4 Lições que Aprendi como Gerente Criativa de Marketing

4 Lições que Aprendi como Gerente Criativa de Marketing

Pessoas criativas são o coração e a alma do marketing e da comunicação. Elas têm a capacidade de tornar informação, até então, sem graça em algo interessante. Por exemplo, essas pessoas podem visualizar, escrever e verbalizar histórias relevantes que vão além de uma breve descrição de produto em bullet points.

– Como entregar o tipo de narrativa convincente direcionada a seu público-, foi mapeado em nosso Buyer 2.0 Content Strategy Checklist.

Criativos contribuintes com seu talento em equipes de marketing e relações públicas.

Trabalhei com pessoas criativas e analíticas durante muitos anos, e isso me ensinou algumas coisas. Ambas são peças complementares e essenciais do quebra-cabeça.

Enquanto a mente analítica pode encontrar e apresentar dados, profissionais criativos podem desenvolver seu potencial e imaginar além do que foi encontrado.

No entanto, para que isso aconteça com sucesso, um ambiente de trabalho diferente se faz necessário.

Você pode pensar que uma sala cheia de quadros, uma grande janela com vista para as montanhas, música suave e algumas caixas cheias de canetas coloridas sejam essenciais para criar um ambiente criativo. Embora tudo isso possa ser importante para alguns, não é o fundamental.

O que importa é o lado humano e a habilidade interpessoal.

Aprendi que é necessário ter paciência para permitir que a criatividade floresça. Esses profissionais não devem ser apressados e o trabalho nem sempre acontece durante as horas normais de trabalho. Mas, com planejamento e orientações cuidadosas, eles podem cumprir os prazos e gerar bons resultados.

Há uma arte para a gestão de pessoas criativas que deve ser aprendida e dominada para que o sucesso seja alcançado. Para começar, deixe seu ego de fora e reconheça que as pessoas com quem você trabalha podem e devem ser mais talentosas do que você. Talvez não em tudo, mas você as contratou para isso.

Aqui estão as quatro principais coisas que eu aprendi com os criativos que tive o privilégio de trabalhar:

Sua mente deve ser “flexível”.

Quando pensamos em contratar alguém para funções criativas, queremos pessoas que possam pensar “fora da caixa”, que não são limitadas pelas possibilidades que a maioria de nós somos. E, no entanto, o que acontece depois de contratá-las é contraditório a tudo o que valorizávamos antes delas começarem a trabalhar.

Imediatamente falamos quais são nossas “regras” e como sempre fizemos as coisas. E ficamos frustrados quando elas querem pensar diferente.

Às vezes, ideias criativas são realmente doidas, bobas, perda de tempo ou muito complicadas. Mas, se ouvir e fazer as perguntas que ajudam no processo criativo ao invés de sufocá-las, coisas maravilhosas serão criadas.

Discuta como uma ideia se relaciona com o seu negócio, inclua o que você vende e quem você é como uma cultura corporativa.

Uma conversa pode revelar uma ideia, uma abordagem diferente ou até se adequar para um canal de marketing novo. A colaboração pode transformar ideias off-the-wall em ótimo conteúdo.

Buyer 2.0 Content Strategy Checklist

Trabalhe talentos complementares.

Você não pode conseguir bons resultados, se você não tiver o talento certo para trabalhar nisso. E isso significa que as pessoas não são iguais.

Na construção de uma equipe criativa, o talento de um profissional, equilibra o do outro. Eles até podem ter algumas coisas em comum, como o desejo de ser parte do sucesso do grupo (criativos individualistas não contam, estamos falando de equipe!), porém eles também têm que ser diferentes. E devem valorizar as diferenças uns dos outros, tanto quanto você.

A melhor maneira para que as pessoas se complementem é ter algum entendimento ou interesse no talento do outro. Eu adoro redatores que se interessam em Canva e Photoshop, assim como também valorizo designers que praticam a arte de contar histórias escritas em seu tempo livre.

Dê feedbacks consistentes e também receba.

Alguns podem pensar que pessoas criativas precisam de uma grande quantidade de elogios, mas isso não é verdade. O que é essencial para o processo criativo é um feedback consistente e honesto. Não há nenhuma fórmula matemática para calcular se um artigo está bem escrito ou se um infográfico pode capturar e manter a atenção do espectador, daí a necessidade do feedback.

A relação de como algo é visto e lido ou como pode estar associado aos objetivos da equipe e da marca são essenciais para ajudar a mente criativa a continuar trabalhando.

Preste atenção e seja um bom ouvinte.

Ouvir é o talento mais importante que um gerente pode ter, não importa que tipo de equipe ele tem. No entanto, a equipe de criação pode precisar disso mais do que a maioria. Não porque os artistas não podem fazer coisas por conta própria, mas porque trazer o processo criativo em um ambiente de negócios estruturado exige colaboração. Isso também requer sair do processo normal e colocar certos limites e prazos no lugar.

Você não quer sufocar a criatividade, mas precisa dar estrutura à medida que ela evolui.

O processo criativo geralmente envolve riscos. As vezes é necessário quebrar as regras. Mas isso pode ser a antítese de abordagens de muitas marcas.

Ser um bom ouvinte permite que sua equipe de criação assuma riscos inteligentes que ajudem a sua marca a contar histórias fortes, sem que você tenha que “tirar o pó” do manual de comunicação de crise.

Para se conectar com seu público e convertê-lo em clientes, você precisa criar conteúdo visual de alta qualidade e atraente. Baixe nosso white paper Buyer 2.0 Content Strategy Checklist para ter mais dicas sobre a criação e distribuição de conteúdo.

A autora Victoria Harres é vice-presidente de comunicações estratégicas e de conteúdo na PR Newswire. Sua equipe é responsável por mídias sociais, PR e blogs da marca. Vicky foi a primeira a twittar no @PRNewswire e continua fazendo parte dessa equipe. Se ela não está em sua mesa, você provavelmente irá encontrá-la em seu jardim.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Victoria Harres no dia 08 de julho de 2016.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

Dicas de Conteúdo para Segmentos Conservadores

Dicas de Conteúdo para Segmentos Conservadores

A PR Newswire recentemente compartilhou algumas dicas da nossa premiada equipe de marketing. A minha favorita é a de Bradley H. Smith, responsável pela comercialização dos nossos serviços de IR e Compliance.

Seu conselho: “Tente entreter as pessoas enquanto você as informa”, é brilhante, mas às vezes é mais fácil falar do que fazer.

Bradley Dica

Clique na imagem acima para compartilhar o conselho de Bradley no Twitter.

Pensando nisso, me encontrei com Bradley para entender melhor como ele consegue aplicar sua criatividade em um mercado tão conservador.

Não subestime as pessoas só porque elas trabalham em um mercado chato.

Bradley adverte que alguns profissionais de marketing B2B tendem a manter tanta segurança em sua criatividade que oscilam à beira de ser chato e correm o risco de não gerar engajamento com seu público.

“Imagine que todos os dias você assista muitos anúncios e comerciais criativos”, ele brinca. “Pense em quantas emoções e energias os anúncios do Super Bowl despertam em nós, por exemplo”.

Bradley continua: “Quando você vai para o escritório, você tira o chapéu de anúncio criativo e coloca o chapéu de escritório chato? Estamos falando sobre a mesma pessoa. Só porque você coloca uma gravata e se veste mais formalmente não significa que você quer que o conteúdo não seja envolvente”.

The Evolution of PR’s Role in the Marketing Funnel

Atrair, conectar e diferenciar com criatividade

Com a difícil tarefa de vender para grandes empresas financeiras, Bradley admite que seu público é mais inteligente sobre determinados temas de mercado do que ele mesmo. “Há muita complexidade, que eu não imagino nem por onde começar para ser tão inteligente como eles. Por isso, eu tento ser interessante”.

Como é evidente em seus posts Building Shareholder Confidence blog, Bradley, muitas vezes usa o humor para tornar o conteúdo mais acessível.

“Eu uso o humor criativo para atingir minhas metas importantes, diferenciar a marca e aumentar o engajamento do público”.

Enquanto ele admite que trabalhar com humor pode ser complicado, Bradley adverte que a alternativa a isso pode ser pior. “Como um profissional de marketing B2B, estou sempre atento para não ofender ninguém e não perder meus prospects, mas o risco de ser chato é muito pior, porque nesse caso, ninguém irá me encontrar”.

Usar o humor para mostrar que você está “por dentro”

Unir a leveza do humor com a seriedade de seu mercado é mais uma arte do que uma ciência. Para começar, você deve falar da mesma forma como o seu público.

“O humor tem que ser inteligente”, esclarece Bradley. “Eu não estou fazendo piadas aleatórias. Tento usar o humor dentro do contexto do meu mercado”.

Criar piadas específicas para o seu mercado é uma maneira de mostrar ao público que você consegue relacionar a sua vida pessoal e trabalho. Como ele observa, “Na melhor das hipóteses, as piadas que faço dizem para meu nicho que eu pertenço a ele”.

Usar o humor para mostrar que você está “por dentro”

Seleção de imagens do Blog Building Shareholder Confidence

De acordo com Bradley, o público vai agradecer sua criatividade. “Em mercados mais tradicionais, não existem muitas piadas aparecendo, por isso as pessoas vão valorizar o seu esforço”.

Dicas de conteúdo criativo em mercados mais sérios:

  • Evite temas picantes. Lembre-se que você está representando uma entidade profissional, por isso é sempre melhor evitar temas que são um tabu.
  • Ria com o mercado, não do mercado. O conteúdo nunca deve insultar a suas prospects, empresa ou concorrentes. Bradley aconselha: “Pense em como você falaria com eles cara a cara – antes de alguns drinks”. Se o seu humor precisa de um alvo, coloque você mesmo no papel principal da comédia.
  • Referências devem ser óbvias e apropriada à idade do público. Para o público alvo do Bradley, isso significa que ele pode fazer referências aos Ghostbusters ou Monty Python, mas não as Kardashians.
  • Esconda o anzol e mostre a isca. Chame o público pelo humor e depois forneça informações. Bradley muitas vezes usa o humor nas imagens e títulos de posts em seu blog, mas raramente no próprio texto. As piadas ajudar a atrair o público, mas uma vez que eles já estão no blog, tudo volta a ser negócio.

Para se conectar com o público em todas as fases do processo de compra, temos que desenvolver uma abordagem para criar e promover conteúdo. Isso significa reexaminar nossa narrativa visual e RP para ir além de criar awareness de marca.

Baixe The Evolution of PR’s Role in the Marketing Funnel  e veja mais dicas de conteúdo para estimular a ação do público em todo o processo de compra.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Jamie Heckler no dia 09 de junho de 2016. Jamie é Gerente Criativa Senior na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Como a Tecnologia Mudou as Agências de Relações Públicas

Evoluir é preciso. Em qualquer cenário, mudanças acontecem o tempo todo, e só sobrevive quem consegue se adaptar a elas – algo chamado de “seleção natural” pela natureza. Veja como os profissionais de Comunicação conseguem se manter relevantes em um mundo cada vez mais digital e de alta tecnologia.

Como a Tecnologia Mudou as Agências de Relações Públicas

ROI

Como medir, calcular ou precificar o seu retorno na mídia espontânea? Centimetragem? Valor publicitário? Nos últimos anos, cada agência de Relações Públicas e seus profissionais desenvolveram e aperfeiçoaram seus métodos para mensurar o ROI na mídia impressa.

No on-line essa realidade é diferente. O digital possibilita acompanhar seus potenciais clientes por todo o processo de compra. Hoje é possível rastrear links por toda web que capturam o perfil completo do público, desde sua geolocalização até o modelo de smartphone usado por quem o acessa. Aquele botão de call-to-action em seu press release merece atenção! Ele é um dos steps usados pelas agências de Relações Públicas para mensurar o ROI de suas campanhas de comunicação.

A tecnologia tornou o retorno sobre investimento mais exato, preciso e mensurável em todo o processo de compra do que nunca visto antes.

Tradicional e Digital

Os anúncios de revistas e jingles de rádio não deixaram de existir, e provavelmente isso não acontecerá.

As novas mídias digitais entraram no mix de comunicação das marcas e vieram para ficar. Esses canais de comunicação não só servem para gerar awareness, mas também são fontes essenciais de informação por conectar diretamente empresas com seus clientes.

Diferente de poucos anos atrás, seja um perfil ou uma página na mídia social servem para gerar engajamento com o público, gerir o atendimento e relacionamento com clientes e (claro!) para autopromoção.

Diante dessa realidade as agências de Relações Públicas foram motivadas a integrar suas equipes e criar novas postos de trabalho. Hoje é inevitável não ter profissionais de marketing e design compondo um time digital de uma agência. Cada profissional tem papel fundamental. Essa mudança é extremamente benéfica para as agências. Antes essas áreas trabalhavam solitárias, e a tecnologia exigiu a integração de múltiplas habilidades. Criar uma imagem para o Instagram, acompanhar a jornada dos clientes e pensar em SEO devem ser tarefas conjuntas, já que tudo caminha para o mesmo ponto em comum: Objetivo de comunicação.

Futuro

A tecnologia é real-time. Os resultados são imediatos, sejam eles bons ou ruins. O público, a concorrência e o mercado “pulsão” a cada publicação. Basta entrar em qualquer rede social ou portal de notícia para receber as atualizações de várias marcas ao mesmo tempo. O caos organizado pela timeline.

Isso faz com que, na maioria das vezes, as agências hajam por impulso. Tomando ações de curto prazo. Embora a mídia social seja um excelente canal de comunicação para gestão de crise e relacionamento com clientes, agências e marcas não devem diluir sua comunicação para que ela se adeque ao canal. A criação do conteúdo e a mensagem devem estar alinhadas aos objetivos e visão de longo prazo. Isso gera valor e torna a comunicação mais solida e eficaz.

Como se adaptar

Em uma palavra? Criatividade. Os profissionais de Relações Públicas devem ser criativos para conseguir integrar o tradicional com os canais tecnológicos. Isso gera sinergia entre as equipes de uma agência e contribui com a gestão de marcas a longo prazo.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Os Mais Visualizados: O Boticário, Mediaware e Cannes

Para começar julho com o pé direito: Se você perdeu as atualizações diárias do Blog da PR Newswire, separamos as 5 publicações mais visualizadas no mês passado.

Os Mais Visualizados: O Boticário, Mediaware e Cannes

No mês passado foram publicamos 19 posts. Com os mais diferentes temas relacionados ao Jornalismo, Relações Públicas, Marketing e Mídias Sociais. Desde a campanha de dia dos namorados do O Boticário até os vencedores do concorrido festival de Cannes na categoria PR.

Os 5 posts dessa lista correspondem a 78% do total de visualizações recebidas entre todas as publicações do período.

1º Lugar – Cannes Lions 2015 – Finalistas Brasileiros em PR

Cannes Lions 2015 – Finalistas Brasileiros em PRA publicação aborda as 10 campanhas brasileiras finalistas do Cannes Lions PR 2015, um dos prêmios mais esperados do festival francês. Entre elas a Campanha da agência Ogilvy para o Sport Clube do Recife contra a violência nos estádios.

O filme da campanha fala sobre um dos grandes problemas sociais durante partidas de futebol, a violência nos estádios. O vídeo coloca as mães dos torcedores como seguranças em uma das partidas. A ação ganhou grande repercussão internacional.

 

2º Lugar – Novidades da Mídia e de Jornalistas / Junho 2015

MediawareO MEDIAware Brasil é um relatório mensal, elaborado pela equipe de Media Relations da PR Newswire com as novidades da mídia e de jornalistas. Além da versão nacional, o relatório também é produzido para toda a América Latina.

Um dos destaques da edição de junho foi a estreia do “Papo de Segunda”, novo programa do canal GNT comandado por Marcelo Tas e com participações do cantor Leo Jaime, do jornalista Xico Sá e do ator João Vicente de Castro.

 

3º Lugar – Vencedores do Cannes Lions 2015 Categoria PR

Vencedores do Cannes Lions 2015 Categoria PRA grande vencedora (Grand Pix) do festival foi a campanha #Likeagirl, criada pela agência Leo Burnett de Toronto para a marca Always da Procter & Gamble. O post também destaca as campanhas que conquistaram ouro na categoria PR.

Entre os cases premiados, destacam-se aqueles que trouxeram resultados para suas marcas com iniciativas para melhorar a sociedade. As campanhas brasileiras com melhor desempenho foram “The art of waiting” (prata) e “Security Moms” (bronze).

 

4º Lugar – Campanhas que Quebram Paradigmas

Winnie-Harlow-DieselHá algum tempo marcas têm focado suas ações publicitárias contra o preconceito, o post mostra algumas campanhas que quebram paradigmas e se posicionam como apoiadoras de diferentes causas.

Entre as campanhas estão as marcas Diesel e EA Sports. A marca de vestuário destaca a modelo Winnie Harlow, portadora de vitiligo, se posicionando contra o preconceito. A EA Sports divulgou o trailer do Fifa 16, que surpreendentemente foca nas profissionais do futebol feminino.

 

5º Lugar – 7 Grandes Marcas e o Dia dos Namorados no Twitter

7 Grandes Marcas e o Dia dos Namorados no TwitterMas do que aquecer o comércio, o dia dos namorados é uma grande oportunidade para as marcas mostrarem toda a sua criatividade e se aproximarem do público. Não importa se o objetivo é vender um produto, ou apenas reforçar seu posicionamento. Ao final, o que realmente importa é a originalidade das campanhas.

De dicas de presentes a memes engraçados. Selecionamos sete grandes marcas que usaram o Twitter para comemorar o dia dos namorados com seus seguidores promovendo seus produtos e sua imagem.

 

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

7 Grandes Marcas e o Dia dos Namorados no Twitter

De dicas de presentes a memes engraçados. Como grandes marcas estão aproveitando o dia dos namorados para promover seus produtos e sua imagem.

7 Grandes Marcas e o Dia dos Namorados no Twitter

Mas do que aquecer o comércio, o dia dos namorados é uma grande oportunidade para as marcas mostrarem toda a sua criatividade e se aproximarem do público. Não importa se o objetivo é vender um produto, ou apenas reforçar seu posicionamento. Ao final, o que realmente importa é a originalidade das campanhas.

Selecionamos sete grandes marcas que usaram o Twitter para comemorar o dia dos namorados com seus seguidores. Alguns tweets são mais carinhosos e outros engraçados.

Presente de dia dos namorados Netflix

A aguardada série Orange is the New Black está de volta. Mesmo a série não fazendo sendo essencialmente “romântica”, a Netflix aproveitou o dia dos namorados para promover a nova temporada como um presente para os amantes.

Homenagem a todos que amam Vivo

O “cupido Cazuza” da Vivo, como a própria operadora diz: é uma homenagem a todos que amam exageradamente. O vídeo mostra casais interagindo por smartphones com a música “exagerado” como trilha sonora.

O Feliz Dia dos Namorados com Emoticons do Itaú

O banco Itaú aproveitou o dia 12 de junho para reforçar seu posicionamento. Há algum tempo a marca usa emoticons em suas peças de comunicação. Dessa vez, produziu um vídeo para parabenizar os casais pelo seu dia.

Meme de um Triângulo Amoroso da Rede Record

A perfil da Rede Record publicou no twitter um “meme” em comemoração ao dia dos namorados. Nele a emissora promove a temporada de Breaking Bad. Na imagem estão os personagens Skyler White, Walter White e Jesse Pinkman deitados na mesma cama.

Te amo meu “Bebê” do Banco do Brasil

Em seu tweet o Bando do Brasil faz uma analogia entre sua sigla (B-B) e a forma como alguns casais costumam se chamar (bebê). O destaque fica por conta da imagem, onde aparece um bilhete com um coração amarelo e frases em azul, remetendo as cores do banco.

Como arrumar um namorado? Pergunte ao Google

De forma criativa, o Google promete dar uma forcinha para as pessoas que não estão namorando. Na peça, o maior buscador do Brasil, pode te ajudar a arrumar um namorado através do seu serviço de busca.

Dia dos Namorados O Boticário

Não se pode falar de dia dos namorados sem falar do O Boticário. Seu novo comercial foi visualizado quase 4 milhões de vezes no Youtube e gerou grande repercussão na mídia. A marca aproveitou a ocasião para se posicionar contra a homofobia.

Qual desses tweets você achou mais bacana? Se tiver dicar de outras publicações ou campanhas para o dia dos namorados, deixe seu comentário.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Game Of Thrones – Criatividade das Marcas nas Redes Sociais

Já postamos aqui, alguns textos relacionados aos investimentos das empresas em publicidade nas redes sociais, como o Desafio do Balde de Gelo que teve o Galaxy desafiando o iPhone no Youtube, dicas de como fazer um viral de sucesso e até mesmo a febre e a influência dos virais no dia a dia das pessoas. Isso prova que os publicitários estão cada vez mais concentrados em gerar um buzz nas redes sociais tanto por situações previstas, (como em eventos diversos, datas comemorativas, lançamentos de programas, etc.) como inusitadas, como os já mencionados, virais.

Game Of Thrones – Criatividade das Marcas nas Redes Sociais

Com transmissão simultânea, a estreia mundial da 5ª temporada de Game Of Thrones, seriado de sucesso da HBO, impactou as redes sociais direta e indiretamente, através de conteúdo publicado por páginas do próprio seriado ou com conteúdos relacionados pelos fãs da série. O portal AdNews listou algumas campanhas de publicidade relacionadas ao lançamento da 5ª temporada que geraram grande engajamento dos usuários assíduos das mídias sociais:

Com uma das maiores repercussões, o post do Mc Donalds teve quase 63 mil likes:

Bradesco e Itaú, usando a linguagem da internet, promoveram seus aplicativos baseados em uma famosa frase da série “O inverno está chegando”:

E o post da Colgate, deixa uma mensagem bem clara.

Por Milena Souza, Pesquisadora de Mídia
PR Newswire

“Layout”, uma inovação para os “Instagramers”

O Instagram está sempre inovando com o intuito de manter seus usuários sempre interessados na rede social, e no dia 23 de março lançou mais uma ferramenta para que os “Instagrammers” continuem usando a criatividade com os mais variados tipos de posts. O “Layout”, é o novo aplicativo que permite múltiplas fotos em uma única imagem de maneira fácil e rápida. Segundo matéria do ADNews, após abrir o aplicativo, o usuário verá imediatamente um exemplo de como utilizar o novo recurso. O Layout permite arrastar as fotos, reordená-las, ajustar de tamanho e desenvolver montagens que os usuários adoram criar. Temporariamente, o app está disponível apenas para iOS. Porém, segundo o próprio Instagram, a ferramenta será disponibilizada para Android nos próximos meses.

O Instagram está sempre inovando, com o intuito de manter seus usuários constantemente interessados na rede social. No dia 23 de março, foi lançada mais uma ferramenta para que os “Instagramers” continuem usando a criatividade com os mais variados tipos de posts.

O “Layout”, é o novo aplicativo que permite múltiplas fotos em uma única imagem de maneira fácil e rápida. Segundo matéria do ADNews, após abrir o aplicativo,um tutorial será imediatamente exibido, juntamente com um exemplo de como utilizar o novo recurso. O Layout permite arrastar as fotos, reordená-las, ajustar de tamanho e desenvolver montagens que estão em alta dentro dos posts da mídia social.

Temporariamente, o app está disponível apenas para iOS. Porém, segundo o Instagram, a ferramenta será disponibilizada para Android nos próximos meses.

Por Bruno Sutero, Coordenador de Banco de Dados

PR Newswire