Laila Coelho – Autenticidade é o Segredo para Blogs de Sucesso

Assumidamente apaixonada por moda, viagens, culinária e assuntos de beleza, Laila Coelho, jornalista e consultora de imagem e estilo, iniciou seu trabalho como blogueira com o intuito de compartilhar suas experiências.

Hoje, com site novo e recém-lançado (lailacoelho.com.br), a blogueira Laila Coelho nos conta um pouco sobre seu trabalho e o mercado de blogs, cada vez mais em ascensão.

Acompanhe a entrevista feita pela PR Newswire:

Laila Coelho – Autenticidade é o Segredo para Blogs de Sucesso

1. Como surgiu a ideia de criar um canal no Youtube? Quando e por que você se viu na necessidade de lançar o blog? 

A ideia surgiu a partir de um sonho que sempre tive em ser apresentadora de TV. Quando vi que poderia desenvolver esse lado de vídeos pelo Youtube e ainda me divertir, não pensei duas vezes e criei meu canal! A ideia do blog veio depois, a partir dessa necessidade em dividir cada vez mais coisas e assuntos com as leitoras!

2. Todo o conteúdo divulgado em seus canais de mídia é produzido por você ou há uma equipe de auxílio?

É tudo comigo e com as sugestões das leitoras que estão sempre ali me dando aquele HELP com sugestões e hoje tenho a Nath que me ajuda a editar os vídeos.

3. Você acha útil receber nossos releases? Utiliza-os para a produção do conteúdo de suas redes?

Acho legal sim! A gente consegue ter uma dimensão de novos conteúdos.

4. De que maneira você acredita que os blogs estão influenciando o mercado da moda e os hábitos de consumo?

Acho que antigamente eram os artistas e celebridades que faziam isso. Com as blogueiras isso facilitou mais para as pessoas acreditarem que você não precisa estar na TV para ser ou para pertencer a algo, sabe? Acho que humanizou um pouco e desmistificou esse mundo que parecia muito distante!

5. Considerando o alto índice de blogueiras especializadas em moda e beleza, o que você considera essencial para se sobressair dentro deste universo?

Autenticidade! Eu me mantenho firme nos meus ideais e sonhos. O que eu quero para o meu futuro, sempre vem na frente de qualquer decisão.

6. Como você lida com a responsabilidade de ser uma referência de moda para milhares de seguidoras no Brasil?

Até eu entender isso demorou um pouco. Hoje sei que influencio pessoas não só na moda, mas em qualquer aspecto em que eu fale, é muita responsabilidade. Mas sou muito feliz trabalhando com isso e podendo ajudar pessoas.

7. Do ponto de vista jornalístico, você acredita que a explosão de blogs e o aumento contundente de influenciadoras digitais é um aspecto positivo ou negativo?

Super positivo! Como falei acima, humaniza e traz para o real tudo isso que até pouco tempo parecia distante, e eu sou jornalista também, então super apoio.

8. Como descreveria sua experiência na TV? Há novos projetos em vista?

Maravilhosa, sonho realizado! Sim, muitas coisas novas estão por vir! Por enquanto não posso falar, mas vai ser o máximo!

*Se você é um jornalista, blogueiro, autor ou criador de conteúdo, o ProfNet pode te ajudar a encontrar fontes especializadas. Tudo que você tem que fazer é preencher um rápido formulário dizendo o que você procura, o seu prazo, e como você quer ser contatado, para colocarmos você em contato com os especialistas mais apropriados em nossa rede. A melhor parte? É GRÁTIS! Comece agora.

Por Larissa Nalin, Pesquisadora de Mídia
PR Newswire

Anúncios

O que um Blog tem de tão especial?

O que um Blog tem de tão especial?

Em tempos onde o mundo digital está dominando o universo da comunicação, é notável o crescimento de blogs e de formadores de opinião neste segmento. Com um espaço prático, barato e democrático, ficou mais fácil expressar opiniões através de páginas na internet.

Uma das plataformas mais famosas é o WordPress, que conta com mais de 19 bilhões de páginas criadas no mundo. Hoje, essas páginas competem lado a lado com publicações impressas, lançam tendências e, muitas vezes, transformam seus donos em celebridades.

A proximidade entre blogueiros e leitores, assim como a facilidade de acesso através de dispositivos móveis são as chaves para o crescente sucesso da nova tendência do mundo online.

Com os elevados números de acessos, tornou-se comum a parceria entre empresas e blogueiros, publicando conteúdo com produtos e serviços relacionados ao assunto do post. A publicidade segmentada dos blogs está se tornando um dos melhores investimentos em propaganda da atualidade. Até mesmo outros veículos de comunicação, percebendo a audiência de muitos “famosos da web”, já estão de olho em muitos nomes, que estão ganhando espaço nas revistas.

Páginas com foco em moda, saúde, bem-estar, entretenimento e humor estão entre as que mais fazem sucesso com o público. Alguns exemplos disso são:

O que um Blog tem de tão especial?

Garotas Estúpidas: criado pela designer Camila Coutinho, se tornou um dos maiores blogs de moda do país e já ultrapassou os 100 mil acessos diários;

O que um Blog tem de tão especial?

Blog da Mimis: blog de saúde e bem-estar, que publica dicas de treinos e alimentação;

O que um Blog tem de tão especial?

Diva Depressão: personagem fictícia que teve início no Facebook e já conta com mais de 30 mil visitas diárias;

O que um Blog tem de tão especial?

Depois do Quinze: desde que o blog foi criado, já ultrapassou os 100 milhões de acessos e hoje a criadora, Bruna Viera, tem até uma coluna na revista Teen, Capricho.

Diante de tantas novidades e mudanças nos meios de comunicação, vale ficar atento ao “boom” dos blogs e aos próximos passos da era digital. Será que é só uma febre passageira ou essa tendência veio mesmo pra ficar?

 

Por Larissa Nalin, Pesquisadora de Mídia
PR Newswire

MEDIAware Brasil – Novidades da Mídia e de Jornalistas

Bem-vindo ao MEDIAware, a newsletter mensal com o resultado das pesquisas da equipe de mídia PR Newswire.

MEDIAware tem como objetivo trazer a seleção das mais importantes atualizações da mídia e dos jornalistas que ocorrem em todo o Brasil, através do trabalho feito por nossos pesquisadores. Caso tenha informações sobre alterações recentes nas mídias e nos profissionais de comunicação ou dúvidas a respeito do conteúdo, entre em contato pelo e-mail: mediapt@prnewswire.com.br.

MEDIAware_PR Newswire

Claudia MatarazzoBlog Claudia Matarazzo (São Paulo, SP): Claudia Matarazzo, especialista em etiqueta e comportamento, acaba de lançar um blog que aborda temas como maternidade, moda, etiqueta e traz diversas outras dicas. O endereço do blog é http://www.claudiamatarazzo.com.br/ e o e-mail para contato é contato@claudiamatarazzo.com.br.

2. RedeTVRedeTV! (São Paulo, SP): O jornalista Rogério Forcolen é o novo contratado da emissora. Rogério comandará um programa de informação, prestação de serviço e defesa do direito do consumidor no Rio de Janeiro.


E3. Editora Escaladitora Escala
(São Paulo, SP): Fernando Amino é o novo diretor de atendimento e operações do escritório da Editora Escala, em São Paulo.

5. ESPN BrasilESPN Brasil (São Paulo, SP): Aproximadamente 10 jornalistas foram desligados da emissora. Os editores Carlos Lima, Thiago Blum, Paulo Campos, Daniella Novo e Fernando Victorino são alguns da lista. Não foram divulgadas as substituições. Ainda no canal a cabo, a segunda edição do programa “Bate Bola” passa a ter dois apresentadores: Bruno Vicari, que comandará os comentaristas Mauro Cézar, Leonardo Bertozzi e Alexandre Oliveira, e Marcela Rafael, deixa a reportagem de rua e passa a ser responsável pelas interações nas redes sociais durante o programa. João Carlos Albuquerque, que apresentava a segunda edição, irá comandar a terceira edição.

6. Estadão

O Estado de S. Paulo (São Paulo): A nova repórter do jornal “Notícias da Manhã”, SBT, Rita Lisauskas, estreia como colaboradora do Estadão, assinando o blog “Ser mãe é padecer na internet”.

7. Rádio CBNRádio CBN (Rio de Janeiro, RJ): Afastada desde 2013 por problemas de saúde, Lucia Hippolito está de volta à rádio, no quadro “Vai vendo”, no programa “CBN Rio”, onde fará uma participação semanal com crônicas e comentários políticos.

8. Jornal do ComércioJornal do Comércio (Porto Alegre, RS): O site do JC ganhou uma versão digital, para ser acessada via tablets e smartphones. Será possível acessar as colunas da edição impressa, as últimas notícias publicadas no site e outros serviços. Para conferir a versão mobile, bastar acessar o endereço http://www.jornaldocomercio.com pelo tablet ou smartphone.

9. ExtraJornal Extra (Rio de Janeiro, RJ): A redação do Jornal Extra passou por uma reestruturação, agrupando algumas editorias. O caderno de Entretenimento, a cargo da editora Hérica Marmo (herica@extra.inf.br), passa a reunir Sessão Extra (televisão), Diversão (lazer fora de casa), Canal (comportamento), Toda Extra (beleza e moda) e Retratos (celebridades). Gabriela Germano (gabriela.germano@extra.inf.br) foi contratada como editora-assistente de Entretenimento. As hard news, concentradas no núcleo Notícias, ficam sob responsabilidade de Clóvis Saint-Clair (clovis@extra.inf.br) e agregam Geral (Cidade e Polícia), Economia, Nacional/Política e Inter, e Bem viver (saúde). Não houve modificações na editoria de Esportes. O núcleo Hiperlocal, para edições próprias da Zona Oeste, Baixada e de São Gonçalo, está com Marco Antônio Rocha (marcor@extra.inf.br).

10. Jornal Zero HoraZero Hora (Rio Grande do Sul, RS): Maria Isabel Hammes, editora e colunista de economia do jornal, faleceu no dia 05/10, decorrente de um câncer.

11. Rede Bahia (2)Rede Bahia (Salvador, BA): Com o objetivo de fortalecer a imagem e ampliar as operações comerciais em todo Brasil, o escritório comercial da Rede Bahia, localizado na cidade de São Paulo, contrata o publicitário Ênio Vergeiro para o cargo de diretor regional.

12.-CNNCNN (Internacional): Devido a cortes da Turner Broadcasting, operadora do canal, 300 funcionários, dos 3.500 que fazem parte do quadro, foram demitidos. A causa das demissões ocorre pela tentativa de cumprir um plano de seis anos para economizar e concentrar novos investimentos.

13. Hoje em Dia

Hoje em Dia (Belo Horizonte, MG): O jornal mineiro começa a veicular um novo caderno, o “Especial Bairros”, focado em assuntos locais. Segundo Ricardo Galuppo (rgaluppo@hojeemdia.com.br), diretor de Jornalismo do ‘Hoje em Dia’, a iniciativa foi tomada para cativar os moradores da região. Cada edição do caderno irá destacar uma região de Belo Horizonte e terá uma tiragem inicial de 40 mil exemplares.

14. Grupo Glamurama (2)Grupo Glamurama (São Paulo, SP): O grupo de comunicação de Joyce Pascowitch, que atua com as revistas Joyce e Poder e com o portal Glamurama – principal produto do grupo – começa a expandir a atuação e amplia o departamento de eventos. Segundo Juliana Ferraz (juferraz@glamurama.com), gestora de marketing, comercial e eventos do Glamurama, o objetivo é gerar conteúdo para os leitores e para a mídia, reunindo amigos, formadores de opinião e anunciantes nos mais diversos eventos.

15. Rádio Estadão (2)Rádio Estadão (São Paulo, SP): Os cortes feitos pelo Grupo Estado atingiram, também, a Rádio Estadão. O repórter Lucas Lagatta e os apresentadores Norberto Notari Junior, do “Estadão Notícias”, e Mia Bruscato, dos programas “Direto da Redação” e o “Rota Saudável”, deixaram o grupo.

16. Rede GloboRede Globo (Rio de Janeiro, RJ): A apresentadora do “Jornal das Dez”,da GloboNews, Mariana Godoy, que há 22 anos trabalhava no grupo, anunciou sua saída do canal por motivos pessoais, após ter pedido alguns dias de licença. Ainda na Rede Globo, toda a área de entretenimento passará por mudanças no próximo ano, sendo divida em quatro departamentos, nos quais cada diretor de núcleo deverá se reportar diretamente a Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da emissora. Sendo assim, Ricardo Waddington e J.B. Oliveira, o Boninho, ficam responsáveis pelo núcleo de Programas de auditório e variedades. O autor Silvio de Abreu fica no comando do departamento de Dramaturgia e responsável por todas as novelas e minisséries, enquanto Guel Arraes fica como diretor do núcleo de séries e programas humorísticos.

17. Rádio Band News FMRádio Band News FM (São Paulo, SP): O apresentador do “Brasil Urgente”, José Luiz Datena, estreou a coluna “Me Ajuda Aí, Ô”, no programa “BandNews São Paulo”, de segunda a sexta-feira às 10h30. Ao lado de Eduardo Barão e Sheila Magalhães, a coluna trará assuntos importantes do dia que envolvam mobilidade, transporte público, segurança pública, política, entre outros.

18. Folha de S. Paulo (2)

Folha de São Paulo (São Paulo, SP): O jornalista e colunista Xico Sá pediu seu desligamento do jornal, após desentendimentos com a direção por causa de um polêmico texto, de cunho político que, segundo a Folha de SP, feria princípios da casa.

19. Diário Catarinense (2)Diário Catarinense (Santa Catarina, SC): O repórter Jean Balbinotti se desligou da empresa em agosto deste ano e atualmente está realizando trabalhos como freelancer. Seu novo contato é jean.balbinotti@an.com.br. Pode ser encontrado através do LinkedIn, também (https://www.linkedin.com/pub/jean-balbinotti/37/669/b9b).

Conheça também a seleção das mais importantes atualizações da mídia e dos jornalistas estão acontecendo em outros países da América Latina: *MEDIAware Latam. Caso tenha outras informações sobre alterações recentes na mídia e/ou sobre os profissionais de comunicação ou dúvidas a respeito do conteúdo, entre em contato com nossa equipe de Relacionamento com a Mídia pelo e-mail: mediapt@prnewswire.com.br.

4 Lições de Branding da ‘Neff Headwear’ para empreendedores

Fundada em 2002 no sul da Califórnia, a Neff Headwear – marca especializada em produtos relacionados a snowboard e skate, patrocina alguns dos maiores esportistas radicais do mundo, além de ter algumas personalidades influentes, de Snoop Dogg a Scarlett Johansson, adeptas de seus produtos.

Neff Headwear - bonés e goros

Nesses doze anos a Neff vem ganhando mercado, atuando nas indústrias de esportes, moda e entretenimento. Não se limitando a uma só categoria, hoje a empresa está presente em mais de 40 países com produtos espalhados por cerca de 3.500 lojas.

A história da empresa começou quando seu fundador, Shaun Neff, ainda um jovem estudante do segundo ano da Brigham Young University, passou a comprar bonés e goros por $ 0,99 e bordá-los. Seu objetivo, como apontado pela revista Forbes com o título de “The Cool Factor Business Model”, era colocar seus produtos na cabeça dos profissionais de snowboard mais “legais” da época. Ou seja, além de fundador, Shaun desenvolvia o trabalho de relações públicas da marca que acabará de criar.

Com alguns atletas famosos aderindo à ideia e usando seus produtos, a marca começou a ganhar terreno e se posicionar no segmento de esportes radicais. Assim Shaun deu início ao seu sonho.

A matéria da Fast Company que trás a entrevista com Shaun Neff, destaca que no início ele sabia pouco sobre marketing e negócios, porém seus ensinamentos para construção da marca, ao contrário do que se pode imaginar, não são meramente intuitivos.

Lições sobre a Construção de Marca por Shaun Neff – entrevistado por Kaihan Krippendorff:

1.       Encontrar o seu compromisso “pré-existente”

Kaihan destaca que no senso comum, temos a ideia de que os grandes empresários são oráculos, e que de forma intuitiva reconhecem oportunidades mais rapidamente do que as outras pessoas. Porém, estamos enganados. O entrevistador diz que uma pesquisa para compor seu livro mostrou que os empreendedores criam um compromisso antes do surgimento de uma oportunidade, e assim estão prontos para se aventurar quando elas aparecem.

Antes de entrar na faculdade Neff já sonhava em ter sua própria marca. Sua escolha não veio por meio de um estudo de mercado, mas a partir de uma paixão pessoal. Após estabelecer esse compromisso consigo mesmo,  criou automaticamente um “filtro” para identificar oportunidades.

2.       Sua marca não é um logotipo. É uma base de fãs leais.

Kaihan destaca que quando pensamos no termo “marca”, sempre nos vem à cabeça logotipos, cores e produtos. Porém, quando perguntou para Shaun Neff, sua resposta não relacionou nenhuma dessas ideias. Ele disse que uma marca é “uma base para fãs leais”. Você deve olhar para o que realmente importa: quem são seus clientes, quais são suas paixões e onde eles costumam passar o tempo.

3.       Represente algo a mais. Não só os seus produtos.

Muitas marcas ficam presas a um único produto. “Uma marca baseada em produto é inerentemente limitada”, disse Shaun. Quando se pretende aumentar seu portfólio de produtos, há duas questões que devem ser respondidas:

    • Nossos revendedores saberão como vender o novo produto?
    • Nossa intuição acredita que o novo produto dará certo?

4.       Procure incansavelmente por uma oportunidade

Com seu compromisso “pré-existente”no coração e pensando em sua base de fãs, busque uma oportunidade. Porém, se não funcionar, volte para o início e tente de novo, até encontrar um caminho.

Antes de seus bonés, Shaun Neff começou vendendo camisetas. Colou adesivos espalhados pela cidade e entrou em contato com as lojas de snowboards mais “legais” para conseguir vender suas camisetas. Essas atividades começaram a criar um ciclo, gerando assim abertura para introduzir seus produtos, porém ainda em baixa escala. Seu plano era muito maior, foi então que ele decidiu procurar por atletas que usassem suas camisetas.

Essa estratégia encontrou uma barreira. Os melhores snowborders – atletas profissionais de snowboard – eram patrocinados e isso os impedia que usassem camisetas de outras marcas.

Então Shaun analisou os contratos dos atletas e percebeu uma oportunidade: os contratos de patrocínio proibiam os atletas de vestirem suas camisetas, mas não diziam nada sobre usar algo na cabeça. Foi nesse ponto que a estratégia passou de “Neff T-shirts” para “Neff Headwear”.

Assim, no próximo evento esportivo a Shaun convenceu alguns competidores a usarem os seus gorros e bonés. Por sorte, dois desses competidores conseguiram subir ao pódio, conseguindo assim a exposição e a abertura necessária para divulgação da sua marca.

A história da Neff Headwear, assim como de tantas outras empresas, serve para que empreendedores consigam identificar oportunidades sem perder a sua essência, ou como descrito na primeira lição, seu compromisso.

Lomography – A marca vencedora que mantém viva a fotografia analógica

E você, o que achou do história e das lições estimuladas nesse post? Conhece alguma outra marca e empresa que também têm lições histórias interessantes e dicas para estimular o empreendedorismo?

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Revista Marie Claire: Dicas e um overview da editora-chefe Trish Halpin

Este texto foi traduzido do post escrito por Andrew Woodall no Blog Beyond PR, em 06 de fevereiro de 2013.

Se tem um lugar onde as marcas de moda querem aparecer é na Marie Claire, a maior revista de moda no Reino Unido com um alcance de mais de 2 milhões de mulheres, tanto nas versões online, como no impresso. Então, quando a editora-chefe da Marie Claire Reino Unido Trish Halpin começa a revelar como seus jornalistas decidem o que entra em cada edição, os RP´s já ficam espertos.

Trish Halpin e Justine Southall, da revista Marie Claire, no recente Encontro com a Mídia da PR Newswire, em Londres.

Trish Halpin e Justine Southall, da revista Marie Claire, no recente Encontro com a Mídia da PR Newswire, em Londres.

Em outro glamuroso “Encontro com a Mídia da PR Newswire”, bem localizado no salão victoriano no centro de Londres na Avenida Northumberland 8, Trish Halpin e a diretora de publicações da Marie Claire Justine Southall causaram entusiasmo em muitos RP’s, com uma apresentação tipicamente polida e algumas dicas de como agarrar a atenção.

Os jornalistas da Marie Claire recebem milhares de produtos de beleza por ano, o que pode parecer um sonho, mas na verdade os deixam com uma batalha diária de explicar porque publicar um excitante novo batom, e digamos, enquanto deixam um delineador de fora.

Trish Halpin acredita que é o papel dos RP´s das empresas facilitar a vida dos jornalistas – para o benefício mútuo –  e ela deu ao público seus prós e contras que podem fazer a diferença entre um produto novo para que seja incluído na revista ou ser encaminhado para a pasta de “Itens Excluídos”.

Então, como atrair a atenção de um jornalista super ocupado da Marie Claire? Aqui as dicas de Trish Halpin:

Trish Halpin, editora-chefe da Marie Claire Reino Unido, fala no Encontro com a Mídia, na Avenida Northumberland 8, em Londres.

Trish Halpin, editora-chefe da Marie Claire Reino Unido, fala no Encontro com a Mídia, na Avenida Northumberland 8, em Londres.

Faça

Conheça as publicações

Tenha certeza que você sabe o motivo pelo qual você está entrando em contato com um jornalista da Marie Claire, e não alguém da Elle ou da Glamour. Para saber isso, você deve entender o diferencial de cada publicação. Se familiarize com cada seção e envie seu produto para páginas específicas da revista.

Se antecipe às dúvidas

Conheça seu produto e tente se antecipar às possíveis perguntas que os jornalistas podem fazer, porque eles irão fazer uma série de perguntas. Não os faça perder interesse não tendo a informação que necessitam.

Pense em formas divertidas de atrair atenção para sua marca

O melhor exemplo que conseguiu diversos tweets do time da Marie Claire foi uma marca de lingerie para tamanhos grandes que enviou em uma sacola de café da manhã junto com alguns sutiãs para tamanhos grandes que eles queriam que aparecesse. A equipe amou e pensou que foi realmente engraçado que todos eles ganharam uma grande cesta de café da manhã. Foi divertido e todos eles twitaram sobre isso. Iluminou o dia de todos e a lingerie apareceu na revista.

Inclua preços e números de telefones

Por favor, não dê mais nenhum trabalho para o jornalista. Você pode achar que o jornalista irá te ligar atrás de todos os detalhes que precisa, mas não tendo os meios necessários pode fazê-los desistir da ideia. Dê tudo que precisem desde o começo.

Conteúdo exclusivo

Não precisa nem dizer que se um conteúdo é exclusivo e oferecido para a Marie Claire como estudos, dica de um especialista ou de uma celebridade, não se espera ver o conteúdo em uma outra revista no mesmo mês. Um relacionamento longo e com boa qualidade é melhor que dois de curto tempo.

Não faça

Ligações frias ou pedir por listas

Você deve ter certeza de quem é responsável por cada seção. Ligar e dizer “Posso falar com alguém que lida com decoração?” é inútil. Você precisa saber o nome da pessoa que você quer.

Por exemplo, se você tem um produto de bronzeamento, ligue para a seção de beleza e diga, “Eu vi que você fez uma matéria sobre bronzeamento em Junho do ano passado. Você fará também neste ano? Qual será o foco?” Não diga apenas “Me dê uma lista do que você está fazendo”. Não irá acontecer. Você precisa fazer sua pesquisa.

Mandar muitos emails

Não mande muitos emails, porque os jornalistas irão parar de lê-los . “Assim que você vê na sua caixa de entrada você já apaga, porque se você recebe todo dia, você nem tem tempo de ler. É melhor focar em um ou dois emails muito bons para a pessoa certa desde o início”.

Mandar fotos em anexo

Não mande fotos em anexo. Coloque no corpo do email, porque o jornalista não terá tempo de fazer o download. Se eles tiverem que fazer o download, o jornalista pode nem ler seu email, mas se ele vê alguma coisa no corpo do email pode pensar “isso é realmente legal”, daí ele irá ler.

Mandar kits de imprensa repetitivos

Marie Claire tem quatro pessoas no departamento de beleza, mas não precisa de um kit de imprensa para cada um. Kits repetitivos é um desperdício de dinheiro e desperdiça muitos pacotes. Novamente, busque a pessoa certa.

Não subestime o poder do bolo

Não há nada mais que deixa a equipe de uma revista entusiasmada do que receber um bolo. É uma forma brilhante de entrar nas revistas porque os jornalistas, assim como o resto de nós, ficam muito felizes ao serem presenteados com bolo. Eles irão fotografar, “twittar”, comemorar e com certeza se lembrar.

Autor Andrew Woodall é gerente de operações da PR Newswire na Europa, com sede em Londres.

Fonte:  Blog Beyond PR

Traduzido e adaptado por  Marina Landert, Coordenadora de Análise de Conteúdo de Mídia
PR Newswire