesse em inglês, por exemplo, a palavra “children” poderia ser substituída por “kids”.

3. Diminua o tamanho das palavras.

Substitua palavras por abreviações conhecidas (Corp. para Corporation), siglas (etc para etcetera, IPO para Oferta Pública Inicial), números (trezentos por 300) e símbolos ($,%, etc.), podem economizar caracteres preciosos e ainda transmitir com clareza a mensagem.

Título Antes: Os dez melhores lugares para comer por menos de dez dólares em Los Angeles de acordo com a Empresa XYZ

Título Depois: XYZ Corp: 10 melhores restaurantes por menos de US$ 10 em LA

Tenha em mente que muitas siglas e abreviações no mesmo título podem causar confusão. Use-as onde for mais apropriado e veja se elas serão compreendidas facilmente.

4. Minimize o exagero.

Os motores de busca favorecem o “human-friendly content” que usa a linguagem natural com o mínimo de jargões. Evite colocar muitas palavras-chave em seu título ou expressões e termos de mercado. Não seja muito vago para as pessoas fora do seu público-alvo.

Título Antes: Social Media é mamão com açúcar para proprietários de PMEs que usam a Plataforma de Marketing da XYZ

Título Depois: Pequenas empresas: XYZ oferece ferramentas para Mídia Social

5. Faça testes. Use o que funciona.

Tente variar as informações em qualidade e quantidade em seus títulos de press release. Por exemplo, se você está escrevendo para um público segmentado, use termos e linguagem desse mercado para tentar gerar engajamento. Analise seus relatórios de distribuição e veja quais títulos geraram mais interesse do seu público. Em seguida, ajuste os próximos de acordo com os seus objetivos.

Conte cada letra para diminuir o tamanho do seu título. Se você quer conectar leitores à história do seu press release, é preciso dar uma boa razão para eles clicarem.

Baixe o The Buyer 2.0 Content Strategy Checklist para mais dicas que o ajudarão a escrever e distribuir conteúdo que conecta seu público.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Erica Crist no dia 14 de julho de 2016. Erica é Senior Customer Content Specialist na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Como Adaptar Conteúdo para Plataformas de Mídia Social

Como Adaptar Conteúdo para Plataformas de Mídia Social

Você acabou de escrever um ótimo texto e criou um título brilhante. Agora, como usar a mídia social para aumentar o seu alcance do seu conteúdo e atrair o público certo? Só compartilhar o link pelas redes é o ideal? Não seja tão preguiçoso!

Para melhor seu desempenho, o seu conteúdo deve ser ajustado para se adequar para cada plataforma. Um profissional de marketing experiente incluirá a adaptação do conteúdo como uma tática dentro de sua estratégia de distribuição para que sua mensagem neutralize o ruído, presente em todas a mídia e atinja seu público-alvo da forma correta.

Vamos ver quais são as melhores práticas e adaptar seu conteúdo para cada plataforma de mídia social:

Twitter Conteúdo

Apesar de ter sido anunciado que links e imagens não serão mais contados como caracteres, o Twitter ainda impõe uma restrição de 140 caracteres. Enquanto isso é um desafio por alguns, a Oracle diz que essa característica deve ser explorada em vez de ser temida. A famosa restrição do Twitter nos obriga a ir direto ao ponto e eliminar informações desnecessárias.

1. Forte apelo à ação

Com uma concentração comparável à de um peixinho dourado, humanos modernos precisam de orientações claras e recompensas instantâneas. Use seus 140 caracteres para atrair o público e fazer com que ele se comporte da maneira desejada. Garanta que seu call to action seja forte e gratificante – isso funcionará!

 2. Uma imagem vale mais que mil palavras

Use junto com seus 140 caracteres!

Tweets com imagens se destacam e conseguem uma média de 35% mais retweets. Consiga a atenção do seu público com a criação de uma imagem de citações ou fatos interessantes. Infográficos são uma outra maneira fantástica para as imagens aumentarem o alcance da sua publicação. Basta olhar como o Walmart compartilha pontos importantes do seu press release dentro de um gráfico atraente:

3. Não usar abreviações

A tentativa de empurrar o máximo de informação possível em um tweet muitas vezes pode levar ao uso de abreviações ou gírias. “Tendeu” o que quero dizer? Não faça isso – parece pouco profissional. Se você tem muita informação sobre o mesmo assunto, escreva uma série de tweet, ou publique imagens contendo mais textos. Também como alternativa, use um link para uma página de destino com mais conteúdo textual.

Fabecook Marketing

1. Pensar mobile

Quase 70% dos usuários do Facebook acessam seu perfil por meio de um dispositivo mobile. Por isso, o conteúdo precisa ser criado pensando nisso. Por exemplo, se o usuário acessar seu conteúdo por um aplicativo ou site mobile, sua imagem é redimensionada? Seu texto continua legível? Será que alguns deles cortam seu conteúdo? Teste a sua metodologia primeiro, use contas fakes e texto para teste.

2. Pagar por isso

O Facebook está constantemente mudando seu algoritmo e, como resultado, as pessoas que realmente “veem” o conteúdo publicado por você estão diminuindo – isso vale para as pessoas que “curtem” a sua página. Se você quiser que o seu post seja visto, é necessário promove-lo. Separar recursos para a sua estratégia de conteúdo pago é importante e acaba sendo um pouco mais caro, guarde seu orçamento para as mensagens mais atraentes; aquelas que tem maior probabilidade de engajamento com o público.

3. Vídeo

Em abril, o Facebook anunciou outra mudança para seu algoritmo que sugere algumas mudanças para publicações, uma deles é a valorização do conteúdo em vídeo. Com isso, profissionais de marketing que pretendem estar atualizados e serem vistos por seu público, precisam pensar em maneiras de incorporar vídeo em sua estratégia social. Não se esqueça de colocar legendas em seus vídeos no Facebook, para garantir que os telespectadores visualizem sua mensagem enquanto percorrem seu feed de notícias, sem ter que clicar para escuta-la.

Linkedin Marketing de Conteúdo

1. Menos não é sempre mais

O LinkedIn é um site profissional e seus usuários tendem a ser mais abertos a diálogos longos e posts mais profundos. Esta é uma oportunidade valiosa para profissionais de marketing de conteúdo conseguirem que a sua mensagem seja vista por um público mais segmentado e sem sacrificar algumas palavras do seu conteúdo.

2. SlideShare

Use o LinkedIn em seu pleno potencial, o que inclui tirar vantagens de sua plataforma afiliada, e impulsionar a descoberta do seu conteúdo. O SlideShare permite compartilhar conteúdo no estilo de apresentações do Power Point e o classifica para alguns mercados, tópicos e temas. Use o formato da plataforma para destacar pontos importantes e direcionar seu público-alvo para o conteúdo na íntegra. Ele também tem algumas métricas ótimas para que você veja como exatamente as pessoas estão se engajando com seu conteúdo, assim você pode ajustar seu apelo para conquistar um público maior.

3. Grupos do LinkedIn

Grupos no LinkedIn são um ponto importante da rede profissional. Os usuários se agrupam porque realmente têm a intenção de consumir conteúdo alinhado com os seus interesses. Junte-se a alguns grupos que são relevantes para a sua empresa e publique conteúdo próprio neles. Esteja ciente de que membros do LinkedIn podem ser mais abertos para uma longa leitura, e não para spams. Compartilhe seus posts com sabedoria!

N-CO-1.1.4-Banner

Estas são apenas algumas dicas para ajudá-lo a adaptar o seu conteúdo para diferentes plataformas de mídia social. Para descobrir como criar um press release que maximiza o compartilhamento social, clique aqui e baixe nosso white paper completo.

Texto traduzido do Blog Beyond the Wire, publicado por Amy-Louise Tracey no dia 23 de junho de 2016. Amy-Louise é Consultora de Comunicação na CNW – PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Cision Completa a Aquisição da PR Newswire

Cision completa a aquisição da PR Newswire

No dia de hoje, temos orgulho de anunciar que a Cision finalizou a aquisição da PR Newswire. Ao combinar capacidades, a Cision irá oferecer aos clientes o melhor serviço de distribuição de conteúdo, rede de influenciadores e soluções analíticas do segmento.

Nos últimos seis meses, tenho prestado muita atenção nas conversas ocorridas em nosso segmento a respeito do acordo de aquisição da PR Newswire. As perguntas que escutei variam de “Por que? O press release não está morto? ” ou “Press releases são táticas ultrapassadas.”
Mídias sociais e marketing de conteúdo alteraram drasticamente a forma como as audiências recebem suas notícias. Consumidores estão recebendo informação de novas maneiras e confiando em recomendações de influenciadores chave – analistas, amigos, familiares, colegas, etc. Chamar de press release, news release ou comunicado de imprensa, não importa o nome, é uma forma de marketing de conteúdo. Desenvolver este tipo de material se tornou uma responsabilidade que se encaixa nas tarefas de um relações públicas, de gerentes de mídia social, de gestores de marketing de conteúdo e profissionais de marketing em geral. A resposta? É responsabilidade de todo mundo.

Os programas de comunicação mais efetivos têm uma abordagem holística e quebram as barreiras de “quem é responsável pelo quê”, e em qual ‘ilha’ certas táticas são aplicadas. Nossos trabalhos não estão concluídos uma vez que apertamos o botão ‘Tweet’. Eles não estão terminados depois que postamos um conteúdo no blog. E eles certamente não estão finalizados depois que um press release é distribuído. Comunicadores estão inovando constantemente para ampliar o alcance, para atingir novas audiências relevantes e para persuadir seus públicos de interesse sobre as missões das marcas. Eu tenho visto estas posições evoluírem e ideias explodirem para incluírem novas táticas visando atingir estes objetivos: monitoramento de mídias sociais, engajamento, relacionamento com blogueiros e novas personalidades da mídia (soa como marketing de influenciadores para você?); e também aprender novas formas de análises entre plataformas para provar aos executivos os polêmicos valores dos esforços empenhados.

Esta é a maneira como nossa indústria tem se desenvolvido e mostra o progresso natural da atenção humana, avanços tecnológicos e novas plataformas que deslumbram audiências e mantem seu interesse. Resistência ou estagnação podem, muitas vezes, ser a nossa ruína. Nestes dias e época, comunicadores precisam saber – seu valor é fundamental para as organizações, não importa o tamanho – e sem táticas efetivas, mais integração, mais conhecimento, mais análises e mais insights, profissionais de comunicação não estarão aptos a entregar este valor com consistência.

Se não começarmos a pensar holisticamente sobre conteúdo e campanhas, e continuarmos a pensar neles como partes individuais, continuaremos a enfrentar os mesmos desafios ao invés de derrubá-los.

É por este motivo que as notícias de hoje são tão significativas para nossa indústria.

Com a aquisição da PR Newswire pela Cision, consumidores terão acesso a mais ampla rede de distribuição, rede de influenciadores, melhor monitoramento de mídias e dados analíticos.

Este movimento é o mais novo exemplo do comprometimento da Cision em entregar produtos e serviços inovadores para profissionais de comunicação, mídias sociais e marketing de conteúdo, permitindo que suas histórias cheguem o mais longe possível, atingindo as audiências mais relevantes aos seus negócios.

Dicas para Relações Públicas em Entrevistas com a Mídia

Dicas para Relações Públicas em Entrevistas com a Mídia

Seu press release passou pela rede wire e seus pitches foram enviados. É hora de colher os resultados: as entrevistas! Em breve jornalistas entrarão em contato. Para que tudo dê certo, certifique-se de que o porta-voz que fará a entrevista tem todas as informações que precisam ser comunicadas e esteja preparado para conquistar a atenção da mídia. Isto significa preparar uma breve entrevista à imprensa destacando detalhes e falas com pontos importantes. Confira algumas dicas de como fazer uma boa entrevista à imprensa:

Deixe claro os detalhes

Logo no início de seu resumo, você deve definir os detalhes essenciais. Poucos porta-vozes irão ler todo o conteúdo até o final da sinopse, por isso coloque as informações mais importante logo no começo.

O que:

Obviamente esta é uma entrevista à imprensa. Mas não se esqueça de colocar um título grande e claro para diferenciar este documento de qualquer outro na mesa do seu porta-voz.

Quem:

Inclua o nome e uma foto do entrevistador e para qual veículo de imprensa ele falará. Isso pode ajudar o entrevistado a sentir-se mais confortável se houver um rosto e um nome, especialmente se o jornalista e seu porta-voz nunca se viram antes, e especialmente se esta entrevista acontecerá via telefone.

Quando:

Faça isso da forma mais clara quanto possível. Verifique três vezes, fique atento aos fusos horários.

Onde:

Também é fundamental garantir que o seu porta-voz está no lugar certo no momento certo. Você precisa incluir um mapa e calcular o tempo de viagem se este for até um estúdio de TV, junto com todos os detalhes relevantes para ser recepcionado por alguém e assim por diante.

A maioria das entrevistas são feitas por telefone. Seja claro nesse caso sobre os detalhes da ligação e inclua todas as senhas ou códigos de acesso relevantes.

Como:

Você está conduzindo o porta-voz para um estúdio? Você fará uma conference-call? Ou o repórter ligará diretamente no celular do seu porta-voz? Garanta que não haja dúvida sobre como ele terá que agir. Ser muito claro sobre quem irá ligar para quem e se é um telefonema direto.

Por quê:

Faça uma breve declaração descrevendo como surgiu essa oportunidade: “Esta entrevista é o resultado do press release sobre novos produtos enviado ontem”. “Esta entrevista é o resultado do anúncio de demissões desta manhã”. “Esta entrevista é um resultado de uma apresentação de nosso produto que proporciona um estilo de vida mais saudável para os adolescentes”.

Será que o repórter leu o seu press release? Recebeu a informação completa? Tem conhecimento sobre o assunto que iremos discutir – ele já abordou o tema em discussões anteriores, em uma cobertura ou esta é uma missão de pesquisa?

Forneça o máximo de ângulos que você tem sobre o tema. (Nota: Verifique se o seu porta-voz leu o mesmo material que o repórter.)

Objetivos da entrevista

Qual o seu objetivo com essa entrevista? Liste de uma a três metas para que o seu porta-voz possa enquadrar suas respostas de acordo com elas. Aqui estão alguns exemplos de metas que você pode ter:

Esclarecer esse mal-entendido sobre a alegação de nosso produto não ser saudável;

Apresentar a empresa para esse veículo, com uma visão geral dos nossos pontos fortes;

Explicar os resultados de uma pesquisa em detalhes.

Driving Credibility & Success for Your Brand: How to Earn More Media

Fatos úteis sobre o entrevistador

Dê ao seu porta-voz algumas informações sobre o entrevistador: tais como o que eles cobrem geralmente e qual tema costuma abordar. Por exemplo, normalmente esse repórter é contrário a opinião do senso comum? Ele é novo no assunto ou têm uma longa história com o segmento?

Inclua links para contas de mídia social do repórter se o seu porta-voz quiser ir mais a fundo. Se o entrevistador não tiver nenhuma interação recente com a sua empresa, compartilhe essas informações junto aos links.

Informação sobre o veículo de comunicação

Dê um breve resumo e tipo de mídia, se é impresso, rádio, TV, web ou blog – o que você precisar compartilhar. Incluir links relevantes para o website e contas em mídias sociais, bem como tamanho, importância e audiência. Adicione qualquer outra informação que você acredite ser relevante para dar ao seu porta-voz o melhor entendimento do público e de como a mensagem deve chegar.

Coberturas recente

Compile uma lista de links para notícias, artigos e outras publicações relevantes do jornalista / entrevistador em um recente passado para dar uma noção de estilo e conteúdo. Incluir datas, o nome do veículo (se forem diferentes) e 2-3 frases explicando por que você escolheu cada notícia, apontando por exemplo, se alguma das histórias menciona sua empresa ou seus concorrentes.

Entrevistas com a Mídia

Texto traduzido do Blog Beyond the Wire, publicado por Melissa Meyer no dia 30 de maio de 2016. Amy-Louise é Assistente de Comunicação na CNW – PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

3 Erros Mais Comuns em Press Releases

3 Erros Mais Comuns em Press Releases

Existem inúmeros pontos que devemos considerar quando chega a hora de enviar um press release à imprensa ou promover um conteúdo. No entanto, mesmo depois de você e seus colegas percorrerem todo check-list, para verificar detalhes da distribuição, não considere o trabalho terminado.

“Comunicadores devem descobrir como contar a história de suas marcas ou produtos de uma maneira abrangente e que conecte emocionalmente o público e inspire-o a interagir”, escreve o autor do nosso white paper Driving Credibility & Success for Your Brand: How to Earn More Media.

A ligação emocional pode ser colocada em risco quando a experiência de leitura do seu público é interrompida por um erro de digitação, por exemplo.

Quando uma empresa envia um press release para PR Newswire, a equipe de Customer Content Services o prepara para a distribuição. Além de analisar os elementos essenciais do texto, como título, cidade, data e informações de contato para mídia, nós estamos atentos para todos os possíveis erros de última hora, para corrigi-los antes de enviarmos o release.

Aqui estão os três erros em press releases mais comuns:

1 – Data incorreta

Você ficaria surpreso em saber que nossos editores encontram com frequência o ano de 2015 nas datas de press releases? Eu mesma vi três, só na semana passada.

Depois de passar tanto tempo nas partes mais importantes do seu conteúdo, é fácil deixar a data correta cair em esquecimento.

Talvez você tenha planejado enviar o seu comunicado de imprensa na semana passada, mas precisou de mais tempo e resolver algumas questões antes que você pudesse emiti-lo. Ou você pensava em distribuí-lo hoje, mas algo mudou e precisará guarda-lo até a próxima semana.

Ao passar por sua check-list, não se esqueça de incluir a cidade e a data. Colocar o mês, dia e ano da distribuição corretamente ajuda os leitores determinarem quão recente é a informação.

Driving Credibility & Success for Your Brand: How to Earn More Media

2 – Web site

Você tem que ser estratégico sobre quantos links você deve incluir e onde deve colocá-los. Após defini-los, verifique se os links estão funcionando corretamente. Muitas vezes vemos links para sites que não foram publicados ou para arquivos não disponíveis.

Tenha um colega ou amigo para testar os links e confirmar se as URLs estão funcionando, mas também oriente os leitores para acessarem a página de destino pretendida.

3 – Ortografia

É uma longa tradição na PR Newswire treinar os nossos especialistas de conteúdo para identificarem erros como “manger” (manjedoura), e corrigi-la para “manager” (gerente). Além daqueles que o corretor não sinaliza, tornando um pouco mais difícil de encontrar.

Um exemplo que eu vi recentemente que se refere às pessoas que compram um determinado produto como “costumers” em vez de “customers”.

Como a verificação ortográfica não pega esses tipos de erro, você precisa reler o conteúdo e ver o contexto. Um prazo muito apertado torna muito mais difícil de detectar erros ortográficos.

Se você puder, tire alguns minutos para passar um pente fino em seu conteúdo e evite esses tipos de erros. É sempre melhor pegá-los antes que eles sejam distribuídos do que os corrigir depois. Felizmente, antes de emitir seu press release, o Customer Content Services da PR Newswire irá consultar se a data está correta, URLs incorporadas e outros erros fáceis de cometer.

Se você escreve comunicados de imprensa e outros tipos de conteúdo para marcas, faça de tudo para garantir a máxima qualidade em suas ações. Baixe Driving Credibility & Success for Your Brand: How to Earn More Media para obter mais dicas sobre o que procurar na sua distribuição de conteúdo.

Texto traduzido do post escrito por Catherine Spicer no Blog Beyond PR, no dia 26 de maio de 2016. Catherine é Gerente de Customer Content Services da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

6 Dicas para Escrever um Bom Press Release

6 Dicas para Escrever um Bom Press Release

A verdade é que não importa quantos anos de experiência ou quantos press releases você já escreveu, cada texto é único. Mas, há diversos recursos que podem tornar esse processo mais rápido. Um bom começo é entender quem é o público que desejo atingir, respondendo à pergunta seguinte: qual linguagem utilizar na construção do meu release. Os profissionais da área de comunicação que são responsáveis por escrever e editar comunicados à imprensa já tem essa pergunta chave na cabeça.

Em nosso check-list de distribuição sugerimos Seis Perguntas para se Fazer Antes de Enviar um Press Release, cobrindo os conceitos básicos sobre formatação e promoção de conteúdo. Aqui estão algumas perguntas frequentes e dicas para ajudar.

QUEM SE INTERESSA PELA NOTÍCIA DO MEU RELEASE?

Saber quem se interessa pela notícia da sua marca, especialmente sobre o principal motivo pelo qual você está distribuindo o conteúdo, é um importante primeiro passo no planejamento de sua estratégia.

Cada empresa, dentro do seu segmento de atuação, tem vários públicos: internos – funcionários e colaboradores – externos, veículos de comunicação/imprensa, formadores de opinião, clientes, prospects, dentre outros. Por conta disso, ao escrever um comunicado à imprensa, deve ser considerado quem será o destinatário da mensagem.

Nesta fase, também é importante identificar o público interno interessado ou a área para quem o seu press release será enviado. Como seu release ou distribuição de conteúdo impactará seus clientes e colaboradores?

Ou seja, perceber quem são os públicos-alvo da sua notícia, facilitará a forma de como ela deve ser escrita para obter sucesso.

POR QUE AS PESSOAS VÃO SE INTERESSAR?

Como um guardião da marca, você estará sempre atento com tudo o que acontece dentro e fora dela. Mas, essa excitação interna nem sempre garante uma resposta igualmente positiva do público externo.

É preciso se esforçar para motivar pessoas a investir emocionalmente em sua história.

Um exercício que eu acho útil é “Os cinco Porquês”. Quando me sento para escrever um press release, eu repetidamente me pergunto “Por quê?” Até chegar na raiz da história.

O truque está em encontrar o ângulo que vai capturar e manter a atenção do leitor. Quanto mais você pensa no “porquê” de uma situação, maior é a probabilidade de identificar o melhor ângulo do press release.

Outra maneira de pensar isso é: O que posso escrever sobre determinado assunto que o meu público-alvo irá se identificar?

Six Questions to Ask Before Sending a Press Release

ATÉ QUE PONTO REGIONALIZAR A INFORMAÇÃO É POSITIVO?

Um press release detalhado é essencial para alcançar seus públicos de interesse. Porém, é preciso saber quando a informação é desnecessária.  Ao escrever, reflita se você está produzindo este comunicado de imprensa para um nicho específico ou para um público mais amplo.

Em alguns casos, você vai querer “regionalizar” o seu press release, utilizando as necessidades e identidade cultural de uma determinada cidade ou região. Da mesma forma, você pode querer abordar as preferências dos jornalistas e clientes de um mercado específico.

Haverá momentos, que “um toque local” pode ser mais negativo do que positivo. Se sua intenção é distribuir suas novidades a um público amplo e consumidores com interesses gerais, você terá que se concentrar nos aspectos da sua história e de uma notícia que seja interessante, independente da região ou mercado.

ESTOU USANDO A LINGUAGEM DO MEU PÚBLICO?

É muito importante que a linguagem usada em um press release esteja de acordo com o público que irá recebe-lo. Um vocabulário adequado, sem jargões aumenta a chances de atingir o público-alvo.

Você pode utilizar alguns termos ou frases importantes que ajudarão o seu público-alvo a encontrar seu comunicado por meio de buscas online. Evite palavras-chave em excesso, mas inclua termos de pesquisa. Assim, quando inseridos podem impulsionar a descoberta do seu press release.

Se você quer direcionar sua mensagem para um nicho de mercado, você deve escrever especificamente para este público. Alguns termos por conta de sua especificidade podem ser mais comuns entre grupos específicos.  Faça uso deles para destacar sua familiaridade com os interesses ou necessidades e manter a posição de sua marca como líder de mercado em determinado assunto.

O QUE PODE SER CORTADO?

Não há um tamanho perfeito para um press release ideal: Sua construção deve ser feita de acordo com as informações necessárias para transmitir a informação desejada. Mas, os primeiros rascunhos podem incluir informações demais ou repetidas que devem ser removidas ou reformuladas para dar maior clareza.

Como William Strunk escreve em The Elements of Style, “a brevidade é um subproduto do vigor”. É importante ser conciso em seu comunicado à imprensa e a edição ajudará a mantê-lo sucinto.

ESTOU ME ESQUECENDO DE ALGUMA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?

Pode ser fácil omitir inadvertidamente uma parte importante da informação de seu press release – especialmente quando se trata de passar por várias rodadas de edições com várias pessoas.

Enquanto você trabalha para criar uma história atraente sobre a sua marca, certifique-se que ela responde Quem, O quê, Quando, Onde e Porquê de sua notícia e inclua um call-to-action para o seu público.

Uma vez que sua história foi escrita e editada por conteúdo, gramática e estilo, o próximo passo é prepará-la para distribuição. Baixe  Six Questions to Ask Before Sending a Press Release para garantir que o seu conteúdo está pronto para o newswire.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Danielle Capriato no dia 10 de maio de 2016. Danielle é Gerente de Comunicações Estratégicas na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

5 Dicas para o seu News Release “Socializar”

5 Dicas para o seu News Release “Socializar”

O news release evoluiu completamente e já não se parece com o estilo tradicional, graças as mídias sociais terem revolucionando o ambiente para profissionais de Relações Públicas. A principal vantagem dessa mudança monumental é que o RP, mais do que nunca, pode criar um grande impacto mesmo com um orçamento limitado. Se você estiver usando o velho estilo de press release, você ficará para trás. Evolua para o News Release 2.0! Ele não se parece nada com seu antecessor.

Para se mantem atualizado, você precisa participar dos canais de mídia social certos para seu negócio e garantir que seu press release está “pronto para o social”.

Aqui estão cinco dicas para socializar seu comunicado à imprensa:

1.Entender o seu público

Você precisa entender o seu público e continuamente aperfeiçoar e ajustar o seu press release para que ele se interesse. O usuário é o único que pode gostar, twitar e compartilhar o seu conteúdo e se você não entender o que ele quer, você não vai entregar conteúdo compartilhável para ele.

2.Vá além do título

Twitável. Seus títulos, citações e fatos todos precisam ser twitáveis. Faça o seu comunicado de imprensa com isso em mente. Táticas simples, tais como manter o seu título abaixo dos 100 caracteres pode ajudá-lo a alcançar este objetivo. Para ver mais dicas sobre como escrever um título que as pessoas vão realmente clicar, confira este post aqui.

3.Escrever para o seu público

Quando você entender e ouvir o seu público, você verá entrará no mundo dele. Usar as suas palavras-chave certas estenderá o alcance e o impacto de seu press release. Use palavras e frases que o seu público utiliza para falar com eles em seu nível mais próximo e sua mensagem ressoará entre ele. Se eles puderem editar um título ou uma frase, eles estarão mais propensos a compartilhar, uma vez que já soa consistente com algo que eles diriam.

4.Aprimorar o título

Mantenha o seu título curto e direto ao ponto. Os motores de busca irão cortar seu título em cerca de 60 caracteres e para twitar o título ele deve ter cerca de 100 caracteres ou menos. Ele é tão importante porque é a primeira frase que o seu público vai ler. Se o título não apelar para eles, o resto do lançamento vai acabar na caixa de spam ou “lixo eletrônico”. Para ver mais dicas sobre como escrever um título que as pessoas vão realmente clicar, confira este post aqui.

5.Valorizar o seu público

Faça o seu conteúdo atraente para seu público. Diga-lhes coisas que eles querem ouvir, e faça ainda melhor, diga coisas que eles vão querer compartilhar com as outras pessoas. Todo o conteúdo deve incluir botões incorporados para clicar e compartilhar, com o máximo de oportunidades para compartilhamento.

Embora para as marcas mais conservadores, compartilhar press releases e mensagens através da mídia social, possa parecer pouco “não ortodoxo” e muitas vezes pouco profissional, a verdade é que a mídia social é agora um aspecto fundamental do Marketing e PR e uma importante plataforma para a distribuição de mensagem de marca.

Para uma análise mais detalhada de como os press releases mudaram e passos que você pode tomar para garantir que o seu comunicado de imprensa está “pronto para o social”, faça o download Tips for Creating a Press Release that Maximizes Social Sharing.

Tips for Creating a Press Release that Maximizes Social Sharing

Texto traduzido do post escrito por Amy-Louise Tracey no Blog Beyond the Wire, no dia 27 de abril de 2016.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire