PME’s – Como Colocar as Relações Públicas no Budget

Para começar, para as pequenas empresas justificar a contratação de uma empresa de relações públicas para ajudar na construção de sua marca pode ser difícil. Mas, um grande investimento não tem que ser sua única opção. Nós vemos cinco caminhos para uma PME aumentar a percepção de marca com baixo investimento.

PME’s e Baixo Investimento – Como Colocar as Relações Públicas no Budget

*Este artigo apareceu pela primeira vez no PR Toolkit.

Seja a autoridade no seu mercado

Escrever um blog no site da sua empresa não só o ajudará a ganhar tráfego para o seu site e melhorar sua classificação nos buscadores, mas pode torná-lo uma autoridade em seu mercado. Marcus Sheridan viu isso com seus próprios olhos ao simplesmente responder a perguntas sobre em seu para manter suas Relações Públicas e crescimento da empresa.

Sheridan, o proprietário da River Pools and Spas, teve que penhorar um item de luxo em 2009, durante uma das piores recessões económicas. Refazendo seu plano de Marketing, ele se concentrou em responder perguntas básicas que seus potenciais clientes iriam digitar em um mecanismo de busca. Responder essas perguntas, simplesmente, fez seus posts de blog escalarem organicamente os resultados de buscas, mostrando autoridade na indústria de piscina e spa, aumentando as vendas, e alavancando sua história na mídia. Muitas entrevistas mais tarde, seus sucessos foram destaque no The New York Times.

Invista e escreva sobre pensamentos sobre seu mercado, tendências e observações interessantes. Estes pensamentos muitas vezes são referenciados ou citados, não só pelos seus pares, mas também pelos meios de comunicação. Mantenha o seu conteúdo consistente sobre sua marca, empresa ou sobre você mesmo para se tornar uma autoridade no assunto em seu mercado.

Conecte-se com uma faculdade ou universidade próxima

Trabalhar com uma faculdade ou universidade local pode beneficiar tanto as pequenas empresas como os estudantes. Para os alunos, muitos querem estágios para ganhar experiência de vida real antes de entrar no mercado de trabalho. Os estudantes de pós-graduação, interessados em trabalhar em Relações Públicas, podem ajudar em seus esforços com um compromisso financeiro mínimo. Os estudantes ganham perspectiva sobre como é trabalhar em seu campo, e as pequenas empresas podem obter perspectivas únicas que vêm de alguém que pode ou não entender do mercado.

A mídia precisa de fontes

Sendo citado como um líder de pensamento ou com destaque em um espaço na imprensa pode ter grandes retornos para o seu negócio, mas às vezes a mídia precisa de citação de fontes também. Serviços como PR Newswire ProfNet ajuda na conexão entre jornalistas e blogueiros qualificados com as pessoas à procura de publicidade. A busca por fontes é gratuita, ou você pode se inscrever como uma fonte e receber o contatos da imprensa.

Além disso, para especialistas, você pode ver o que a mídia está procurando, receber alertas do que escritores e blogueiros estão escrevendo sobre sua área de especialização, e até mesmo ver compromissos, workshops e conferências.

Co-brand com consumidores e clientes

Para um pequeno negócio bem-sucedido, você provavelmente está fazendo algo certo pelo consumidor e para seus clientes. Compartilhe o sucesso deles e alavancar o seu. Se o widget da sua empresa ou outra ferramenta aumentou a produtividade do seu cliente, torne-o conhecido. Reúna um estudo de caso que fala do sucesso do seu cliente e os atributos exclusivos do seu negócio que o fizeram bem-sucedido. Uma vez concluído, ambas as empresas podem usar o estudo de caso para conquistar novos clientes e para chegar aos meios de comunicação social. Esse esforço conjunto gera press releases e conteúdo de vendas forte para um funil de sucesso do começo ao fim.

Tenha controle do seu mercado

Pequenas pesquisas permitem que você compreenda as preocupações dos consumidores e de seus clientes com pouco investimento, e geram uma grande oportunidade também. As pessoas adoram números e estatísticas, e os meios de comunicação não são diferentes. Publicar os resultados da pesquisa, e algumas ideias, não só destaca sua empresa como um líder de pensamento confiável, mas como uma fonte de informação, especialmente em indústrias com pouco ou nenhum resultado estatístico publicado.

PME’s e Baixo Investimento – Como Colocar as Relações Públicas no BudgetSobre o autor, Rich Kahn

Rica Kahn é o CEO da eZanga.com.

Reconhecido como um líder do mercado de publicidade on-line desde 1993.

 

 

Texto traduzido do Blog Beyond the Wire, no dia 05 de fevereiro de 2016.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

Como fazer: Press Release Multimídia [Estudo + Infográfico]

A equipe de análise da PR Newswire recentemente forneceu uma atualização para nosso estudo, que está em andamento, sobre o uso de multimídia em press releases e o impacto dos elementos visuais no desempenho da visibilidade online.

Como fazer: Press Release Multimídia [Estudo + Infográfico]

Imagem e Vídeo em Ascensão

A PR Newswire aconselha nossos clientes para incluírem imagens e vídeo em seus press releases já há alguns anos, e agora estamos vendo uma adoção maior do que anos anteriores. Em 2015, 42% dos comunicados de imprensa incluíram elementos visuais.

Este é um grande aumento perto dos 14% vistos em 2013, última vez que analisamos esses números. Mas, ainda há espaço para melhorar. Quando você olha para os 100 press releases mais vistos no ano passado, 68 incluíram multimídia, um aumento de 42% em relação aos top 100 de 2013.

É claro que o uso de press releases multimídia está rapidamente se tornando uma prática comum de mercado. Com a chegada contínua de recursos visuais em todo o cenário das comunicações, espero que esses números continuem a subir.

Imagem e Vídeo em Ascensão

Multimídia Ganha mais Visualizações

Em nosso último estudo sobre multimídia, analisamos um subconjunto de mais de 35 mil press releases distribuídos em 2015, observamos o número de vezes que cada um foi visto em nosso site prnewswire.com.

Os comunicados que incluíam imagens receberam uma média de 1,4 vezes mais visualizações do que o press release apenas com enviado com texto. Os anúncios com vídeo, obtiveram em média 2,8 vezes mais visualizações do que os apenas em texto – o dobro do desempenho dos que incluíram imagens.

Multimídia Ganha mais Visualizações

Por que Elementos Visuais Melhoram Resultados

  • Visual Storytelling: Como eu escrevi muitas vezes no Blog Beyond PR, incluir elementos visuais em seu conteúdo pode ajudar os leitores a se conectar com a sua mensagem. Eles também tornam visuais informações importantes que poderiam estar escondidas em um mar de texto.
  • Expande a Distribuição: A rede de distribuição de conteúdo da PR Newswire inclui uma série de pontos de distribuição somente para elementos multimídia, como arquivos de fotos e sites para compartilhamento de vídeos, que direcionam o tráfego on-line para sua versão completa e isso não se pode conseguir com press releases somente de texto.
  • Compartilhamento Social: Muitas fontes (como essa!) apontam para o fato de que os usuários de mídia social postam e compartilham conteúdo com imagens e vídeos com mais frequência do que posts somente em texto. Portanto, press releases com fotos e vídeos são mais propensos a serem compartilhados e republicados nas redes sociais do que uma mensagem de texto.
  • Atenção Extra da Mídia: Jornalistas e blogueiros estão sempre procurando histórias visuais para satisfazer o seu próprio conteúdo. Mesmo sabendo que eles normalmente criam seu próprio conteúdo visual, fotos e vídeos incluídos no press release tem apelo visual e fornecem matéria-prima e uma direção visual para influenciadores trabalharem.

Muitas Imagens Aumentam Visualizações

Para ver o efeito de incluir múltiplas imagens dentro de um comunicado de imprensa, nós analisamos a média de visualizações dos press releases que incluíram entre uma (1) e seis (6) imagens. Como você pode ver no gráfico abaixo, à medida que mais imagens são incluídas, a visibilidade também tende a crescer.

Com a inclusão de seis imagens, um press release pode gerar uma média de 2,4 vezes mais visualizações do que um comunicado apenas em texto. Apenas abaixo do desempenho de anúncios que incluem vídeos.

Muitas Imagens Aumentam Visualizações

Você pode estar olhando para o gráfico acima e se perguntando: Por que ao adicionar apenas uma imagem quase não aumenta o número de visualizações do release, se comparado com um apenas com texto? A resposta: Logotipos. Quando os clientes incluem apenas uma imagem, é mais provável que seja um logo.

Enquanto um logotipo é um grande trunfo para aumentar o awareness e a autoridade da marca, é menos provável de ser notado e inspirar o compartilhamento em canais sociais. A dica aqui é: Embora seja benéfico incluir um logotipo, provavelmente você verá um aumento substancial na visibilidade do seu press release se você adiciona uma segunda imagem ao seu conteúdo que seja relevante para a sua mensagem.

Criar um Grande Impacto Requer um Grande Storytelling Visual

Com mais fotos, gráficos e vídeos sendo usados por comunicados de imprensa, haverá maior competição pela atenção do público. Para superar todo esse ruído, você precisa compartilhar conteúdo de qualidade com uma narrativa visual mais avançada.

Se você pensar em termos de Storytelling Visual, é óbvio que um vídeo ou um conjunto de várias imagens apresenta uma história de forma mais atraente do que uma versão só de texto.

Mix Multimídia com Vídeo oferece mais Oportunidades

A partir dos números apresentados, a sua oportunidade para conseguir o maior impacto é incluir um vídeo atraente, um logotipo e pelo menos uma imagem no seu press release.

Apesar de um vídeo chamar mais atenção para o seu comunicado do que várias imagens, sua taxa de adoção no mercado ainda é pequena com apenas 2%.

Fotos e infográficos ampliam os elementos-chave da sua história, e ajudam você a alcançar um público mais direcionado e específico. Eles também chegam a outros pontos de distribuição dentro da rede PR Newswire.

Se você não incluia fotos, gráficos ou vídeos em seus press releases, você deve estar se perguntando: “Por que não?”

Confira nosso guia GRÁTIS: Press Releases that Stand Out in the Digital Age para mais dicas de como escolher o elemento multimídia certo, formatá-lo e distribuí-lo para alimentar seu conteúdo.

Press Releases that Stand Out in the Digital Age

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Jamie Heckler no dia 27 de janeiro de 2016. Jamie é Gerente Criativa Senior na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

8 Dicas de Presente de Natal para Jornalistas e Blogueiros

O que jornalistas, blogueiros e storytellers realmente querem de Natal?

8 Dicas de Presente de Natal para Jornalistas e Blogueiros

Além de algum tempinho para descansar, extremamente necessário – e a caixa de entrada de e-mail vazia – eles estão desejando alguns dos mais novos gadgets para ajudá-los em seu trabalho no novo ano.

Então, para você, consumidor de última hora que luta para encontrar o presente perfeito, nós selecionamos alguns dos melhores gadgets para os mitos da imprensa e storytellers, que devem ser colocados em sua lista de presentes. Seja para seu blogueiro amigo ou parente futurista, estas ferramentas podem ser o empurrãozinho que eles precisam para inspirar seu influenciador interior.

Não se preocupe se o seu presente chegar um pouco atrasado. Essas pessoas entendem a luta para cumprir um prazo.

Presente 1. Para o jornalista em tempo real

Na era da FOMO (fear of missing out), jornalistas e repórteres cidadãos estão se voltando para aplicativos móveis livestreaming, como Periscope e Snapchat, para compartilhar a notícia instantaneamente e sem filtro.

O desafio da transmissão do jornalismo de rua é fazer um vídeo estável com credibilidade. Para manter o livestreamer em sua vida e no topo do jogo, há uma série de ferramentas que podem ajudar.

Um pau de self (selfie stick) ou tripé é prático e permite melhor visibilidade e maior variedade ângulos. Um microfone de mão, como o iRig Mic, também contribui para um som melhor.

Presente 2. Para o repórter investigativo

Para um jornalista digital, a vontade de contar histórias é equilibrada pela necessidade e conveniência. Mas exatidão continua a ser importante, também.

Graças à tecnologia, os jornalistas não precisam ser colocados em situação embaraçosa apenas para descobrir que eles não têm tempo para voltar para a redação ou que a sua fonte não vai desistir de fornecer a documentação.

Um scanner portátil acessível pode ler e armazenar imagens de documentos em seus aparelhos em apenas alguns segundos. E para garantir que eles fiquem conectados ao seguir uma história, uma bateria reserva também é um ótimo presente.

Presente 3. Para o blogueiro em ascensão

O blogueiro se transformou em uma personalidade, e é muito mais reconhecido.

Para ganhar credibilidade, tráfego e compartilhamentos, um conteúdo diferenciado, consistente e com imagens de qualidade são uma obrigação – não apenas para o seu blog, mas para que eles possam diversificar em seus canais sociais.

Para o blogueiro emergentes ou experiente, uma nova câmera como a Nikon 1 J5 com tela selfie-ready poderia ajudá-los a dar nova energia e valorizar seu trabalho. Caso a eficiência seja a preocupação, tente presenteá-lo com um programa de reconhecimento de voz. O Dragon permitir que blogueiros falem suas ideias e as converte em posts via ditado.

Presente 4. Para o futuro futurista

Embora (ainda) não tenhamos nossos “skates voadores” para trabalhar, o jornalismo drone e storytelling com realidade virtual não estão em um futuro muito distante. Estes programas emergentes fizeram grandes avanços em 2015, fazendo a ponte entre os leitores e conteúdo mais imersivo e uma experiência de notícia mais emocional.

Para aqueles que querem se familiarizar com o futuro do storytelling, um fone de ouvido VR wearable – como o P2 da DodoCase ou engrenagem VR por Oculus – podem ajudar. Enquanto uma câmera 360° permite aos usuários obter mais mãos com fotografias esféricas.

Para os interessados em drones, um vídeo flyer como o Parrot AR.Drone 2.0 Elite Edition ou o mais econômico QuadForce Vídeo Drone pode ajudar os usuários a aprimorar suas habilidades com a próxima grande ferramenta do jornalismo.

Presente 5. Para potenciais influenciadores

Hoje escritores influentes, muitas vezes estendem seus esforços para além escrita e criam o seu próprio negócio on-line ou marca.

Mas, não é uma tarefa fácil. Para ser verdadeiramente bem-sucedido, o aspirante a influenciador deve se armar com os elementos da escola de negócios – para ser sustentável, conhecer suas forças, e ao mesmo tempo rentabiliza de forma adequada o seu conhecimento.

Para alguém que pensa em assumir este papel de auto-gestão, um e-workshop pode ser um bom presente de boas-vindas. O The Infopreneur Ninja por Regina de Anaejionu é uma ótima opção premium. Ou você pode optar pela mais barata 4 Part Empreendedor Cocktail por Hilary Rushford da Dean Street Society.

Presente 6. Para o fotógrafo mobile

A fotografia progrediu radicalmente desde os seus primórdios brutos e de processos químicos complicados.

Hoje, a demanda supera a qualidade para atender às mudanças na forma como as pessoas consomem e compartilham notícias. Isso significa que os fotógrafos devem estar prontos a qualquer momento para focar, disparar e fazer o upload de uma imagem em uma cena.

Felizmente, existem toneladas de aplicativos móveis e suplementos que tornam a captura de fotos em telefones celulares mais atraente. A Mini Pro Photo Lens Kit ou uma lente zoom e tripé para iPhone são opções de presente sólidas para fotógrafos amantes de DSLR que querem manter um mini estúdio em seu bolso.

Presente 7. Para escutar

Hoje, muitos jornalistas e blogueiros vão de entrevistas em entrevistas ou de eventos em eventos.

Se eles estão no carro ou em um trem, ouvir alguém pode ser uma grande distração ou – melhor – a inspiração perfeita, especialmente se estiver lendo algo para quando se sentem intimidados.

Se você cansado ao viajar, uma assinatura de audible.com pode te surpreender. Membros tem acesso a um áudio livro por mês, e mais 30% de desconto para livros adicionais. Perfeito para ouvir na estrada, e entre os seus podcasts favoritos.

Presente 8. Para autores aspirantes

Com a auto publicação em sites como o Kindle e o CreateSpace, publicar não é o maior objetivo.

Mas os passos para planejar e traçar um romance praticamente permanecem os mesmos. Para romancistas de primeira viagem e os escritores mais experientes, ter ideias e construir histórias são fundamentais para ultrapassar o bloqueio de escritores.

Softwares como Scrivener podem ajudar em meio aos seus primeiros esboços. Para aqueles que gostam de colocar a caneta no papel, o Evernote Smart Notebook é uma opção divertida que permite o envio digital de qualquer nota manuscrita ou desenho.

Texto traduzido do post escrito por Anna Jasinski no Blog Beyond Bylines, no dia 11 de dezembro de 2015. Anna é Gerente de Relacionamento com Audiências na PR Newswire.

 

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

wUp: Release com Imagens e Vídeo que Despertou a Mídia

Saiba como o wUp App, novo cliente da PR Newswire, conquistou a mídia ao incorporar imagens e vídeo ao seu press release.

wUp App: Press Release com Imagens para Despertar a Mídia

Primeiro, o que é o wUp?

O despertador inteligente que otimiza seu tempo de acordo com o trânsito. Ao invés de você colocar o horário que pretende acordar, você programa a hora que deseja chegar no seu destino, digita o endereço do local e o app se encarrega de acordá-lo no melhor horário. Proposta bem interessante e útil para a rotina de quem vive em grandes metrópoles.

Para divulgar os diferenciais e funcionalidades do aplicativos, o wUp escolheu o serviço de distribuição de press releases da PR Newswire.

 

Por que inserir imagens em um Press Release?

Antes de sua publicação, a wUp recebeu uma consultoria especializada da equipe editorial da PR Newsire, que o aconselhou a inserir elementos visuais, como imagem e vídeo, ao seu press release, tornando-o ainda mais atrativo para o público e fornecendo mais elementos para jornalistas e blogueiros. Com o título de “wUp App – O despertador inteligente que otimiza seu tempo de acordo com o trânsito“, o press release obteve resultados expressivos quando comparado a releases do mesmo setor sem conteúdo multimídia:

  • Visualizações.
    O press release obteve 158% mais visualizações.
  • Exposição On-line.
    Inserir imagens e vídeo aumentou 23% a exposição do conteúdo em websites.
  • Potencial de Audiência.
    Seu potencial de audiência aumentou 16%.
  • Engajamento Social.
    O press release conquistou 189% mais engajamento social.
  • Tweets.
    Elementos multimídia aumentou o número de tweets em 167%.

Além da distribuição do release para portais de notícias e distribuição do conteúdo para jornalistas, o wUp também publicou uma imagem do aplicativo por 15 segundos no painel da PR Newswire na Times Square – uma das principais vias de circulação de pessoas de Nova York – conseguindo ainda mais exposição do app entre os potenciais usuários.

Se você não quer mais chegar em cima da hora em seus compromissos, baixe o aplicativo em seu smatphone ou tablet. O wUp está disponível para download no App Store e no Google Play.

wUp App: Press Release com Imagens para Despertar a Mídia

Dê um “up” na sua estratégia de comunicação, conheça os serviços para envio de press release e divulgação de conteúdo multimídia oferecidos pela PR Newswire. Será um prazer lhe fazer uma visita e apresentar nossas soluções.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Por que o Jornalista é um Excelente Comunicador para Marcas

Chega um momento na carreira de todo mundo que nos perguntamos se o caminho em que estamos ainda nos inspira. É uma conclusão que pode nos sobrecarregar e nos engolir por inteiro.

Por que o Jornalista é um Excelente Comunicador para Marcas

Depois de uma carreira que abrangente entre noticiários, blogs, mídias sociais e comunicação corporativa, Monina Wagner (@moninaw) explica como se sente. E sabe que é possível sair por cima.

Wagner é atualmente o gerente do Content Marketing Institute, onde lidera os esforços de mídia social da organização. Mas, muito antes dos seus dias trabalhando com campanhas premiadas de mídia social e de relacionamento com a mídia para empresas como Cleveland Clinic, Disney, Nestlé e Sherwin Williams, Wagner foi “mordida pelo bichinho do noticiário”.

“Desde jovem eu queria trabalhar na tv, mas eu não sabia o que isso queria dizer”, disse ela. “Felizmente, eu fui para uma escola que tinha um estúdio, o que estimulou o meu amor para a televisão e me apresentou o noticiário televisivo”.

A escola seguiu para graduação na Universidade de Loyola e estágios universitários nas redações de Chicago. Após a formatura, Wagner se mudou para Ohio e rapidamente construiu uma carreira de sucesso em uma emissora de televisão Cleveland.

Ela trabalhou com reportagens ao vivo, mas descobriu que realmente gostava de trabalhar na redação no campo de produção. Supervisionar a equipe de redação e de operações “realmente me levou a amar a notícia, embora produzindo me permitiu continuar a escrever – Algo que é realmente importante para mim”.

Wagner também começou a “blogar” naquele momento. Ela era uma mãe novata e trabalhava com o cronograma apertado na televisão, ou seja, ela não encontrava muitas mães com experiências semelhantes. “Se eu não poderia falar com pessoas na vida real sobre isso, o blog me deu a oportunidade de me conectar com as outras pessoas”, explica ela. Isso aconteceu durante os primeiros passos da mídia social, por isso, quando a redação de Wagner começou a twittar e publicar mais histórias on-line, ela acompanhou isso.

No entanto, como o passar do tempo, Wagner percebeu que suas aspirações de carreira foram adiadas. Ela havia chegado a um ponto em que estava feliz, mas não estava em condições para mudar de mercado e não lutava para ser uma diretora de redação.

Quando a oportunidade surgiu para se juntar à equipe de Relacionamento com a Mídia e Mídias Sociais da Cleveland Clinic, Wagner não sabia por que não tinha pensado em experimentar a Comunicação Corporativa antes. “Foi um grande “acorda” para mim, ela lembra.

É claro que a transição do Jornalismo à Comunicação Corporativa teve seus desafios. Além de uma mudança no “guarda-roupa”, a redação oferecia um tipo diferente de liberdade e criatividade do que o departamento de comunicação. Ela explica: “Na notícia, há um processo de aprovação, mas você também tem a sua voz. No mundo corporativo, você é a marca que representa”.

É essencial para os profissionais de comunicação entenderem o que é identidade de marca e o que a voz da marca quer dizer, nesse ponto as experiências de Wagner no noticiário e como blogueira vieram a calhar de diversas maneiras.

“O jornalismo serviu para me dar uma base de conhecimento diversificado e me mostrou como se tornar um especialista na área”, disse ela. Jornalistas são frequentemente encarregados de pesquisar e aprender sobre um tema em um curto prazo, isso ensinou Wagner como ter velocidade e trabalhar com uma variedade de clientes.

Essa experiência também ajudou a cultivar a sua capacidade de contar uma história. “Eu costumava escrever em 30 soundbites por segundo, agora eu tenho que escrever em 140 caracteres”. Escrever para o noticiário e para seu blog lhe ensinou a ser atraente, trazer valor para o seu público, e o mais importante ser autêntica – problema enfrentado por muitas marcas.

Se você está pensando em mudar a Comunicação Corporativa, Wagner destacou quatro coisas que os jornalistas sabem como fazer que os diferenciam da concorrência:

#1. Encontrar um gancho para histórias: Apesar dessa habilidade ser óbvia, também é um diferencial extremamente importante. Jornalistas e blogueiros estão sempre trabalhando para conquistar a atenção do seu público. Eles conhecem o tom do Storytelling. Da mesma forma, os comunicadores de marca precisam saber como contar a história da sua empresa de forma que ecoe entre potenciais clientes.

#2. Selecione e trabalhe com fontes: A capacidade de entrevistar e obter uma visão a partir de fontes é algo que pode ser muito útil em um ambiente corporativo onde você está, muitas vezes, trabalhando com especialistas no assunto de sua empresa. “Eu sei que não posso ter conhecimento em tudo”, diz Wagner. “Ir até um especialista de fora, realmente me ajuda e fortalece a minha escrita”.

#3. Procure por novos ângulos: “Os jornalistas tendem a pensar fora da caixa e olhar para ângulos diferentes e novos. Com o Marketing de Conteúdo, que é algo que estamos sempre pensando, você precisa ser capaz de contar histórias de uma forma inspiradora, com uma nova visão”, explicou.

#4. Deixe o seu ego de fora: Apesar de uma notícia ou artigo ser contado em única voz pelo escritor, um excelente jornalista sabe como deixar sua pesquisa e fontes contarem uma história. “Os jornalistas mostram pessoas em suas histórias. O Ego não deve ficar no caminho de uma boa história”, diz Wagner. Mais uma vez, esta é uma habilidade extremamente importante quando é a história da sua marca que precisa ser o foco.

Wagner compartilha um último conselho. “Uma lição que levou muito tempo para eu aprender é a de não subestimar o seu valor”, diz ela. “Muitas vezes as pessoas dizem ‘Tudo o que eu estou fazendo é lançar histórias ou escrever um tweet’, mas você está criando valor à sua marca. Geralmente temos habilidades onde outras pessoas podem não ser tão fortes”. Sim, você tem pontos fracos, mas suas forças, que são únicas, te torna um ativo.

Texto foi traduzido do post escrito por Amanda Hicken no Blog Beyond Bylines, no dia 15 de abril de 2015.

Amanda Hicken é Gerente de Relacionamento com a Audiência na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

 

7 Dicas de Storytelling para Profissionais de RP

Sabe o que todos os Storytellings têm em comum? São histórias interessantes e simples. Dicas para profissionais de RP de como extrair o melhor das história.

 7 Dicas de Storytelling para Profissionais de RP

Para conquistar a cobertura da mídia você deve ir além do convencional e do que já é esperado. Mesmo em mercados menos interessantes como B2B, de menor visibilidade e de escolhas mais racionais, é possível criar um Storytelling de sucesso.

Para conseguir a cobertura da mídia e conquistar a atenção de seus clientes, encontre histórias que despertem o interesse e aprenda como compartilha-las de forma simples. Mas garanta que a sua mensagem esteja alinhada com a sua marca e com o público. Por que um jornalista escreveria sobre seu cliente? Para ajudar abaixo as 7 dicas que te ajudaram a extrair as melhores histórias de seus clientes:

#1. O que é diferente?

O que você pode oferecer de diferente das outras empresas? O que te diferencia da concorrência?

Você já imaginou que a mídia e os jornalistas, quando escrevem ou publicam um artigo também existe um interesse envolvido? Querem que o seu trabalho se diferencie entre no emaranhado de notícias e entregar algo que realmente faça sentido para seus leitores, no caso da mídia imprensa. Se um blog publica um vídeo do Youtube, ele deve fazer sentido para o público.

Os jornalistas e blogueiros estão sempre à procura de algo diferente e único. Em que ponto da história do seu cliente teve um acontecimento inusitado que merece a atenção? No que seus produtos se diferenciam? Pense na fabricação… Qual parte do processo faz dele especial?

Inclua na sua história os benefícios que o seu diferencial traz para os consumidores.

#2. O que é novo?

Se você realmente quer chamar a atenção da mídia, seu Storytelling deve ter alguma novidade. Se existe uma razão para você emplacar nos noticiários, é a sua história conter uma grande novidade. Jornalistas estão interessados em histórias inéditas.

Se você trabalha em uma assessoria de imprensa, e seu cliente lançou um novo produto, não espere uma semana para entrar em contato com os jornalistas sobre o assunto. Espalhe a novidade antes. Nos últimos anos, com o crescimento e popularização dos smartphones, basta abrir um site de tecnologia para ver as manchetes: “Vazam fotos do novo celular” ou “Veja em primeira mão o design do aparelho”.

#3. No que seu público está interessado?

Toda marca tem um público, pense no que ele está interessado. Quais são as atividades, rotina e forma de lazer. Coletar esses dados e saber exatamente com quem você quer dialogar dará os inputs necessários para que você consiga construir sua narrativa e criar um relacionamento através do Storytelling.

Provavelmente o público da sua marca consome informação dos mesmos veículos de mídia. Forneça sua história aos jornalistas desses veículos, eles serão a ponte entre você e os consumidores.

#4. Quais são as tendências do setor?

Todos os setores do mercado passam por momentos diferentes. Crescimento, cortes, evoluções e mudanças. Quando surgem essas situações aproveite a oportunidade, faça da sua marca uma porta-voz, crie uma história comentando o assunto.

Suponhamos que uma nova tecnologia acaba de sair e mudará a forma como você sua marca trabalha? Chame alguns jornalistas para discutir o assunto. Seja consistente, os jornalistas começarão a vê-lo como um especialista no seu setor e irão procura-lo sempre que houver uma novidade para saber a sua opinião.

O ProfNet é um serviço da PR Newswire voltado para especialistas. Ele coloca você em contato com milhares de jornalistas.

#5. Sempre existirão boas histórias para contar?

Sempre. Boas histórias aparecem a cada ano, como no Natal, Páscoa e Dia das Mães. Se você vincular sua marca a eventos como estes, você terá sorte: Os jornalistas e empresas de mídia sempre estão ligados nessas datas sazonais para preencher suas publicações com histórias relacionadas a cada época do ano.

Fora as datas sazonais do comercio, arranque histórias de acontecimentos atuais. Se você está trabalhando com uma marca que fabrica calças jeans, aproveite a crise hídrica que estamos passando para ensinar os consumidores sobre como otimizar a lavagem dos seus produtos. Com toda certeza um vídeo sobre o tema poderia render a cobertura da mídia.

#6. O que sua marca tem feito?

Que marcos tem alcançado? Sua marca conquistou novos clientes ou fechou novas parcerias de negócio? Avise os jornalistas.

Mesmo que os jornalistas não se interessando por assuntos de menor valor, vale lembrar que se sua história for interessantes e simples, provavelmente você conseguirá abocanhar seu espaço nos noticiários. Conquistar novos clientes não é algo que podemos dizer que chame a atenção da mídia, mas se esses novos clientes ajudarem você a construir uma história interessante, quem sabe.

#7. Como sua marca superar as adversidades?

Todo mundo adora uma história sobre superação. Provavelmente você tem alguma história que mesmo com as dificuldades teve um final feliz. Como superou um obstáculo na sua trajetória? O que teve que fazer para se livrar de uma enrascada?

Explicar como você resolve seus problemas pode ser um case de Storytelling interessante para a mídia e conquistar a simpatia do público.

Pense nessas 7 questões. Após respondê-las defina o formato da sua história, quais pontos merecem ser destacados e a linguagem a ser usada. Com essas questões definidas, coloque sua história em contato com os jornalistas e meios de comunicação que podem se interessar na sua mensagem. E não se esqueça: Desperte o interesse e seja simples. “A simplicidade é o último grau da sofisticação”.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Não é Não! Dicas de Jornalistas para os Relações Públicas

O tumultuado panorama da mídia atual transformou o modo como os jornalistas e relações públicas fazem seus trabalhos. Novos canais, como as mídias sociais, estão mudando o jogo, mas a estratégia mais eficaz para abraçar e integrar as novas tecnologias ainda é muito mal compreendida. Para ajudar os relações públicas a entender como usar as novas ferramentas de comunicação a seu favor os principais jornalistas do Canadá, recentemente, deram seus melhores conselhos para aumentar as publicações de sucesso na mídia.

Não é Não! Dicas de Jornalistas para os Relações Públicas

#1. NÃO ASSUMA A MÍDIA SOCIAL COMO PADRÃO. As mídias sociais dão aos relações públicas uma grande vantagem para conectar-se com jornalistas por meio de seus interesses pessoais de uma forma que não era possível em tempos atrás. Se um jornalista reconhece o seu nome entre as centenas de e-mails em sua caixa de entrada, é provável ele publicará o seu discurso. Como Steve Ladurantaye, Head of Government and News no Twitter do Canadá coloca:

“Quando mais conectados estivermos e tivermos mais caminhos para encontrar pessoas, mais importante se tornará a relação pessoal”.

#2. NÃO TELEFONE PARA OS JORNALISTAS. Os jornalistas entrevistados, por unanimidade, concordam que telefonemas é um incômodo desnecessário. Empregando uma plataforma de segmentação de mídia, ajuda ter uma visão sobre as preferências de um determinado jornalista.

#3. NÃO DESPREZE SEU PRESS RELEASE.Jornalistas usam mais de uma fonte de informação para notícias e os press releases são um método testado e comprovado. De acordo com Jeremy Nolais, repórter do Metro Calgary, os comunicados de imprensa são uma maneira rápida e eficiente para os jornalistas fazerem pesquisas em movimento. Os lançamentos mais eficazes chegam ao ponto rapidamente, o que nos leva ao próximo passo…

#4. NÃO ABRA ESPAÇO PARA INTERPRETAÇÃO. Cabe aos relações públicas decidir se a história tem nicho ou apelo mais amplo. Diga ao jornalista que o benefício dessa história é para os seus leitores e deixe claro quem é o público-alvo.

#5. NÃO SEJA DESONESTO. Chamar a atenção de um repórter é um desafio, mas a adição de “RE:” em um contexto para sugerir que você já entrou em contato é enganação. Obtenha a atenção deles com um título intrigante sobre o seu conteúdo, inclua dados ou uma declaração provocativa.

#6. NÃO COLOQUE MAIS QUE UMA FONTE PARA CONTATO. Steve Faguy, editor do The Gazette, diz que incluir muitos nomes é inútil. Um único ponto de contato facilita para um jornalista solicitar mais informações quando está com prazos apertados.

#7. NÃO SE ESQUEÇA DE INCLUIR IMAGENS. Fotos de notícias de qualidade e b-roll, juntamente com legendas claras e precisas fornecem o contexto visual que ajudam os jornalistas a contar sua história melhor, independentemente se as imagens são publicadas com sua peça.

#8. NÃO DEIXE DE PERSONALIZAR. Press release é uma ótima maneira de ganhar ampla visibilidade para a sua história através de uma variedade de públicos, de jornalistas e blogueiros, influenciadores sociais e consumidores. Para maximizar a sua exposição, é preciso estar preparado para fazer uma divulgação direta com os jornalistas e ter vários “ganchos” exclusivos como uma oferta para se aprofundarem na história e proporcionar a eles um ângulo único para a cobertura.

Para mais dicas sobre como melhorar seu Relacionamento com a Mídia, baixe o novo white paper: Redefinição de “Noticiabilidade” – Novas Oportunidades para Ganhar Mídia e Atenção para a sua Marca

Texto traduzido do post escrito por Shannon Ramlochan no Blog Beyond PR, no dia 09 de dezembro de 2014.

Shannon Ramlochan é Coordenadora de Marketing de Conteúdo da PR Newswire

Traduzido e adaptado por Caroline Malgueiro, Pesquisadora de Mídia
PR Newswire