Como Fazer a Curadoria de Imagens para Promoção de Conteúdo

Como Fazer a Curadoria de Imagens para Promoção de Conteúdo

Quando se trata de Content Marketing, além de criar imagens gráficas e vídeos para alimentar seu conteúdo, é preciso desenvolver imagens promocionais que direcionam o tráfego dos esforços de distribuição multicanal para o conteúdo que será promovido. Por esta razão, é possível ampliar o alcance online do seu conteúdo ou até mesmo captar mídias, ambos fundamentais para o sucesso do seu Marketing de Conteúdo.

Uma imagem promocional considerada eficaz deve capturar a atenção, representar a harmonia da marca e o mais importante: motivar o espectador a tomar decisões.

Como Encontrar e Criar Imagens Promocionais

Uma imagem promocional pode ser retirada do próprio conteúdo, mas caso você não encontre a figura ideal, vale buscar uma que atenda às suas necessidades.  A seguir, minhas ideias para criar imagens:

1.Imagens existentes dentro do conteúdo: Usar recursos visuais do próprio conteúdo garante coesão e oferece solução mais rápida.

Gaste alguns minutos para garantir que ela está otimizada para a veiculação promocional. Outros ajustes como cortar, redimensionar ou mesmo editar a luz pode ser necessário.

Aqui estão algumas sugestões:

  • Capas ou o primeiro slide são fáceis de capturar com um screenshot e oferecem uma prévia do real do conteúdo a ser promovido.
  • Fotos incorporadas ou imagens no conteúdo também pode ser uma solução rápida, mas certifique-se que elas terão peso para a promoção de conteúdo.
  • Conteúdo em vídeo oferece várias opções: Capturar um quadro, retirar um clipe do vídeo de pré-visualização ou converter alguns quadros em um gif animado.
  • Além da capa, você pode pegar um slide mais profundo em uma apresentação ou webinar para mostrar a informação em profundidade que está sendo divulgada.

Hamburger Helper’s Watch the Stove

Para esse press release multimídia, promovendo a mixtape Hamburger Helper’s Watch the Stove, a General Mills repetiu as imagens para se ajustarem aos requisitos do tamanho promocional.

2.Correções rápidas em fotos: Quando o conteúdo em sí não fornece muitos recursos visuais, o próximo passo pode ser olhar para algumas fotos em seus arquivos.

Se você não tiver outra opção, fotos de especialistas, autores e palestrantes podem ser uma ótima alternativa profissional. Melhor ainda se eles posarem para a foto, isso transmitirá mais autoridade e ajudará a estabelecer o seu conhecimento melhor.

Para eventos ao vivo você pode usar uma foto do local, da cidade ou até mesmo de ícones regionais. Fotos do evento do ano anterior são um resumo do que provavelmente ocorrerá este ano.

Fotos são uma opção fácil, especialmente se você precisa representar alguns conceitos abstratos.

A CNW usado uma imagem do palestrante David Meerman Scott em ação para promover sua entrevista via Twitter.

3.Soluções gráficas simples: Com alguns minutos no Photoshop ou no Canva, você pode transformar palavras ou ideias do seu conteúdo em recursos visuais envolventes.

Citações são muito sociais friendly, ou seja, socialmente favorável, além de oferecer uma oportunidade para destacar o especialista por trás do pensamento.

Dê o seu público um “empurrãozinho” com um call-to-action. Dependendo da personalidade da sua marca, isso poderia imitar um banner formal ou ir por um caminho mais coloquial ou lúdico. Para obter melhores resultados, garanta que a sua mensagem visual responde a pergunta do leitor: “O que você preparou hoje pra mim?”

Só porque o seu Se o conteúdo não incluir um infográfico, isso não significa que você não pode criar um menor. Coloque o seu conteúdo em bullets ou listas em processos ou estatísticas que você possa transforma-las em imagens simples, gráficos ou diagramas.

A @PRNewswire usa uma citação no Instagram para promover o discurso do CMO Internacional Summit de uma palestra dada por um de seus especialistas.

4.Animações retém atenção: Os dados não mentem. Vídeos são mais vistos e compartilhados do que qualquer outro conteúdo em canais sociais.

Considere incluir um movimento visual em suas mensagens promocionais para ajudar e impulsionar o engajamento do público.

Ambos, Facebook e Twitter, agora oferecem ferramentas em suas plataformas que permitem pesquisar e adicionar rapidamente um GIF relevante para a sua mensagem. É um complemento visual fácil, mas seja cauteloso quanto ao tom desses recursos visuais para não irem “contra a marca”.

Que tal expandir as ideias visuais acima para produzir seus próprios GIFs animados? Use junto com imagens estáticas para contar uma história curta – mostrar os passos de um processo, passar por pontos em uma lista, construir um gráfico.

Crie micro clips atraentes e compartilhe como vídeoclips. Tenha o apresentador de um futuro webinar para dar dicas para a câmera e oferecer algumas cenas dos bastidores em um grande projeto. Dizer “oi” para a câmara em uma feira que você está apresentando, dar uma prévia ou uma breve demonstração das características de um produto, ou criar uma colagem em vídeo com imagens estáticas – as possibilidades são infinitas! Para inspiração e ideias, dê uma olhada no que as outras marcas e influenciadores estão fazendo em canais ideais para vídeos, como Instagram, Periscope e Snapchat.

A Taco Bell é conhecida por ter grande habilidade em Social Marketing. Tenha uma página fora de seu playbook para incluir imagens de animação em seus esforços promocionais, como este vídeo do Instagram.

Estabelecer um processo ou templates para campanhas diárias

Para promoção de conteúdo do dia a dia, você deve estabelecer uma rotina fácil de manter na criação de efeitos visuais.

Por exemplo, cada post do blog Beyond PR da PR Newswire precisa incluir uma imagem título com um tamanho específico que aparece no topo do post. Suas dimensões foram escolhidas por uma razão: elas são ideais para os nossos principais canais sociais, tornando-as mais fácil fáceis para o nosso social manager promover regularmente o conteúdo com imagem.

Nós também criamos uma série de templates para campanhas de conteúdo multicanal. O formato do modelo pode ser personalizado para cada novo white paper e, ao mesmo tempo, garantir a mensagem visual para que seja uniforme entre todos os nossos canais de distribuição.

PR Newswire Template

Para campanhas de conteúdo multicanal da PR Newswire regulares, criamos um conjunto de modelos que permitem a uniformidade em todos os canais mesmo usando um layout ideal para cada um.

Atender às exigências promocionais no início de campanhas maiores

No início das campanhas de conteúdo visual, pense em todos os requisitos gráficos, incluindo elementos promocionais. Saber disso na fase inicial pode influenciar o processo de produção para ajudar a tirar mais proveito de seus investimentos criativos.

Os designers gráficos podem montar imagens para ser facilmente divididas em uma ou mais partes e em vários tamanhos. Scripts de vídeo podem ser escrito para incluir uma citação perfeita para call to actions, e os produtores podem ter certeza do que você vai precisar.

Este GIF simples do @OpenTable no Twitter é um dos meus “nuggets” visuais favoritos. A animação parece ser facilmente adicionada em campanhas visuais maiores.

Em última análise, os recursos multimídias que você usa irão percorrer um longo caminho na promoção do seu conteúdo. Lembre-se que ele é uma peça fundamental.

Baixe nosso White paper Relationships & Discoverability: Earning More Media para mais conselhos sobre como entregar o valor máximo de seus esforços de conteúdo.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Jamie Heckler no dia 03 de maio de 2016. Jamie é Gerente Criativa Senior na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

Por que Incorporar ‘Doodles’ em seu Content Marketing

Recentemente escrevi um post sobre “rabiscos e negócios” onde eu apresentei ideias do The Doodle Revolution de Sunni Brown sobre como rabiscar pode ajudar todos os tipos e cenários de negócios, como para resolução de problemas, comunicação, retenção e recall.

Por que Incorporar ‘Doodles’ em seu Content Marketing

Usar Doodles em Content Marketing

Neste ponto, no tempo onde o visual desempenha um grande papel em nossas vidas e em nosso dia-a-dia, onde os livros de colorir para adulto estão ganhando popularidade, e onde a sobrecarga digital nos torna nostálgicos de por objetos tangíveis, como o papel, faz sentido estarmos prontos para abraçar os doodles como nunca antes.

Como uma profissional de Marketing de Conteúdo, eu queria explorar ainda mais a ideia de usar desenhos manuais como parte de uma narrativa visual de marca. Na semana passada tive a oportunidade de conversar com Scott Torrance (@scottorrance), autor de um excelente artigo no Medium: “Doodles Take Their Seat at the Content Marketing Table”. Torrance argumenta que os doodles são uma combinação eficaz para a estratégia de Content Marketing e essencial em sua caixa de ferramentas para os negócios.

Por que Incorporar ‘Doodles’ em seu Content Marketing

Como o Doodle se Ajusta à Caixa de Ferramentas do Visual Storytelling

Em minha conversa com Torrance, três fatores-chave emergentes devem estimular o uso do “simples rabisco” como uma ferramenta para muitos profissionais de Marketing de Conteúdo.

  • Ruptura Visual: Torrance afirma: “Um ano atrás, era suficiente apenas ter um elemento visual. Hoje você precisa ser diferente”. Com aplicativos como o Instagram, Wordswag e Canva, criar imagens sofisticadas não requer mais habilidade profissional. O resultado é um cenário digital inundado por imagens lindamente parecidas, o que diminui o seu valor para chamar a atenção. Em toda a sua glória sem sofisticação, os doodles proporcionar um nítido contraste com este fluxo de imagens digitalmente refinadas.
  • Autenticidade e Humanização: Como uma impressão digital, estilos de doodle são exclusivos de seus criadores e, portanto, evocam um senso de conexão pessoal. Sobre seus desenhos Torrance observa, “As arestas são as bordas irregulares do meu pensamento”.
  • Engajamento no Subconsciente: Torrance acredita que quanto mais finalizada estiver uma imagem tudo o que resta é o julgamento de quem a vê. “Quando você usa doodles, há um convite para o subconsciente para o espectador se envolva com a imagem e ajude a completa-la”. Como ele coloca, “O Doodle é o começo da fermentação de ideias”. Eles transmitem apenas o suficiente para definir o seu ponto de vista, mas também abrem as portas para os espectadores para trazerem suas próprias opiniões e pressupostos de maneiras que não acontecem com imagens finalizadas ou com textos.

Torrance adverte que é importante focar na intenção e no contexto de seu conteúdo. Há momentos em que o seu conteúdo precisa fazer uma declaração oficial. Neste caso, você não quer que as pessoas tragam suas próprias opiniões, então um doodle não vai ser a solução visual certa.

Doodles de Marketing em Ação

Quando perguntado como ele incorporou doodles em suas ações de marketing, Torrance foi rápido em responder: “Meu site é uma grande doodle que você pode navegar, porque eu queria que não fosse um website de ‘blá blá blá’. Queria que você entrasse em uma pequena aventura… uma viagem. Cada um dos doodles [dentro de um site grande do doodle] são esculpidas em pequenos pedaços de conteúdo que podem ser compartilhadas no Instagram, Twitter e Facebook, coisa que um texto sozinho não pode fazer”.

Por que Incorporar ‘Doodles’ em seu Content Marketing

Ele explicou que os doodles começaram como parte do processo de planejamento estratégico em sua consultoria de negócios e agora está no centro para o compartilhamento de conteúdo. “Eles tocam no modo de aprendizagem das pessoas. Somos todos animais visuais. Conteúdo visual realmente atinge um público que não está interessado em ler posts de blogs tradicionais”.

A primeira vez que eu incorporei doodles, foi em um post sobre um evento que eu estava participando. Ele recebeu 3 vezes mais tráfego do que normalmente”. A partir disso, ele tomou uma abordagem mais estruturada. Usando o mesmo post, ele criou várias versões que variaram o equilíbrio entre os recursos visuais e texto.

Os resultados são bastante interessantes. “Ao longo do experimento, posts em “puro texto” recebeu a maior baixa em visibilidade, a mistura de texto e doodles ficou no meio com 2-3 vezes mais visibilidade, e a versão doodle recebeu 10 vezes mais visibilidade do que “puro texto”.

Por que Incorporar ‘Doodles’ em seu Content Marketing

Pratique, Pratique… então Compartilhe, Compartilhe

Enquanto eu sou uma líder de torcida, que prontamente incentiva todos a assumirem o doodling, Torrance assume uma postura mais reservada para seu uso em marketing de conteúdo. Ele observa que doodles, compartilhados entre um grupo pequeno e conhecido, requerem muito menos refinamento em comparação com quando são usados para se comunicar com um público mais amplo.

Há um argumento comum de que não é preciso muito talento ou pensar para rabiscar. A realidade é que muitas vezes é mais difícil do que parece… Não exagere na simplicidade”.

Como profissionais criativos com anos de experiência em nosso ofício, ele me lembrou que muitas vezes temos uma visão distorcida do que é fácil. Desenhar, como qualquer outro esforço físico, requer a construção de memória muscular. É preciso práticar.

Torrance adverte que um doodler sem confiança compromete sua mensagem. “Não é sobre o quão reto está a linha, mas sobre confiança. O Doodle reforça o seu pensamento. Se o Doodle é inseguro, ele transmite uma incerteza sobre o que está fazendo”.

Uma vez que você encontre a mão firme, Torrance te convida a ir fundo. “Basta ter confiança para compartilhar o que você desenhou. As pessoas são muito receptivas. É muito semelhante ao falar em público. Você não tem que ser um fantástico ou conhecido orador para o conseguir apoio do público. O mercado provavelmente será mais tolerante e compassivo com você do que você é com seu próprio trabalho”.

A natureza pessoal de um doodle é o que também pode nos fazer hesitar compartilha o nosso trabalho, mas temos de empurrar esse medo para o passado. “Tenho trabalhado mais nos últimos 6 meses em minhas habilidades de desenho, acho que sou um desenhista melhor”. Medo e dúvida, ainda é uma relação saudável para se ter. “Isso nos torna mais críticos do nosso trabalho, e por sua vez, nos ajuda a melhora-lo”.

Elementos visuais podem ser uma maneira poderosa de direcionar leads através de seu conteúdo. Saiba como aproveitar a multimídia e outras táticas de storytelling com o nosso Buyer 2.0 Content Strategy Checklist.

Scott Torrance é o fundador da Flux Insights, uma agência de consultoria de negócios com sede em Dublin especializada em marketing de conteúdo e mídia social. Você pode ler mais sobre a viagem visual de Scott em scottydraws.com.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Jamie Heckler no dia 08 de outubro de 2015. Jamie é Gerente Criativa Senior na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

5 Ferramentas de Imagem [Grátis] para Relações Públicas

Agências e profissionais de Relações Públicas, na maioria das vezes, não tem orçamento podem arcar com os custos de um projeto de design profissional. Na contramão disso, cada vez mais as mídias visuais conquistam seu espaço, e exigem que os profissionais de Comunicação sejam multifunção e exerçam as mais diferentes atividades.

5 Ferramentas de Imagem [Grátis] para Relações Públicas

Para ajudar esses profissionais, abaixo as 5 ferramentas de imagem (grátis) para Relações Públicas. A chance de criar elementos visuais para suas campanhas. Seja um designer e não coloque a mão no bolso.

#1 – Death to the Stock Photo.

Bancos de imagem grátis são uma ótima alternativa para deixar seu conteúdo mais visual e promover o compartilhamento nas mídias sociais. Deixando seus posts, press releases e outros tipos de conteúdo muito mais atraentes para o público.

Mas, como sempre, tudo tem seus prós e contras. Geralmente é muito difícil encontrar uma boa imagem grátis, indo contra tudo que mencionamos nas últimas linhas.

O Death to the Stock Photo, não por acaso, já foi mencionado em outro post – 14 Ferramentas Incríveis de Design para Blogs. Esse banco de imagens grátis envia um e-mail mensal com 10 ótimas imagens grátis.

Como o Death to the Stock Photo, também existem outros sites como o New Old Stock e o Unspalsh. Eles oferecem fotos de alta qualidade e resolução que podem ser editadas como você quiser. Livre de restrições e direitos autorais.

#2 – Canva.

O Canva é uma ferramenta excelente para criar imagens. Não se trata apenas de achar uma imagem, você literalmente pode cria-la, como a primeira imagem desse post.

Com mais de um milhão de imagens, gráficos e fontes especiais você pode facilmente criar seu conteúdo visual sem nunca ter frequentado uma aula de design. A ferramenta é autoexplicativa e simples de usar. Basta ter em mente o que você espera do layout e elementos visuais para seu conteúdo e “Voilà”.

 O site também oferece opções de comprar imagens por $ 1,00, que não é grátis, mas de baixíssimo custo se comparado aos preços oferecidos no mercado.

No ano passo o site também se tornou uma rede social que disponibiliza os projetos feitos pelos usuários. Vale a pena conferir as criações dos usuários para se ter ideia do que a plataforma pode oferecer.

#3. Easel.ly.

Infográfico é uma forma brilhante para se passar uma grande quantidade de informação. São muito usados, e ótimos, para divulgar pesquisas que englobam uma grande quantidade de números.

O Easel.ly oferece uma série de modelos semi-prontos para a criação de infográficos para os menos habilidosos. Também é possível começar o seu projeto visual do zero. Ótima ferramenta para pequenas marcas sem muito orçamento para suas campanhas.

Antes de sair enchendo seu infográfico com números, ícones, textos, lembre-se de manter a simplicidade proposta para esse formato de conteúdo. “Menos é mais”.

#4. Adobe Color CC.

Teoria das cores, circulo cromático, tons análogos, cores complementares…

Se todas essas definições não fazem parte do seu dia a dia, não se preocupe. Esses termos de design podem não fazer sentido algum para profissionais de Relações Públicas, mas podem ser usados em sua composição visual.

O Adobe Color CC é uma plataforma que te ajuda a escolher as cores certas para trabalhar em seu projeto visual, mantendo sua harmonia e garantindo um conteúdo que o público quer ver. Basta clicar no circulo cromático para se divertir com as combinações de cores de acordo com suas necessidades.

#5. EZGIF.

5 Ferramentas de Imagem [Grátis] para Relações PúblicasSe uma imagem vale mais que mil palavras, quanto vale um GIF animado? Os GIFs são um dos elementos visuais que mais tem se espalhado pela internet nos últimos tempos. Sendo adotados em campanhas de comunicação e para promover outros tipos de conteúdo na internet. Basta abrir uma notícia ou artigo do Buzzfeed para comprovar. O EZGIF é uma plataforma que facilita o trabalho de quem quer criar esse tipo de animação em loop sem precisar quebrar a cabeça. Cote, redimensione e otimize seus GIFs.

Agora que você já sabe onde achar “aquela” imagem para ilustrar a sua campanha, como inserir textos em cima de imagens para posts em blogs, quando criar um infográfico de forma simples, por que escolher determinada cor para seu projeto visual, e como criar um GIF animado, divirta-se! Abuse da criatividade com imagens em suas campanhas de Relações Públicas, e o melhor: sem pagar nada por isso.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire