Guia 2016 – Tamanho Ideal de Imagens para Mídias Digitais

Guia 2016 – Tamanho Ideal de Imagens para Mídias Digitais

Criar imagens legais e atraentes para sua ação de relações públicas pode ser um processo demorado mas vale a pena. Afinal de contas, elementos multimídia impulsionam a descoberta e incentivam o compartilhamento social de seus posts.

Depois de muitas conversas com um designer e algumas rodadas de suadas de revisões, a última coisa que queremos é que sua bela imagem pareça uma “bagunça pixelizada” em seu press release ou cortada da forma errada ao publicá-la no Twitter.

Para garantir que sua promoção de conteúdo multicanal não tenha surpresas, a CNW criou o guia 2016 sobre tamanho de imagens para atender aos requisitos de especificação de cada canal de distribuição. Espero que contribua para suas campanhas!

Facebook

As páginas do Facebook contêm detalhes como informações de contato e publicações da empresa. Elas também oferecem ampla oportunidade para conteúdos visuais. Para aproveita-las, a foto da capa de uma empresa deve ser de 851 x 315 pixels (px) e imagens de perfil devem ser de 180 x 180 px.

As imagens podem ser compartilhadas no Facebook em muitos formatos, mas cada um deles com suas próprias dimensões. Se você quer postar uma imagem no formato retrato, ela deve ter pelo menos 394 px de altura, a largura será ajustada automaticamente. Se você quer sua imagem em paisagem, ela deve ter 470 px de largura e sua altura será redimensionada conforme necessário. Se a sua foto for menor que qualquer uma dessas dimensões, sua imagem aparecerá como está. No entanto, isso não é interessante se a imagem contém texto.

Quer compartilhar um link em sua página de Facebook? A visualização da imagem será de 470 x 246 px. Se você tem uma imagem menor associada a um link, ela irá encolher para uma miniatura de 158 x 158 px. Quando um usuário clicar na imagem ela será ampliada e voltarão suas dimensões originais.

Facebook images

Twitter

Imagens são tão importantes quanto a elaboração de uma estratégia para o Twitter. Afinal, uma ótima foto diz muito mais do que 140 caracteres para os internautas. Fotos de cabeçalho (Header photos) devem ser de 1500 x 500 pixels, e fotos de perfil não deve ser maior do que 400 x 400 px. O Twitter recomenda que as imagens publicadas na plataforma tenham 504 px de largura. Se sua imagem for maior que isso, ela será redimensionada para atender a esse requisito de largura. A altura será ajustada, mas manterá sua proporção. Se a imagem for menor que 504 px de largura, a imagem manterá suas dimensões originais. Como no Facebook, quando um usuário clica na imagem, ela será ampliada e manterá suas dimensões originais.

Você trabalha com Twitter Cards? Há duas dimensões que você tem que considerar. Cards em miniatura devem ser, de pelo menos, 120 x 120 px. Cartões com uma imagem grande devem ser de 280 x 150 px no mínimo. As imagens precisam ser menores que 1 MB de tamanho. O Twitter gera automaticamente uma imagem recortada para o seu summary card, mas você pode resolver isso com a ajuda de um desenvolvedor web.

Twitter Images

News Releases

Multimídia – não importa se é um vídeo, imagem ou áudio clip – é essencial para qualquer press release. Uma versão com esses recursos recebe até 170% mais visualizações do que uma versão só texto. Para fazer essa distribuição, a CNW – PR Newswire pede que sua imagem tenha entre 1200 e 2000 px do lado maior e 600 px do lado menor.

Para imagens do Content Centre da CNW, nossos especialistas recomendam pelo menos 2700 px em seu lado maior para preservar a alta resolução. Isso se aplica a ambas as figuras da galeria e para imagem padrão. Logos devem ter no mínimo de 200 pontos por polegada (dpi) e outras imagens deve ter pelo menos 300 dpi.

Quando se trata de compartilhar uma foto ou imagem nas redes sociais ou em nossa rede newswire, as imagens são automaticamente redimensionadas pela plataforma social que irá compartilhar o conteúdo. Uma vez que os requisitos Newswire são muito maiores do que os dos principais canais social, você não vai precisar se preocupar com qualquer distorção ou “pixelação”. Lembre-se: as plataformas permitem expandir a imagem – o que preserva suas dimensões.

Press Release Images

LinkedIn

As páginas corporativas do LinkedIn mostram importantes detalhes das empresas, e também permite o uso multimídia. Confira se o logotipo da sua empresa é de pelo menos 400 x 400 px para garantir que ele não apareça pixelizada ou cortada. A sua foto de capa deve ser de 943 x 300 px e quando você compartilhar um link, considere a inclusão de uma imagem em miniatura de 165 x 100 px. Logotipos de barra lateral aparecerem em 60 x 60 px. Seu logotipo ou perfil deve ser bom em ambos os tamanhos.

Imagens compartilhadas (sem links) são apresentada com 531 px de largura; a altura é ajustada automaticamente. Se a sua imagem for maior que 531 px de largura, ela será redimensionada para atender essa exigência. Quando um usuário clicar na imagem, ela aparece em suas dimensões originais. Se for menor, suas dimensões não mudarão.

LinkedIn Images

Pinterest

No Pinterest, por ser uma plataforma totalmente visual, as imagens devem aparecer em alta resolução. A sua imagem de perfil será vista em 60 x 60 px, mas o Pinterest recomenda o upload de uma foto de 600 x 600 px.

Quando se trata de pins, há dois tamanhos: aqueles dentro do seu feed e pins expandidos (o que acontece quando você clica em um pin). Para pins no feed, você deve incluir imagens de 236 px de largura e o comprimento será ajustado automaticamente. Para pins expandidos, certifique-se que a sua imagem tenha 564 px de largura. Novamente, o comprimento da imagem será ajustado.

Para a sua imagem de capa, crie uma imagem de 216 x 146 px. As miniaturas que aparecem em sua página principal irão se ajustar em 69 x 69 px. Mas, se você não pode carregar miniaturas; o Pinterest não permite imagens menores que 80 x 80 px.

Pinterest Images

Instagram

Uma rede que também é visual é o Instagram – uma plataforma relativamente nova para as empresas. Dimensões de imagens de perfil no Instagram são de 110 x 110 px.

Para ter sua imagem em alta resolução, o Instagram sugere que seja entre 1.91:1 e 4:5. Em outras palavras, redimensione sua imagem para 1080 px de largura e entre 566 e 1350 px de altura. Se sua imagem for considerada “muito em alta resolução”, ela será dimensionada para 1080 px de largura. Miniaturas são feitas automaticamente, assim não há necessidade de se preocupar com elas.

Instagram Images

Sociais Media Workflows

Quando a mídia social desempenha um papel fundamental no seu plano de marketing, você precisa garantir que as suas imagens sejam pretendidas. Imagens programadas com o Hootsuite para o Facebook, LinkedIn e Instagram vão aparecer como se compartilhadas nas próprias plataformas sociais. As contas de Twitter devem ser configuradas com o serviço de upload de imagem pic.twitter.com no Hootsuite. Se a opção ow.ly for selecionada, a imagem aparecerá como um link e só poderá ser vista se um usuário clicar nela. O Tweetdeck adere aos requisitos de imagem do Twitter.

Muita informação? Perceba que a maior exigência de largura é 1000 x 1200 px. Isso garantirá que suas imagens não fiquem pixeladas em qualquer plataforma social. Software de edição de fotos baseado on-line, como o Canva, pode redimensionar a sua imagem para satisfazer muitos requisitos de redes sociais. Se sua imagem contém qualquer texto, é melhor mantê-lo no centro, caso contrário ele pode ser cortado quando enviado para outra plataforma social.

Onde você usa imagens com mais frequência? Comente abaixo.

Tradução do texto escrito por Melissa Meyer no Blog Beyond the Wire, no dia 19 de maio de 2016. Melissa é Assistente de Comunicação da CNW – PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

Como fazer: Press Release Multimídia [Estudo + Infográfico]

A equipe de análise da PR Newswire recentemente forneceu uma atualização para nosso estudo, que está em andamento, sobre o uso de multimídia em press releases e o impacto dos elementos visuais no desempenho da visibilidade online.

Como fazer: Press Release Multimídia [Estudo + Infográfico]

Imagem e Vídeo em Ascensão

A PR Newswire aconselha nossos clientes para incluírem imagens e vídeo em seus press releases já há alguns anos, e agora estamos vendo uma adoção maior do que anos anteriores. Em 2015, 42% dos comunicados de imprensa incluíram elementos visuais.

Este é um grande aumento perto dos 14% vistos em 2013, última vez que analisamos esses números. Mas, ainda há espaço para melhorar. Quando você olha para os 100 press releases mais vistos no ano passado, 68 incluíram multimídia, um aumento de 42% em relação aos top 100 de 2013.

É claro que o uso de press releases multimídia está rapidamente se tornando uma prática comum de mercado. Com a chegada contínua de recursos visuais em todo o cenário das comunicações, espero que esses números continuem a subir.

Imagem e Vídeo em Ascensão

Multimídia Ganha mais Visualizações

Em nosso último estudo sobre multimídia, analisamos um subconjunto de mais de 35 mil press releases distribuídos em 2015, observamos o número de vezes que cada um foi visto em nosso site prnewswire.com.

Os comunicados que incluíam imagens receberam uma média de 1,4 vezes mais visualizações do que o press release apenas com enviado com texto. Os anúncios com vídeo, obtiveram em média 2,8 vezes mais visualizações do que os apenas em texto – o dobro do desempenho dos que incluíram imagens.

Multimídia Ganha mais Visualizações

Por que Elementos Visuais Melhoram Resultados

  • Visual Storytelling: Como eu escrevi muitas vezes no Blog Beyond PR, incluir elementos visuais em seu conteúdo pode ajudar os leitores a se conectar com a sua mensagem. Eles também tornam visuais informações importantes que poderiam estar escondidas em um mar de texto.
  • Expande a Distribuição: A rede de distribuição de conteúdo da PR Newswire inclui uma série de pontos de distribuição somente para elementos multimídia, como arquivos de fotos e sites para compartilhamento de vídeos, que direcionam o tráfego on-line para sua versão completa e isso não se pode conseguir com press releases somente de texto.
  • Compartilhamento Social: Muitas fontes (como essa!) apontam para o fato de que os usuários de mídia social postam e compartilham conteúdo com imagens e vídeos com mais frequência do que posts somente em texto. Portanto, press releases com fotos e vídeos são mais propensos a serem compartilhados e republicados nas redes sociais do que uma mensagem de texto.
  • Atenção Extra da Mídia: Jornalistas e blogueiros estão sempre procurando histórias visuais para satisfazer o seu próprio conteúdo. Mesmo sabendo que eles normalmente criam seu próprio conteúdo visual, fotos e vídeos incluídos no press release tem apelo visual e fornecem matéria-prima e uma direção visual para influenciadores trabalharem.

Muitas Imagens Aumentam Visualizações

Para ver o efeito de incluir múltiplas imagens dentro de um comunicado de imprensa, nós analisamos a média de visualizações dos press releases que incluíram entre uma (1) e seis (6) imagens. Como você pode ver no gráfico abaixo, à medida que mais imagens são incluídas, a visibilidade também tende a crescer.

Com a inclusão de seis imagens, um press release pode gerar uma média de 2,4 vezes mais visualizações do que um comunicado apenas em texto. Apenas abaixo do desempenho de anúncios que incluem vídeos.

Muitas Imagens Aumentam Visualizações

Você pode estar olhando para o gráfico acima e se perguntando: Por que ao adicionar apenas uma imagem quase não aumenta o número de visualizações do release, se comparado com um apenas com texto? A resposta: Logotipos. Quando os clientes incluem apenas uma imagem, é mais provável que seja um logo.

Enquanto um logotipo é um grande trunfo para aumentar o awareness e a autoridade da marca, é menos provável de ser notado e inspirar o compartilhamento em canais sociais. A dica aqui é: Embora seja benéfico incluir um logotipo, provavelmente você verá um aumento substancial na visibilidade do seu press release se você adiciona uma segunda imagem ao seu conteúdo que seja relevante para a sua mensagem.

Criar um Grande Impacto Requer um Grande Storytelling Visual

Com mais fotos, gráficos e vídeos sendo usados por comunicados de imprensa, haverá maior competição pela atenção do público. Para superar todo esse ruído, você precisa compartilhar conteúdo de qualidade com uma narrativa visual mais avançada.

Se você pensar em termos de Storytelling Visual, é óbvio que um vídeo ou um conjunto de várias imagens apresenta uma história de forma mais atraente do que uma versão só de texto.

Mix Multimídia com Vídeo oferece mais Oportunidades

A partir dos números apresentados, a sua oportunidade para conseguir o maior impacto é incluir um vídeo atraente, um logotipo e pelo menos uma imagem no seu press release.

Apesar de um vídeo chamar mais atenção para o seu comunicado do que várias imagens, sua taxa de adoção no mercado ainda é pequena com apenas 2%.

Fotos e infográficos ampliam os elementos-chave da sua história, e ajudam você a alcançar um público mais direcionado e específico. Eles também chegam a outros pontos de distribuição dentro da rede PR Newswire.

Se você não incluia fotos, gráficos ou vídeos em seus press releases, você deve estar se perguntando: “Por que não?”

Confira nosso guia GRÁTIS: Press Releases that Stand Out in the Digital Age para mais dicas de como escolher o elemento multimídia certo, formatá-lo e distribuí-lo para alimentar seu conteúdo.

Press Releases that Stand Out in the Digital Age

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Jamie Heckler no dia 27 de janeiro de 2016. Jamie é Gerente Criativa Senior na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

4 Lições de Branding da ‘Neff Headwear’ para empreendedores

Fundada em 2002 no sul da Califórnia, a Neff Headwear – marca especializada em produtos relacionados a snowboard e skate, patrocina alguns dos maiores esportistas radicais do mundo, além de ter algumas personalidades influentes, de Snoop Dogg a Scarlett Johansson, adeptas de seus produtos.

Neff Headwear - bonés e goros

Nesses doze anos a Neff vem ganhando mercado, atuando nas indústrias de esportes, moda e entretenimento. Não se limitando a uma só categoria, hoje a empresa está presente em mais de 40 países com produtos espalhados por cerca de 3.500 lojas.

A história da empresa começou quando seu fundador, Shaun Neff, ainda um jovem estudante do segundo ano da Brigham Young University, passou a comprar bonés e goros por $ 0,99 e bordá-los. Seu objetivo, como apontado pela revista Forbes com o título de “The Cool Factor Business Model”, era colocar seus produtos na cabeça dos profissionais de snowboard mais “legais” da época. Ou seja, além de fundador, Shaun desenvolvia o trabalho de relações públicas da marca que acabará de criar.

Com alguns atletas famosos aderindo à ideia e usando seus produtos, a marca começou a ganhar terreno e se posicionar no segmento de esportes radicais. Assim Shaun deu início ao seu sonho.

A matéria da Fast Company que trás a entrevista com Shaun Neff, destaca que no início ele sabia pouco sobre marketing e negócios, porém seus ensinamentos para construção da marca, ao contrário do que se pode imaginar, não são meramente intuitivos.

Lições sobre a Construção de Marca por Shaun Neff – entrevistado por Kaihan Krippendorff:

1.       Encontrar o seu compromisso “pré-existente”

Kaihan destaca que no senso comum, temos a ideia de que os grandes empresários são oráculos, e que de forma intuitiva reconhecem oportunidades mais rapidamente do que as outras pessoas. Porém, estamos enganados. O entrevistador diz que uma pesquisa para compor seu livro mostrou que os empreendedores criam um compromisso antes do surgimento de uma oportunidade, e assim estão prontos para se aventurar quando elas aparecem.

Antes de entrar na faculdade Neff já sonhava em ter sua própria marca. Sua escolha não veio por meio de um estudo de mercado, mas a partir de uma paixão pessoal. Após estabelecer esse compromisso consigo mesmo,  criou automaticamente um “filtro” para identificar oportunidades.

2.       Sua marca não é um logotipo. É uma base de fãs leais.

Kaihan destaca que quando pensamos no termo “marca”, sempre nos vem à cabeça logotipos, cores e produtos. Porém, quando perguntou para Shaun Neff, sua resposta não relacionou nenhuma dessas ideias. Ele disse que uma marca é “uma base para fãs leais”. Você deve olhar para o que realmente importa: quem são seus clientes, quais são suas paixões e onde eles costumam passar o tempo.

3.       Represente algo a mais. Não só os seus produtos.

Muitas marcas ficam presas a um único produto. “Uma marca baseada em produto é inerentemente limitada”, disse Shaun. Quando se pretende aumentar seu portfólio de produtos, há duas questões que devem ser respondidas:

    • Nossos revendedores saberão como vender o novo produto?
    • Nossa intuição acredita que o novo produto dará certo?

4.       Procure incansavelmente por uma oportunidade

Com seu compromisso “pré-existente”no coração e pensando em sua base de fãs, busque uma oportunidade. Porém, se não funcionar, volte para o início e tente de novo, até encontrar um caminho.

Antes de seus bonés, Shaun Neff começou vendendo camisetas. Colou adesivos espalhados pela cidade e entrou em contato com as lojas de snowboards mais “legais” para conseguir vender suas camisetas. Essas atividades começaram a criar um ciclo, gerando assim abertura para introduzir seus produtos, porém ainda em baixa escala. Seu plano era muito maior, foi então que ele decidiu procurar por atletas que usassem suas camisetas.

Essa estratégia encontrou uma barreira. Os melhores snowborders – atletas profissionais de snowboard – eram patrocinados e isso os impedia que usassem camisetas de outras marcas.

Então Shaun analisou os contratos dos atletas e percebeu uma oportunidade: os contratos de patrocínio proibiam os atletas de vestirem suas camisetas, mas não diziam nada sobre usar algo na cabeça. Foi nesse ponto que a estratégia passou de “Neff T-shirts” para “Neff Headwear”.

Assim, no próximo evento esportivo a Shaun convenceu alguns competidores a usarem os seus gorros e bonés. Por sorte, dois desses competidores conseguiram subir ao pódio, conseguindo assim a exposição e a abertura necessária para divulgação da sua marca.

A história da Neff Headwear, assim como de tantas outras empresas, serve para que empreendedores consigam identificar oportunidades sem perder a sua essência, ou como descrito na primeira lição, seu compromisso.

Lomography – A marca vencedora que mantém viva a fotografia analógica

E você, o que achou do história e das lições estimuladas nesse post? Conhece alguma outra marca e empresa que também têm lições histórias interessantes e dicas para estimular o empreendedorismo?

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire