Curadoria: 4 Dicas de Como Encontrar Conteúdo Interessante

Curadoria: 4 Dicas de Como Encontrar Conteúdo Interessante

Profissionais de comunicação sabem o impacto que o bom conteúdo tem no engajamento do público. Também reconhecem que os excessos podem ferir a construção de sua marca on-line. A verdade é que você precisa encontrar um equilíbrio saudável entre a publicação de conteúdo original e de terceiros para manter uma relação ideal na mídia social. Coloque curadoria de conteúdo em seu mix de conversação e permita que sua marca se conecte com novos públicos.

Aqui estão algumas dicas para mantê-los em alta em seu mercado e como top of mind entre o seu público.

4 Dicas Curadoria de Conteúdo

Comece com o Google

Tal como em outros momentos da vida, uma rápida pesquisa no Google é a maneira mais fácil de descobrir o conteúdo na hora certa sobre qualquer assunto. Em especial, é extremamente útil quando somos novos em um mercado. Precisa ganhar tempo? Defina um Alerta do Google para um determinado assunto e receba mensagens diretamente em seu e-mail em tempo real. Mas, saiba que esse serviço funciona como uma pesquisa por palavra-chave no próprio buscador, então você precisará peneirar os resultados para encontrar o que há de melhor. E quando falamos em “peneirar”, realmente queremos dizer ler o conteúdo – a Internet possui muita informação desnecessário ou inútil, você precisa estar alinhando à qualidade esperada para sua marca o tempo todo.

Listas do Twitter

Sua newsfeeds pode ficar confusa as vezes, especialmente quando se lida com contas corporativas, que muitas vezes contêm centenas de seguidores. Crie listas para acompanhar alguns temas e mercados em particular. Em outras palavras, conteúdo pré-curado! Embora o Twitter tenha desativado a busca por listas em sua plataforma, você ainda pode usar um buscador para ter algum resultado. Você pode se inscrever, ou criar a sua própria lista para compartilhar conteúdo com seus seguidores. Não sabe onde encontrar influenciadores on-line? Comece por aqui.

Há ferramentas para isso!

Programas como o Storify captura mensagens na mídia social e cria um material com conteúdo completo. Curata destaca que o Storify e muitas outras ferramentas para curadoria de conteúdo podem ajudá-lo a encontrar a história certa para seu público. Isso pode atender às suas necessidades de forma eficiente.

Understanding How Buyer 2.0 Impacts Your Approaches to Demand Generation

Inscreva-se em newsletters

Como as listas do Twitter, as newsletters de notícias são materiais pré-curados e selecionados com bases consistentes e podem ajudá-lo a encontrar ótimos temas. Por exemplo, as newsletters mais populares do mercado de mídia incluem a Nieman Lab e a J-Source. E não se esqueça de assinar o Beyond the Wire, fonte diária de CNW com dicas e truques para comunicadores profissionais.

Que métodos você usa para encontrar conteúdo atraente? Diga-nos nos comentários abaixo ou tweet conosco em @prnewswirebr.

Texto traduzido do Blog Beyond the Wire, publicado por Melissa Meyer no dia 19 de julho de 2016. Melissa é Assistente de Comunicação na CNW – PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

4 Dicas – Como Criar Conteúdo Interessante para Jornalistas

Como Criar Conteúdo Interessante para Jornalistas

Se você escolher uma boa plataforma para enviar seu conteúdo para os jornalistas, terá a garantia de que o a sua mensagem chegará até eles.  Mas, esse é apenas o início do processo para gerar mídia espontânea.

Você, provavelmente já ouviu a expressão “conteúdo é rei”. Se após enviar sua mensagem para os jornalistas, você não obtém a cobertura esperada, é porque você não está fornecendo o que eles querem.

Segundo pesquisa da PR Newswire, 34% dos jornalistas brasileiros recebe entre 21 e 50 press releases por dia. Mas o que realmente eles querem receber? Jornalistas estão à procura de novos ângulos, histórias diferentes e novidades. Assim como você pretende envolver os jornalistas, eles também querem que seu trabalho envolva e informe seus leitores, e não apenas repetir um tema já saturado e abordado por tantos outros jornalistas.

Forneça conteúdo que os jornalistas estão procurando. Seja relevante e diferente com e dê aos jornalistas o que procuram com essas quatro dicas:

TEMAS

Encontre temas menos conhecidos.

Usar uma ferramenta de monitoramento de mídias sociais é muito útil e ajuda a alinhar o seu conteúdo com as tendências do momento. Mas, se seu objetivo é gerar mídia espontânea, fuja dos trend topics.

Use o monitoramento para identificar, temas e eventos e ver o que está virando notícia e ganhando a cobertura da mídia. Encontrar tópicos que precisam de mais atenção. Depois de encontrado, determine como você abordará os jornalistas e entregará sua sugestão de pauta.

Não deixe de produzir conteúdo multimídia para acompanhar o tema que abordado. Isso contribui para que os jornalistas escolham a sua história e conquistam a atenção de outros públicos.

FORMATO

Pense como o conteúdo será visualizado.

Cada dia mais os smartphones estão mudando a forma como o público visualiza e consome conteúdo. As telas estão menores, e seu conteúdo deve acompanhar essa tendência tecnológica. Até mesmo o Google favorece conteúdo responsivo e diversificado – seja ele texto, foto ou vídeo – à medida que os dispositivos móveis ganham mais e mais espaço.

10% dos jornalistas apontaram a falta de conteúdo multimídia, como o principal fator que dificulta a utilização do press release.

Facilite a vida dos jornalistas, crie conteúdo multimídia compatível com dispositivos móveis. Ao enviar o seu conteúdo visual – como infográficos, fotos e vídeos – sempre inclua descrições. Isso torna sua história maior.

DADOS

Dados estatísticos fortalecem seu conteúdo.

Se você tiver tempo, invista na coletada e apresentação de dados estatísticos. Seu conteúdo fica mais sólido e transmite mais credibilidade para que os jornalistas o escolham.

Faça um estudo comparativo entre dados do presente e do passado, isso desperta o interesse e aponta tendências. Os jornalistas ficarão curiosos para saber o que fez determinado aumentar tanto nesse ano em relação ao ano passado.

Dados são fonte para identificar tendências e servem, na maioria dos casos, para gerar insights sobre o tema abordado.

PÚBLICO

O que no seu conteúdo é importante para o público?

Relacione o seu conteúdo com o público do jornalista. Coloque soluções para os problemas enfrentados pelas pessoas, o jornalista será o intermediário entre você e os leitores dele se o conteúdo realmente tiver informações relevantes (volte para a primeira dica!).

Para isso, identifique quais são os problemas enfrentados pelo público e quais soluções você pode proporcionar para soluciona-las.

Para gerar ainda mais credibilidade ao conteúdo, não deixe de incluir citações. Jornalistas geralmente usam as “aspas” ao produzirem uma notícia pelo mesmo motivo que você, lembre-se disso.

Para saber um pouco mais sobre o que faz com que um jornalista escolha seu conteúdo, baixe (GRÁTIS!) o resultado da pesquisa Cenário da Comunicação Corporativa, enviada para aproximadamente 40 mil jornalistas de diferentes editorias, através do maior mailing segmentado da América Latina.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Entrevistas – Dica para sua Estratégia de Conteúdo

Criar conteúdo não é uma tarefa fácil, porém existem alguns atalhos que podem facilitar o seu caminho e contribuir para que conquiste melhores resultados em content marketing.

Interview for Content Marketing

Não importa o formato adotado para sua mensagem. Seja ela um texto que será postado em seu blog, uma imagem para compartilhar em suas redes sociais, um infográfico que será publicado em seu site ou um vídeo que publicado no Youtube. Conte com a experiência de profissionais e especialistas para aumentar a qualidade do seu conteúdo.

Faça entrevistas. Uma entrevista é um ótimo ingrediente para seu conteúdo. Aumenta a consistência da sua mensagem, tornando-a muito mais atrativa para seu público. Comece identificando quem são os formadores de opinião e especialistas sobre o tema que você quer abordar.

O site Business 2 Community abordou o assunto com propriedade e pediu o ponto de vista de jornalistas que indicaram as melhores abordagens e como fazer uma entrevista. Compilamos os melhores e mais importantes pontos, e você poderá conferir abaixo algumas dicas sobre como fazer e como elas podem contribuir com sua estratégia de conteúdo:

  • Autoridade. Entrevistar especialistas e inserir seus diferentes pontos de vista no conteúdo garante mais autoridade para a sua mensagem.  E contribui para que o tema abordado seja visto de vários ângulos.
  • Originalidade. Muitas vezes na criação de conteúdo tentamos olhamos para o todo, deixando de fora pontos menores que podem fazer toda a diferença. Por meio de entrevistas podemos qualificar o conteúdo e tornar nossa mensagem original. Se alguma outra fonte de notícias, como sites e blogs, quiserem usar ou citar algum ponto da sua entrevista, você receberá os créditos. Lembre-se de escolher seus entrevistados com cuidado.
  • Criatividade. As pessoas estão interessadas em novidades, pontos de vista diferentes. Procure novos formadores de opinião. Saia do tradicional e faça perguntas realmente criativas, isso garantirá que sua audiência seja atraída por oferecer conteúdo relevante e interessante.
  • Formato. Texto, imagem, infográfico ou vídeo? Um recurso multimídia também é uma opção. Apresente suas respostas no formato que mais se adeque ao seu público e a mensagem que você deseja transmitir. Caso escolha redigir sua mensagem, certifique-se de destacar os pontos mais interessantes para leitura. Se imagens e infográficos se pretende que sua mensagem seja absorvida de forma rápida, se o seu público não tem muito tempo.
  • Perguntas. Cuidado ao elaborar o seu questionário. Essa é um dos principais pilares para o sucesso da sua entrevista. Não subestime essa atividade. Se entre as pessoas que compõem a sua equipe, tiver um jornalista experiente, não deixe de consulta-lo.  Ele saberá como elaborar as perguntas e como extrair do entrevistado as melhores respostas.

Aplique essas dicas. É uma ótima alternativa na hora de criar conteúdo especializado. Aumenta a consistência das suas mensagens, tornando-as atrativa e originais.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Mídias Sociais: Lições do New York Times úteis para sua empresa

Este texto foi traduzido do post escrito por  no Blog Beyond PR, em 15 de janeiro de 2014.

2013 foi um grande ano para o a equipe de mídia social do The New York Times: eles contrataram três editores para seu time, expandiram seu papel ao twittar notícias, e o @NYTimes conseguiu cerca de 5 milhões de novos seguidores.

Na semana passada, eles foram ao Nieman Journalism Lab para refletir sobre o que funcionou e o que não. Embora esse post seja direcionado para as redações, muitas lições podem ser adaptadas pela equipe de mídia social de qualquer organização.

NEW YORK TIMES_TWITTER

Elemento Humano da Mídia Social

A automação nas mídias sociais tem algumas vantagens – ajuda a manter seu feed ativo durante a noite ou em dias que a sua equipe não é capaz de twittar de forma consistente.

No entanto, como a equipe do NYT aprendeu com os erros da automação, “nossa conta do Twitter está melhor com nossa equipe”.

Quando um título é auto-twitado sugerindo “Andy Murray da Escócia era Inglês”, há um efeito “bola de neve” que não teria acontecido se um editor de mídias sociais estivesse lá. A equipe do NYT capturou e rapidamente corrigiu erros semelhantes.

“Quando as nossas mãos cuidam da alimentação”, publicou o @NYTimes, “erros como esse ou não acontecem ou têm um impacto menor”.

Ao invés de tweetar automaticamente seus posts no blog assim que são publicados, faça com que sua equipe de mídias sociais revise e faça o tweet manualmente. Além de encontrar erros evidentes que o autor original pode não ter visto, eles também podem sugerir algo melhor para o tweet.

O melhor título nem sempre faz os tweets mais interessantes. Por exemplo, o título “A vítima do Rock ‘n’ Roll que se tornou um herói de Guerra” não obteve grande desempenho como a reescrita pelo @NYTimes: “Ele foi expulso de ambos Nirvana e Soundgarden. Em seguida, se tornou um herói de guerra.

Monitorar o tweet original ajudou o @NYTimes a ver que eles precisavam de uma abordagem para mídias sociais.

Tweet o que é interessante e útil para seu público

Não é uma surpresa, mas as notícias de última hora sobre a Maratona de Boston, decisões do Supremo Tribunal, George Zimmerman e Nelson Mandela estão entre as mais clicadas e retwitadas no último ano.

Historicamente o público tem o costume de acompanhar o The New York Times quando acontecem grandes eventos para manter-se informado e atualizado. É o que o público espera da edição impressa, online e nas mídias sociais.

Posteriormente, o balcão de mídias sociais do The New York Times funciona, em conjunto e não separadamente, com a principal mesa editorial. “Eles coordenam seus repórteres e editores para tweets alinhados com a sua cobertura de notícias”.

Nós dizemos isso o tempo todo: Conheça o seu público. Saiba por que ele procura você e como seus produtos e serviços podem ajuda-lo. Saiba o que é interessante e escolha o conteúdo de suas mensagens para mídias sociais que reflitam isso.

Assim como a equipe NYT coordena sua mesa editorial, sua equipe de mídia social deve estar alinhada  ao time de produtos, atendimento ao cliente, vendas, marketing e relações públicas. Todos irão desenvolver um melhor entendimento sobre o público da sua empresa, e você fornecerá um conteúdo muito mais consistente e útil em todas as plataformas.

Não perca seu tweet na desordem

O The New York Times fez experimentação com seus tweets, ocasionalmente colocando posts espirituosos ou provocativos sobre a história, tentando levar as pessoas a clicar.

Mas, eles aprenderam que um tweet simples que define claramente as expectativas para o artigo era muitas vezes mais eficiente. Se os leitores pudessem entender rapidamente do que se tratava, eles eram mais propensos a clicar.

Ao escrever tweets, títulos e parágrafos engraçados, bonitinhos ou chocantes podem atrair a atenção dos leitores. Porém, não deixe que ele vá longe demais e roube a atenção da verdadeira história.

Revisitar e reciclar – com restrições

Mesmo um tweet bem escrito pode se perder no volume de outros tweets. E às vezes uma pessoa pode ver um tweet que lhe interessa, mas voltará para ler em um momento mais conveniente.

É por isso que The New York Times programa muitos tweets sobre um mesmo artigo. Eles descobriram que os tweets programados para sábado e domingo têm um clique-por-tweet muito maior.

Fins de semana podem não parecer atraentes para a mídia social da sua empresa. No entanto, todos podem se beneficiar experimentando horários dos tweets. Programe o mesmo tweet durante toda a semana em diferentes momentos do dia. Depois, monitore os resultados para identificar um padrão com maior engajamento.

Porém, como o próprio The New York Times adverte, mostre moderação. Não programe cópias para tudo. Preste atenção nos tweets que melhor funcionaram assim que publicados, e escolha os tweets com links para o conteúdo mais interessante e perene.

Lições da Rede de Distribuição pelo Twitter da PR Newswire

Nós tentamos seguir essas práticas não só no @PRNewswire, mas também na Rede de Distribuição pelo Twitter composta por quase 50 contas com notícias de vários setores.

O elemento humano desempenha um papel importante no sucesso dessas contas. Do @PRNpolicy ao @PRNtech, uma equipe de embaixadores de mídias sociais, que são voluntários de toda a empresa, fazem a curadoria de conteúdo relevante para a conta no Twitter correspondente ao tópico da indústria. Os curadores se oferecem para cobrir temas que sejam do seu interesse, pois eles entendem o que o público espera do conteúdo, já que fazem parte desse público.

“Nossos curadores voluntários fazem parte da comunidade/tópico sobre o qual twitam”, diz Victoria Harres, VP de Desenvolvimento de Audiência e Mídias Sociais da PR Newswire. “A maioria deles é apaixonada pelo conteúdo que trabalha”. Nossa rede curadores do Twitter foi a razão pela qual a PR Newswire ganhou o prêmio “2013 IMA Impact award for Twitter”.

Conteúdo Wire também aparece nesses feeds por meio do nosso serviço SocialPost (serviço disponível somente nos Estados Unidos)

Nossos clientes fornecem o tweet que é enviado por meio de 3 de nossas contas no Twitter com um link para seu comunicado de imprensa . Os tweets são distribuídos e organizados com algumas horas de intervalo para aumentar sua eficiência.

Nós encorajamos os clientes a seguir as melhores práticas descritas acima ao escreverem seus tweets. O título do press release pode ser usado como tweet desde que seja curto e interessante. Porém, quando olhamos para os seis meses de dados do SocialPost, um dos links mais clicados pertencia a um tweet que teve uma abordagem diferente do que o título de seu press release: “Como lidar com uma emergência médica” foi reescrito no SocialPost como “Encontre dicas para lidar com emergências médicas neste infográfico fácil de usar”.

Para conseguir que as notícias da sua empresa apareçam na Rede de Distribuição no Twitter da PR Newswire, selecione SocialPost em nosso News Release Form. Outras dicas sobre como escrever um tweet podem ser encontradas no Knowledge Center da PR Newswire.

Amanda Hicken é a Gerente de Relacionamento com a Mídia e membro da equipe de Mídias Sociais da PR Newswire. Você pode encontrar ela no Twitter em @PRNewswire e @ADhicken, bem como no PR Newswire Pulse Tumblr.

Junte-se a nós para um webinar grátis intitulado: “Newsworthiness: New Context & Opportunities for PR”, e que acontecerá dia 23 de janeiro. O que é interessante? A própria definição de “notícia” está mudando, e essa evolução cria a oportunidade para os profissionais de relações públicas para criar conteúdo oportuno que ganha credibilidade, ganha mídia e gera  relevante visibilidade para as marcas. Chegando as páginas jornalísticas e de marketing de conteúdo dos paybooks, este webinar incluirá uma discussão sobre a evolução da notícia, como mapear os recursos dentro de sua própria organização e formas de identificar diferentes oportunidades para um departamento de PR que podem ser capitalizadas.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire