5 Princípios do Jornal para Aplicar no seu Conteúdo On-line

5 Princípios do Jornal para Aplicar no seu Conteúdo On-line

Eu amo jornais.

Eu sou um ex-repórter – estagiei durante a faculdade, fui colunista de esportes durante seis anos e meu pai trabalhou em um jornal por quase 40 anos. Então, sim, eu tenho uma queda pelos impressos.

Hoje, a escrita ainda é a minha especialidade, mas eu penso um pouco diferente sobre ela.

Quando eu comecei como repórter, eu não tinha ideia do que era SEO – talvez ninguém em 2005. Eu não escrevia para internet, mas para pessoas em que o jornal era entregue à sua porta todos os dias.

Dez anos atrás, eu queria que meu conteúdo aparecesse acima da dobra na primeira página do jornal. Agora, eu quero que ele apareça na primeira página de pesquisas do Google.

Mesmo que muitas coisas tenham mudado quando falamos em meios de comunicação, o bom conteúdo continua sendo essencial.

Você pode surpreender seus editores com conteúdo de qualidade e conseguir com que ele seja publicado na primeira página do jornal, ou “impressionar” o algoritmo do Google ao ser colocado em uma posição privilegiada para busca online.

Aqui estão cinco princípios dos jornais que podem nos ajudar a aprender sobre SEO.

1. Um bom título pode fazer ou quebrar uma história

Imagine que você escreveu o melhor artigo no mundo. Eu estou falando algo para ganhar o Prêmio Pulitzer, com uma escrita que faria Bob Woodward ter inveja.

Mas seu título é ruim. Leve, muito “bonitinho” ou simplesmente confuso. Como ele atrairia a atenção dos leitores?

Quando um leitor abre um jornal, a primeira coisa que ele vê são as manchetes. É por isso que elas estão em negrito e em letras grandes.

Quando você faz uma pesquisa no Google, a primeira coisa que também vê são os títulos. E se eles não forem interessantes, não clicará para acessar o conteúdo.

Dê a seu público uma breve sinopse, provoque-o e faça as pessoas continuarem lendo.

Ninguém disse que isso era fácil. Mas em termos de SEO, os melhores títulos soam natural, e tem um comprimento tweetável (entre 100-120 caracteres), com uma palavra-chave forte e descritiva.

Se um leitor não tem uma compreensão razoável sobre seu conteúdo, ler apenas o título não é eficaz.

2. Jornalistas são tão bons quanto suas fontes ou seus links

Repórteres nem sempre são especialistas no tema da matéria. É importante que eles encontrem as pessoas certas para entrevistar. Bons recursos fornecem background e o contexto necessário.

O mesmo pode ser dito para hiperlinks quando se trata de conteúdo online.

Os links devem direcionar os leitores para uma página com conteúdo em profundidade em seu site que forneça informações extras. Antes de adicionar um link, se pergunte: “como isso pode complementar o meu conteúdo? ”

Você deve ter cuidado quando se trata de hiperlinks – muitos podem prejudicar a visibilidade do seu conteúdo, especialmente quando links duplicados estão envolvidos.

Os leitores são mais propensos a clicar quando há um número limitado de links.

Já viu conteúdo on-line cheio de hiperlinks? Isso é como um artigo de jornal só com citações. O segredo é a moderação.

3. Conheça o seu público

Tudo bem se o seu objetivo é aumentar seu público.

Claro, seu artigo pode aparecer na página de esportes. Mas e se uma pessoa que não é fã de esportes encontrar seu conteúdo? Será que ela vai entender?

Jargões podem ser perigosos. Ao usá-los, há o risco de perder uma parte de seus leitores.

Geralmente, é melhor usar uma linguagem natural e sempre amarrar o seu conteúdo ao público. Conte uma história que qualquer um possa entender. Seja claro. Descreva a tensão. Faça seus leitores se sentirem parte da história ou dentro do estádio.

O mesmo vale para conteúdo on-line – se você escrever para um público específico, você corre o risco de limitar o número de leitores.

Às vezes um jargão é bom. Por exemplo: Se você estiver escrevendo para um blog de tecnologia e você só se preocupa em atingir repórteres de tecnologia, vá em frente. Mas se seu objetivo é ser visto por um grande número de pessoas, não fale sobre taxas de bits variáveis e pontos quânticos. (Eu não sei o que isso significa.)

Infográfico SEO

4. Timing

Sua notícia está pronta: É oportuna, com linguagem natural, possui três citações ótimas e o título está no ponto.

Perfeito… até que algo melhor aparece.

As notícias de última hora podem ser o pesadelo de um repórter. Elas podem enterrar seu conteúdo.

O mesmo pode acontecer com os buscadores. Digamos que você está escrevendo um em um blog sobre cuidados de saúde – “As oito melhores dicas para aumentar os benefícios de sua saúde”.

Você pode publicar seu post totalmente otimizado com uma boa mistura de palavras-chave e frases. E logo em seguida, passados dez minutos – BOOM – “Obamacare é aprovada pelo Congresso”. Diga adeus para a primeira página de pesquisas do Google.

As notícias de última hora estão fora do seu controle. Mas, ainda assim, o timing deve ser cuidadosamente gerenciado. Faz sentido publicar meu artigo hoje?

5. Uma imagem vale mais que mil palavras

Use multimídia! (Sem qualquer formalidade).

Imagens sempre melhoram uma história.

Nos jornais, a história mais proeminente e mais importante aparece acima da dobra na primeira página com uma grande foto.

No on-line, fotos e vídeos também são importantes.

Tente pesquisar no Google por receitas de tacos com camarão. Veja os resultados. Alguns com fotos e vídeos, enquanto outros são apenas em texto. Onde será que você vai clicar?

Uma imagem dá autoridade ao artigo. Use uma imagem para fazer dupla com seu texto, sempre.

Texto traduzido do Blog Beyond Bylines, publicado por Ryan Day no dia 20 de junho de 2016. Ryan é Gerente de Serviços e Conteúdo ao Cliente na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

5 Dados Interessantes para Relatórios de Press Releases

5 Dados Interessantes para Relatórios de Press Releases

Toda pessoa que escreve um press release tem como objetivo ver seu envio ser um sucesso.

Sonhamos com que ele seja escolhido pelos principais meios de comunicação, gerem entrevistas em publicações de renome no mercado, e queremos que os influenciadores cliquem e compartilharem nossas notícias na mídia social.

Enquanto alguns comunicados de imprensa querem atrair a atenção da mídia instantaneamente e gerar buzz social, aprender o que faz um release se destacar leva tempo e esforço.

De identificar uma história interessante e determinar a data e hora do dia que provavelmente fará com que o press release receba mais visualizações até escolher um título tweetable e elementos multimídia que chamam a atenção, estão entre escrever e distribuir um comunicado de imprensa bem-sucedido.

No whitepaper Redefining Newsworthiness, New Opportunities to Earn Media & Attention for Your Brand, abordamos a forma como a revolução da mídia social e influenciadores levou a diferentes – mas valiosas – oportunidades de cobertura.

Uma maneira de identificar estas oportunidades é aproveitar os sucessos e fracassos de press releases anteriores. As métricas dos press releases ajudam na criação da sua estratégia futura de conteúdo, fornecendo insights sobre o que o seu público considera interessante.

A chave está em compreender como interpretar os dados. Aqui estão 5 métricas de press releases comuns, juntamente com dicas para transformá-las em informações relevantes.

1 – Visualizações do Release

O primeiro “grito” mental você vai sentir como após criar e distribuir um comunicado à imprensa é geralmente ligado a este número. Nós amamos saber que muitas pessoas viram a nossa mensagem!

Quando você começar a analisar esta métrica, compare as versões com mais visualizações e aquelas com menos hits, e veja se você pode identificar as diferenças entre elas.

Considere todos os aspectos – até a hora e o dia que seus press releases de alto e baixo desempenho foram distribuídos. Por exemplo, enviar um comunicado de imprensa exatamente no horário da abertura do mercado poderia causar a ofuscar sua mensagem em meio as notícias financeiras, ou você poderá ver as tendências em dias de semana e horas do dia que o impacto e visibilidade do seu press release se saíram melhor.

2 – Engajamento

Enquanto as visualizações de um press release são a métrica mais imediata para informar seu sucesso, isso não é suficiente para atrair olhares para seu comunicado. Se o seu conteúdo é verdadeiramente interessante, os leitores vão querer compartilhá-lo.

Engajamento pode ser uma estatística difícil de medir, uma vez que pode abranger um grande número de ações. Compartilhamento, como um exemplo, pode indicar que o público achou sua história interessante e foram obrigados a ajudar e espalhar a sua notícia.

Cliques em links disponíveis em seu press release são outra ótima maneira de avaliar o interesse em sua marca ou história. Ser capaz de controlar os cliques e traçar o tráfego em seus canais próprios gerados em seu comunicado será inestimável para medir o impacto.

IMAGEM

3 – Dados demográficos do público

Isolar dados demográficos do público que tem interagido com o seu conteúdo pode oferecer uma série de insights sobre se sua mensagem está ou não em sintonia com o seu público, bem como o “por que sim” ou o “por que não”.

Faça anotações de indivíduos específicos que compartilham os seus press releases. Olhe para as pegadas dos usuários que retweetaram ou deram “like” em sua mensagem quando você compartilhou em canais sociais da sua marca, ou veja quem a compartilhou por conta própria.

Além disso, se você está promovendo um conteúdo associado a um software de automação de Marketing, você pode usar links rastreáveis ​​e formulários de geração de leads para reunir informações mais ricas sobre potenciais compradores que fazem download de seu conteúdo. Se um leitor fornecer seu cargo ou empresa em que trabalha quando ao fazer o download do conteúdo, esta informação pode oferecer uma visão sobre os tipos de profissionais interessados ​​nas notícias.

Monitorar a mídia também pode ser útil. Se você está rastreando os tipos de veículos de mídia ou publicações que escolheram seu conteúdo, você poderá sentir qual demografia suas notícias invocam.

Ver que os grupos de mídia e marcas estão interessados ​​em sua notícia é um grande indicador de “noticiabilidade” da sua história.

4 – Impacto Multimídia

Nós todos sabemos que elementos multimídia aumentam o engajamento, e enquanto é muito bom ver quantas pessoas clicaram em sua foto ou vídeo, recolher informações úteis a partir desta métrica requer um mergulho mais profundo.

Quando se trata de fotos, observe o número de downloads, bem como cliques. Isso mostra que alguns leitores optaram por baixar sua foto, possivelmente, para publicá-la e se tornar mídia espontânea valiosa. Por esta razão, é importante oferecer uma maneira para os leitores acessarem e baixar imagens em alta resolução.

Visualizações de vídeos também podem indicar sucesso. Se possível, observe onde o drop-off do visualizador ocorre: Quantos segundos ou minutos o público fica em seu vídeo? Você pode ver a porcentagem de telespectadores que ficaram até o fim?

Não só este vai dar-lhe a compreensão de o quão interesse os seus espectadores acham sua história, você pode usar essas informações para criar vídeos mais convincentes ou reposicionar o seu call-to-action no início do seu vídeo para garantir que ele seja visto pelo maior número de pessoas.

5 – Fontes de tráfego

Sabendo como os leitores descobrem ou acessam seu press release pode dizer muito sobre os envios realizando.

Os termos de pesquisa utilizados para encontrar o seu comunicado mostram o que o público estava procurando quando descobre o seu conteúdo. Da mesma forma, sites que o referenciam podem ajudar a controlar potenciais ganhos de mídia. As estatísticas sobre quais sites de mídia social levam os leitores para o seu conteúdo pode indicar o quão longe a sua história está viajando e o nível de interesse do público em cada canal.

Seus relatórios de imprensa são vitais para compreender exatamente o que seu público-alvo quer. Conteúdo que pode não ser considerado “interessante” o suficiente para conquistar publicações de primeira linha, pode ser de incrivelmente notável para outras publicações e públicos.

Redefining Newsworthiness, New Opportunities to Earn Media & Attention for Your Brand

Baixe Redefining Newsworthiness: New Opportunities to Earn Media & Attention for Your Brand para aprender e traçar um plano de conteúdo multicanal, que garanta que sua mensagem será vista.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Danielle Capriato no dia 11 de março de 2016. Danielle é Gerente de Comunicações Estratégicas na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Press Release Moderno

O Blog Beyond the Wire criou uma série de posts de Relações Públicas dedicados as pessoas que estão começando sua carreira em Marketing e RP.

Modern Press Release

Se você é um profissional de Marketing e quer criar e usar um press release, pela primeira vez, ou um experiente profissional de Relações Públicas que faz muitos envios, você sempre quer garantir que seu comunicado de imprensa esteja no jogo.

Hoje, os press releases sofreram uma extrema “repaginada” e vão muito além de enviar um texto, que muitos profissionais de Relações Públicas aprenderam a escrever na escola. A era digital e o domínio dos meios de comunicação social reinventaram o press release. Aqui estão os pontos que você deve prestar atenção hoje:

Modelo de Press Release

Cada press release moderno deve ter esses três itens essenciais:

1 – Multimídia

Como criaturas visuais, os seres humanos respondem a imagens e vídeo muito mais rapidamente do que várias linhas de texto. Na verdade, um estudo da CNW – empresa da PR Newswire – descobriu que adicionar imagens e vídeo em um press release pode aumentar sua visualização em 288%.

multimídia

2 – Compartilhamento social

A mídia social tem feito dos releases de hoje mais estratégicos. Não só podem aumentar o alcance e a distribuição de seu comunicado, mas a também permitem ouvir e compreender melhor o seu público. Escute o social, isso pode ajudar a criar mensagens mais específicas e relevantes para o seu público.

Compartilhamento social

3 – Tradução

O público multicultural ou internacional é uma ótima maneira de distribuir sua mensagem para um mercado ainda maior, e isso pode ser feito através da tradução. Coloque algum tempo extra na sua programação para garantir o seu conteúdo terá tempo suficiente para ser processado por uma equipe de tradução.

Ao escrever o seu press release, você precisa ter em mente as seguintes perguntas:

Tradução Press Release

Responder cada uma destas perguntas reduzirá qualquer tempo perdido entre sua equipe e seu provedor de serviço wire, permitindo que você envie seu press release com tempo hábil.

Comunicado a imprensa

Quando falamos da distribuição de comunicado à imprensa, a mensuração muitas vezes fica esquecida. Assim como o press release evoluiu, nossa capacidade de medir os resultados com mais precisão aumentou. Com o acesso as ferramentas de análise e de mensuração on-line, você pode medir e monitorar o desempenho do seu press release para mostrar um verdadeiro reflexo de como as Relações Públicas estão contribuindo com os objetivos.

Claro, uma vez que sua mensagem tenha sido distribuída, o seu trabalho não para por aí. Há uma série de coisas que você pode fazer para garantir que seu envio ganhe mais alcance.

N-CO-2.2.1-Banner

Texto traduzido do post escrito por Amy-Louise Tracey no Blog Beyond the Wire, no dia 10 de março de 2016.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Como Construir e Aumentar o Tráfego para Sites

Como Construir e Aumentar o Tráfego para SitesCriar um site pode ser um momento emocionante, mas desafiador. Depois de criado, o público virá? Ganhar tráfego é uma ótima maneira de aumentar o awareness da marca, mas você deve ter conteúdo que valha a pena ler e que conquiste e mantém a atenção do seu público. Aqui estão algumas maneiras de atrair um público maior e criar uma impressão consistente.

Este post foi publicado originalmente no PR Toolkit.

Como Construir e Aumentar o Tráfego para Sites

1 – Conteúdo é Rei.

Com as atualizações no algoritmo dos motores de busca e a necessidade por bom conteúdo, não é nenhuma surpresa o quão importante um ótimo conteúdo é. Escreva para o seu público, e não para buscadores. Isto irá ajudar a construir a sua marca e melhorar a sua visibilidade online. Link seu conteúdo a outros relevantes e manter o mínimo de links possíveis na página (3-5 links). Não se esqueça de “linkar” seu próprio site e outras páginas – essa é uma fonte rico em dados para indexação dos motores de busca. O bônus adicional é que os usuários terão o conteúdo que eles precisam de maneira apropriada. Isso gera confiança e credibilidade.

2 – Integração Social

Social Media é o cenário apropriado para se conectar com seu público. A sua empresa tem a chance de utilizar múltiplos canais sociais e para se engajar com o público. Use call to actions nesses canais sociais para que a audiência possa conferir mais informações em seu site. 140 caracteres para inspirar e fazer o seu público procurar mais informações. Use seus esforços sociais para direcionar o tráfego para seu site. Quer ganhar mais tráfego com canais de mídia social? Use os canais de forma regular e não deixe de usar #hashtags certas. Você não está familiarizado com as #hashtag*? Uma hashtag conecta sua mensagem com o #tópico ou #causa, quando alguém procurar por essa informação, poderá facilmente encontrá-la.

*Muitas #hashtags podem ter o resultado negativo e os usuários vão ver isso como spam. Opte por de uma até três #hashtags por mensagem.

3 – Multimídia = Mais Atenção

Imagens e vídeo capturam a atenção dos usuários e motores de busca da mesma forma. Arquivos multimídia aumentam a visibilidade porque todos somos atraídos por recursos visuais. Incluir uma imagem ou vídeo em seus press releases, blogs, mídia social e site coloca um imã nos olhos do seu público. Simplificando: Multimídia é chama a atenção e ser notado é o primeiro passo para direcionar o tráfego para seu site e marca. Dê o próximo passo e use esforços multimídia dentro de sua estratégia de mídia social.

Monitor Your Brand Across the Web

Sobre o autor, Amanda Eldridge:

Amanda-Eldridge

Amanda Eldridge é diretora de canais estratégicos da PR Newswire, onde ela ajuda pequenas empresas e organizações sem fins lucrativos com soluções acessíveis de Relações Públicas e Marketing. Ela tem 15 anos de experiência em comunicação e jornalismo. E está ocupada sendo mãe de dois filhos pequenos aproveitando o Colorado ao ar livre, não importa temporada. Amanda também “tweeta” sobre pequena Tendências de Marketing @prnsmallbiz.

 

 

Texto traduzido do post escrito por Amanda Eldridge no Blog Beyond the Wire, no dia 25 de fevereiro de 2016.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

As Melhores Dicas para Relações Públicas

A contagem regressiva terminou! Como 2015 chegou ao fim, nós compilamos as melhores práticas que você precisa saber para 2016. Veja mais em nossa série “As melhores dicas de 2015”.

As Melhores Dicas para Relações Públicas

Se me pedissem para descrever o estado atual das Relações Públicas, eu iria escolher a palavra “dinâmicas”.

O mercado é uma constante mudança. Os profissionais de PR são confrontados com novos desafios e têm que se reinventar a cada momento – tornando desafios em oportunidades de aprendizado e crescimento.

Em 2015, nós vimos como as Relações Públicas continuam a evoluir e como seus praticantes se esforçam para desenvolver novas ideias, métodos, tecnologias e estratégias para atender a crescente demanda que estamos enfrentando.

Veja alguns dos nossos melhores posts, whitepapers e outros tipos de conteúdo sobre Relações Públicas publicados no ano passado.

6 Brand Stories que a Mídia Quer (e sua Empresa não Conta)

(conteúdo em inglês)

Relacionamento com a mídia continua sendo uma importante ferramenta para profissionais de Relações Públicas, e contar a história certa é a chave para ganhar a cobiçada cobertura editorial. Isso significa contar uma história que não é do perfil padrão da empresa. Este texto divide os tipos de histórias que jornalistas, blogueiros e outros influenciadores querem ouvir da sua marca.

Novas Abordagens de RP para Estratégias Outbound

Aproveitar canais próprios e sociais para se comunicar com o público já conhecido e permite que as marcas mantenham a sua presença no mercado. No entanto, para crescer, profissionais de Relações Públicas devem espalhar sua mensagem além de seu território já conhecido para atrair novos públicos.

Este whitepaper descreve como usar todos os canais de comunicação disponíveis para conseguir mais visibilidade para as histórias de sua marca ou de seus clientes junto com a evolução da audiência.

Como transformar seus Dados em Histórias

(conteúdo em inglês)

Dados e estatísticas podem emprestar credibilidade ao seu conteúdo, oferecer uma visão prática para os leitores, e dar aos jornalistas e outros formadores de opinião informações valiosas para trabalharem. Mas os números não são suficientes para direcionar a sua história.

Saiba como transformar dados brutos e frios em uma história que vai ressoar melhor com o seu público e conquistar a atenção da mídia.

Dicas para uma Estratégia de Distribuição de Conteúdo Perfeita

Jornalistas, blogueiros e outros influenciadores podem garantir um alcance inestimável e credibilidade para a história da sua empresa quando eles a compartilham com seu público. Infelizmente, pode ser difícil destacar-se entre centenas ou milhares de mensagens que chegam em a caixa de entrada de um jornalista todos os dias.

É por isso, aprimorar seu discurso está mais importante do que nunca. Esta lista abrange cinco coisas para se ter em mente ao preparar a sua divulgação para a mídia.

O que um Profissional de Relações Públicas faz?

(conteúdo em inglês)

Desde o relacionamento com a mídia, gestão de crises até escrever um press release e produzir outros conteúdos, um dia da vida de um profissional de PR pode ser muitas vezes cheio, às vezes estressante, e raramente tranquilo.

Compartilhe este post sobre as responsabilidades desse profissional com seus amigos e familiares fora dessa área, para que eles possam conhecer e sentir o gostinho dessa rotina diária.

5 Dicas para Canalizar a Força de PR #LikeAJedi

(conteúdo em inglês)

Se seus amigos ainda estão fazendo perguntas sobre o seu trabalho, basta dizer-lhes que você é um “Jedi” das Relações Públicas.

Este post descreve a viagem de um Jedi de Relações Públicas, com dicas sobre como canalizar a força quando se trabalha com jornalistas, construindo relacionamentos pela mídia social e como encontrar o ângulo certo para o seu press release.

Divulgação de Resultados: Relacionamento “Multimídia” com Investidores

Até as divulgações de ganhos financeiros estão experimentando uma evolução, como as empresas começam a explorar o uso de elementos multimídia para acompanhar as notícias de negócios tradicionais.

Aqui examinamos como uma empresa – Sanofi – usou um microsite rico em multimídia em conjunto com um release de divulgação de resultados padrão, provando que usar múltiplos elementos pode realmente fazer todo o conteúdo se destacar.

O Futuro das Relações Públicas é Agora [Infográfico]

A PR Newswire recentemente pediu para que clientes e profissionais do setor preenchessem o espaço: “PR agora é ____ ”. E compartilhar como as Relações Públicas mudaram desde que lançamos nosso popular infográfico #PRis em 2012.

Os pensamentos sobre o passado, presente e futuro das RP variam desde relacionamento e gestão de reputação até o cumprimento de metas do negócio e no impacto nos resultados finais.

Confira algumas das respostas, em seguida recuperar o atraso com todas “As melhores dicas de 2015” e tenha um ano novo maravilhoso!

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Danielle Capriato no dia 29 de dezembro de 2015. Danielle é Gerente de Comunicações Estratégicas na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

#EqualDreams – Press Release para Alcançar Objetivos

Muitos estudos mostram que multimídia é uma excelente forma de direcionar o engajamento para Relações Públicas e Marketing de Conteúdo. Mas, a produção de vídeos convincentes requer tempo, planejamento e recursos.

 

Felizmente, como mostra a seguradora Esurance em sua campanha #EqualDreams, as recompensas de um vídeo bem trabalhado superam os custos se você tem a estratégia certa.

De acordo com Nancy Abraham, Vice-Presidente de Comunicação Integrada de Marketing, a campanha #EqualDreams surgiu porque Esurance reconhece todos os casamentos e queria compartilhar essa mensagem.

“Esse é um momento importante na história”, afirmou. “Através do #EqualDreams, queremos apoiar nossos amigos, familiares, funcionários e clientes LGBTs e que eles saibam que nós os cobrimos”.

Esurance trabalhou junto com a Leo Burnett Chicago na criação do vídeo que transmitisse esses princípios.

Filmado em um casamento real, o vídeo apresenta crianças e adolescentes descrevendo como será seu próprio casamento. As respostas são emocionantes e inspiradoras.

 
#EqualDreams - Press Release para Alcançar Objetivos

No entanto, mesmo o conteúdo sendo atraente, precisa de uma estratégia de distribuição inteligente para torná-lo verdadeiramente bem-sucedido, e a Esurance soube fazer isso.

O primeiro press release, intitulado “Video: Esurance Recognizes All Marriages And #EqualDreams”, foi enviado na segunda-feira da Semana do Orgulho LGBT nos Estados Unidos. O segundo comunicado, intitulado “Esurance Celebrates #EqualDreams With LGBT Community” foi enviado no final da semana no dia da decisão da Suprema Corte Americana pela igualdade de união.

Ao planejar a promoção do seu vídeo para coincidir com a Semana do Orgulho LGBT, a Esurance foi capaz de mostrar como a cultura e os valores da empresa estão alinhados com este evento midiático.

E quando a decisão da Suprema Corte foi determinada, o rápido reaproveitamento do vídeo da Esurance mostrou que múltiplos press releases podem ter um impacto significativo sobre uma única peça de conteúdo.

#EqualDreams - Press Release para Alcançar Objetivos

1º Press Release: 

O primeiro comunicado foca na história contada no vídeo, criando uma conexão emocional com o leitor. O press release explica que o vídeo foi filmado em um casamento real, com crianças e adolescentes reais. Elas compartilham seus desejos para seu casamento dos sonhos, além disso são adoráveis. Você não pode deixar de sorrir, ou até mesmo derramar uma lágrima, com alguns dos desejos que elas têm.

“Às vezes, as crianças podem, de forma simples, resolver questões complexas. Elas nos lembram como é ter sonhos”, diz Brian Shembeda – EVP, Diretor de Criação, Leo Burnett Chicago. “Suas palavras, como podemos ouvir no vídeo, nos ajudam a entender por que a igualdade é tão importante. Porque todas as crianças merecem ter o mesmo direito de perseguir seus sonhos”.

Quando as pessoas se importam, elas compartilham. A Esurance disse para o público usar a hashtag #EqualDreams para compartilhar o vídeo e os seus próprios sonhos de igualdade. No momento da elaboração deste post, o vídeo foi visto por mais de 3,3 milhões de vezes.

2º Press Release:

A segunda versão do comunicado apresenta o mesmo vídeo, mas vai a fundo em pontos relacionados com a Esurance. Depois de se conectar com seu público em um nível emocional, a seguradora amarra a história na cultura, valores e serviços da empresa. Ela mostra que eles não “falam por falar”.

“Criamos este filme on-line para mostrar, de uma forma emocionalmente convincente, a nossa crença de que todos os sonhos deveriam ser iguais”, diz Alan Gellman – CMO Esurance. “Mas não é apenas uma crença. Como uma empresa moderna, agimos de acordo com ela através de nossos produtos e ofertas de seguros”.

Chegar a um conceito para o vídeo, filmar e em seguida editar todos os frames juntos envolve um grande trabalho e muitos recursos. Fazer isso usando a mesmo filme em vários canais, incluindo dois press releases, foi inteligente.

A Esurance mostrou que a criação de um vídeo atraente, que pode ser reaproveitado e usado várias vezes, é um modo econômico para contar a história de uma marca.

Há várias etapas quando se trata de sua campanha de Relações Públicas. Compreender cada detalhe é essencial para que tudo aconteça no tempo certo. Saiba com nosso guia Quick & Easy Guide to Sharing Your Press Release with the World.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Lucie Curtis no dia 10 de julho de 2015. Lucie é Program Manager for Channel e Advocacy Marketing na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

O que Não Fazer ao Escrever um Post de Blog

Blogar para a sua marca pode ser assustador – mesmo sendo o seu primeiro ou milésimo post no blog. Queremos fazer o melhor para representar nossas marcas e inspirar nosso público a tomar atitudes.

O que Não Fazer ao Escrever um Post de Blog

Confissão: Sempre que me sento para escrever um novo post, minha mente fica momentaneamente paralisada. Toda vez.

Quando isso acontece, eu encho minha caneca enorme Avengers com chá e me lembro das cinco regras para blogar. E meus dedos se soltam e começam a digitar.

#1. Não seja exageradamente promocional. Seu público lê blogs, ouve podcasts e vê vídeos para ser orientado ou entretido (em um mundo ideal, os dois). Eles não estão em seu blog buscando ativamente uma propaganda para o mais recente produto da sua marca. Então, se você tirar mais nada deste post, lembre-se da regra nº 1 ao escrever sob uma marca: Não seja exageradamente promocional.

Não ser útil ou não estar em sintonia com as necessidades do seu público. Todo mundo quer saber como fazer seu trabalho melhor e mais fácil. Diga isso para eles. Pesquise os desafios que seu público-alvo está enfrentando e diga como resolver, dicas e ferramentas que abordam estas questões.

O Efeito Distribuição: Traga o seu conteúdo de marketing para o Próximo Nível

#2. Não dificulte para seus leitores. Pense em quanto do seu dia é dedicado a visitar sites de notícias e leitura. Eu suponho que não é muito. Estamos todos ocupados e se temos qualquer tempo para ler um artigo, é apenas alguns instantes. Muitos de nós também lemos posts em um dispositivo móvel.

Não temos tempo para grandes blocos de texto, são impenetráveis e de difícil controle para perguntas e respostas que se entrelaçam de tópico a tópico.

Enquadre o seu post de blog para que fique fácil para os leitores chegar ao ponto. Isso significa usar subtítulos, bullet points e outros elementos de formatação. Em caso de entrevistas transcrita, destaque as melhores ideias e estruture o último post para que o leitor não tenha que procurar por todo o resto.

Embora isso signifique mais trabalho para você como o escritor, você não quer dar aos seus leitores um motivo para irem para outro site.

#3. Não seja chato. Blogar – como qualquer outro tipo de narrativa – é um equilíbrio complexo. Como mencionado na dica anterior, você precisa ser preciso e chegar ao ponto de forma rápida e clara. No entanto, você também precisa ligar o interesse dos seus leitores, e ser chato não é a maneira de fazer isso. Você não quer escrever um memorando que vai colocar o seu leitor para dormir.

Conte uma história. Se você quiser republicar um post que tenha sido escrito antes (nem todos), vá até sua caixa de ferramentas de contar histórias e use imagens, analogias, vozes distintas ou outros pontos de vista para fazer valer a pena reconta-lo.

#4. Não se torne dependente da experiência dos outros. Eu entendo que isso pode ser um desafio para se chegar a um fluxo constante de ideias de conteúdo, e lendo blogs, livros e outros conteúdos é uma maneira de inspirar ideias.

No entanto, se você quer se diferenciar como um líder de pensamento, você não pode confiar na experiência dos outros.

Faça suas marcas serem identificadas no título do assunto e mostre seus conhecimentos. Haverá momentos apropriados para mostrar seu amor para outras marcas, mas você precisa se concentrar em posicionar a sua uma influenciadora.

Leia nosso post sobre os quatro traços de um grande conteúdo líder de pensamento para aprender a direcionar com confiança as conversações em seu mercado.

#5. Não se esqueça das imagens. Sem forçar muito: Se você for publicar um post de blog, ele deve incluir multimídia. Arte sempre foi um componente crítico na narrativa; no entanto, mesmo se você não concordar com o velho ditado “uma imagem vale mais que mil palavras”, você não pode negar que um post com uma imagem ou vídeo é muito mais fácil de se compartilhar na mídia social. No entanto, você não pode só colocar uma imagem aleatória em um post e chamá-la de “dia”.

Não use elementos visuais que normalmente você usa. Comece a traçar o tipo de multimídia que pretende usar, assim que você começar a trabalhar em seu blog. Uma vez que você tem uma ideia geral e quantos elementos visuais vão ser mais eficaz, você pode reservar tempo suficiente para criar ou encontrar o que você precisa.

Finalmente, depois de ter seu blog escrito, não se esqueça de promovê-lo. Mesmo a história mais interessante pode se perder no mar de conteúdo que está online.

Eu sei que você tem histórias que valem a pena ler. Faça download do nosso white paper O Efeito Distribuição: Traga o seu conteúdo de marketing para o Próximo Nível e aprenda a associar seus posts com a estratégia de marketing que merecem.

Texto traduzido do post escrito por Amanda Hicken no Blog Beyond PR, no dia 21 de maio de 2015.

Amanda Hicken é Gerente de Estratégica de Conteúdo da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire