8 Dicas de Presente de Natal para Jornalistas e Blogueiros

O que jornalistas, blogueiros e storytellers realmente querem de Natal?

8 Dicas de Presente de Natal para Jornalistas e Blogueiros

Além de algum tempinho para descansar, extremamente necessário – e a caixa de entrada de e-mail vazia – eles estão desejando alguns dos mais novos gadgets para ajudá-los em seu trabalho no novo ano.

Então, para você, consumidor de última hora que luta para encontrar o presente perfeito, nós selecionamos alguns dos melhores gadgets para os mitos da imprensa e storytellers, que devem ser colocados em sua lista de presentes. Seja para seu blogueiro amigo ou parente futurista, estas ferramentas podem ser o empurrãozinho que eles precisam para inspirar seu influenciador interior.

Não se preocupe se o seu presente chegar um pouco atrasado. Essas pessoas entendem a luta para cumprir um prazo.

Presente 1. Para o jornalista em tempo real

Na era da FOMO (fear of missing out), jornalistas e repórteres cidadãos estão se voltando para aplicativos móveis livestreaming, como Periscope e Snapchat, para compartilhar a notícia instantaneamente e sem filtro.

O desafio da transmissão do jornalismo de rua é fazer um vídeo estável com credibilidade. Para manter o livestreamer em sua vida e no topo do jogo, há uma série de ferramentas que podem ajudar.

Um pau de self (selfie stick) ou tripé é prático e permite melhor visibilidade e maior variedade ângulos. Um microfone de mão, como o iRig Mic, também contribui para um som melhor.

Presente 2. Para o repórter investigativo

Para um jornalista digital, a vontade de contar histórias é equilibrada pela necessidade e conveniência. Mas exatidão continua a ser importante, também.

Graças à tecnologia, os jornalistas não precisam ser colocados em situação embaraçosa apenas para descobrir que eles não têm tempo para voltar para a redação ou que a sua fonte não vai desistir de fornecer a documentação.

Um scanner portátil acessível pode ler e armazenar imagens de documentos em seus aparelhos em apenas alguns segundos. E para garantir que eles fiquem conectados ao seguir uma história, uma bateria reserva também é um ótimo presente.

Presente 3. Para o blogueiro em ascensão

O blogueiro se transformou em uma personalidade, e é muito mais reconhecido.

Para ganhar credibilidade, tráfego e compartilhamentos, um conteúdo diferenciado, consistente e com imagens de qualidade são uma obrigação – não apenas para o seu blog, mas para que eles possam diversificar em seus canais sociais.

Para o blogueiro emergentes ou experiente, uma nova câmera como a Nikon 1 J5 com tela selfie-ready poderia ajudá-los a dar nova energia e valorizar seu trabalho. Caso a eficiência seja a preocupação, tente presenteá-lo com um programa de reconhecimento de voz. O Dragon permitir que blogueiros falem suas ideias e as converte em posts via ditado.

Presente 4. Para o futuro futurista

Embora (ainda) não tenhamos nossos “skates voadores” para trabalhar, o jornalismo drone e storytelling com realidade virtual não estão em um futuro muito distante. Estes programas emergentes fizeram grandes avanços em 2015, fazendo a ponte entre os leitores e conteúdo mais imersivo e uma experiência de notícia mais emocional.

Para aqueles que querem se familiarizar com o futuro do storytelling, um fone de ouvido VR wearable – como o P2 da DodoCase ou engrenagem VR por Oculus – podem ajudar. Enquanto uma câmera 360° permite aos usuários obter mais mãos com fotografias esféricas.

Para os interessados em drones, um vídeo flyer como o Parrot AR.Drone 2.0 Elite Edition ou o mais econômico QuadForce Vídeo Drone pode ajudar os usuários a aprimorar suas habilidades com a próxima grande ferramenta do jornalismo.

Presente 5. Para potenciais influenciadores

Hoje escritores influentes, muitas vezes estendem seus esforços para além escrita e criam o seu próprio negócio on-line ou marca.

Mas, não é uma tarefa fácil. Para ser verdadeiramente bem-sucedido, o aspirante a influenciador deve se armar com os elementos da escola de negócios – para ser sustentável, conhecer suas forças, e ao mesmo tempo rentabiliza de forma adequada o seu conhecimento.

Para alguém que pensa em assumir este papel de auto-gestão, um e-workshop pode ser um bom presente de boas-vindas. O The Infopreneur Ninja por Regina de Anaejionu é uma ótima opção premium. Ou você pode optar pela mais barata 4 Part Empreendedor Cocktail por Hilary Rushford da Dean Street Society.

Presente 6. Para o fotógrafo mobile

A fotografia progrediu radicalmente desde os seus primórdios brutos e de processos químicos complicados.

Hoje, a demanda supera a qualidade para atender às mudanças na forma como as pessoas consomem e compartilham notícias. Isso significa que os fotógrafos devem estar prontos a qualquer momento para focar, disparar e fazer o upload de uma imagem em uma cena.

Felizmente, existem toneladas de aplicativos móveis e suplementos que tornam a captura de fotos em telefones celulares mais atraente. A Mini Pro Photo Lens Kit ou uma lente zoom e tripé para iPhone são opções de presente sólidas para fotógrafos amantes de DSLR que querem manter um mini estúdio em seu bolso.

Presente 7. Para escutar

Hoje, muitos jornalistas e blogueiros vão de entrevistas em entrevistas ou de eventos em eventos.

Se eles estão no carro ou em um trem, ouvir alguém pode ser uma grande distração ou – melhor – a inspiração perfeita, especialmente se estiver lendo algo para quando se sentem intimidados.

Se você cansado ao viajar, uma assinatura de audible.com pode te surpreender. Membros tem acesso a um áudio livro por mês, e mais 30% de desconto para livros adicionais. Perfeito para ouvir na estrada, e entre os seus podcasts favoritos.

Presente 8. Para autores aspirantes

Com a auto publicação em sites como o Kindle e o CreateSpace, publicar não é o maior objetivo.

Mas os passos para planejar e traçar um romance praticamente permanecem os mesmos. Para romancistas de primeira viagem e os escritores mais experientes, ter ideias e construir histórias são fundamentais para ultrapassar o bloqueio de escritores.

Softwares como Scrivener podem ajudar em meio aos seus primeiros esboços. Para aqueles que gostam de colocar a caneta no papel, o Evernote Smart Notebook é uma opção divertida que permite o envio digital de qualquer nota manuscrita ou desenho.

Texto traduzido do post escrito por Anna Jasinski no Blog Beyond Bylines, no dia 11 de dezembro de 2015. Anna é Gerente de Relacionamento com Audiências na PR Newswire.

 

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

6 Dicas de Relações Públicas para Responsabilidade Social

Os negócios costumavam ser crescimento, receita e custos – objetivos econômicos. Mas, o público hoje quer saber de quem as empresas compram, quem são seus fornecedores ou participarem de seus valores, o que leva muitas empresas a abraçarem sua Responsabilidade Social (RSE ou RCS) como um modo de vida.

6 Dicas de Relações Públicas para Responsabilidade Social

O triplo objetivo – que demonstra o impacto positivo de uma empresa sobre suas finanças, as comunidades com quem tem negócios, e meio ambiente – é uma obrigação em um modelo de negócios saudável.

O papel do Marketing e das Relações Públicas nestas iniciativas de RSC é garantir que os clientes conheçam os programas e esforços de uma marca. Campanhas bem planejadas constroem relacionamento e demonstram o compromisso da empresa de forma autêntica.

Engajar influenciadores de RSE conhecidos e respeitados, sejam eles jornalistas, blogueiros, ou os principais stakeholders, pode ser fundamental para o sucesso da comunicação. Embora as mídias próprias e pagas não devam ser ignoradas, a mídia espontânea dos principais influenciadores de Responsabilidade Social tem potencial de compartilhar sua mensagem muito mais longe.

1 – Familiarize-se com tendências e práticas de RSE

Antes de lançar qualquer comunicação, é importante ter uma forte compreensão do cenário da RSE. Se você ainda não estiver familiarizado com o tema, você deve começar a sua pesquisa com palavras-chave nas mídias sociais e no Google, em seguida, ir mais a fundo, lendo artigos, posts, whitepapers, e talvez alguns livros.

Familiarize-se com novos sites e publicações que possam surgir. Se você tem acesso a uma ferramenta de segmentação Relações Públicas, use-a para identificar as publicações relacionadas com o RSC para você adiciona-las à sua lista de leitura.

2 – Ver o que os outros estão fazendo

Não se esqueça de conferir como outras organizações estão falando sobre suas próprias iniciativas sociais e de sustentabilidade. Pesquise o que outras marcas estão fazendo através da leitura de press releases ou siga a conta @TotalCSR da PR Newswire no Twitter.

Use os buscadores para encontrar histórias de sucesso que ganharam mídia espontânea, em seguida olhe para a forma como a empresa comunicou seus esforços.

Você não deseja copiar um plano de comunicação de RSE, mas você com certeza quer aprender com ele e os métodos de impulsão que se alinham com as suas próprias iniciativas.

6 Dicas de Relações Públicas para Responsabilidade Social

3 – Conhecer o seu público

Autenticidade é a chave para o alcance CSR, seja mais do que superficial.

Embora você já possa conhecer qual é o público da sua marca ou mercado das suas ações de RSE, você deverá ir mais fundo para isolar eventuais conversas sobre causas sociais relacionadas às suas atividades. Se você tem acesso a uma plataforma de monitoramento, você terá que adicionar palavras-chave em torno dos programas que você está se envolvendo, tais como: meio ambiente, bem social ou sustentabilidade.

4 – Identificar seus influenciadores

Sua pesquisa irá ajudá-lo a identificar alguns dos principais influenciadores de RSE em seu mercado. Comece fazendo uma lista. Siga-os no Twitter, subscreva-se em seus blogs e outras publicações em que eles escrevem regularmente.

Você também deve usar uma ferramenta de segmentação de mídia para construir sua lista de influenciadores além de blogueiros, jornalistas e stakeholders que você identificou em sua própria rede.

No entanto, não basta criar uma lista baseada em um par de palavras-chave e fazer contato um dia. Qualquer lista de mídia boa é bem documentada e “podada”.

Você desperdiça o tempo do influenciador e o seu, tentando levá-los a cobrir algo que não é do interesse ele.

Você tem que ler sobre seu trabalho e compreender o que escrever ou falar publicamente. Sim, isso significa mais pesquisas. Valerá a pena quando você conquistar uma cobertura genuína para sua história. Mídia espontânea é a melhor maneira de influenciar potenciais clientes.

5 – Construir relacionamento na mídia social

Um relacionamento pode começar com algo tão simples como um aperto de mão ou um retweet. (tweet isso) Em reuniões, você definitivamente vai querer alavancar o Twitter para tornar a sua marca e suas iniciativas conhecidas em Responsabilidade Social.

Se a sua marca é pequena, você pode usar a sua conta principal do Twitter, mas se em sua conta principal já tem muita coisa acontecendo, pode ser inteligente ter um perfil separado para seus esforços de CSR.

Siga, retweet, e se engaje em conversas iniciadas por influenciadores que você identificou. Compartilhe conteúdo dos outros. Não seja agressivo e, com certeza, não faça essas interações pensando só em você.

Você também quer ter certeza de que os tópicos que você está comentando são atuais. Isto significa voltar ao primeiro passo para fazer mais e mais pesquisas.

6 – Não esquecer seus influenciadores internos

Não deveria ser, mas é fácil ignorar alguns influenciadores muito importantes: Seus funcionários!

Para você, programas de Responsabilidade Social são esforços básicos. Você tem que fazer a empresa construir isso, capacitando os influenciadores internos que podem motivar a mudança em sua organização. A abordagem top-down não funciona tão bem.

O alcance on-line coletivo de sua força de trabalho é enorme e impossível de ignorar. Pense em quantos amigos no Facebook, seguidores do Twitter, conexões do LinkedIn, etc. cada funcionário tem – isso começa a somar.

Doações para caridade, um dia de voluntário no escritório, ou um programa de RSE de longo prazo, você deve informar as pessoas sobre isso. Incentive seus funcionários a compartilhar – com fotos e vídeos – o que estão fazendo. Em seguida, amplie seus posts com curadoria e re-compartilhe alguns deles em seus canais próprios.

Ao fazer isso, você pode conseguir um efeito significativo sobre a moral do pessoal. As pessoas querem se sentir bem sobre com o que elas estão fazendo e para quem elas trabalham.

Um programa CSR bem comunicado vai criará um impacto positivo não só sobre o ambiente e a comunidade, mas também sobre as vendas, recrutamentos e retenção de funcionários. É uma vitória para todo o entorno.

Se você não está aproveitando suas iniciativas de Responsabilidade Social e outros programas corporativos para enriquecer sua estratégia de Relações Públicas, você não está aproveitando o máximo poder de PR.

Baixe Best Practices for Growth: Aligning PR Programs to Corporate Strategy para aprender mais sobre o uso das Relações Públicas para influenciar tudo, desde o tráfego web de sua empresa até a geração de leads para decisões de compradores e investidores.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Victoria Harres no dia 25 de novembro de 2015. Victoria é Vice-Presidente de Comunicações Estratégicas e Conteúdo na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Top Influenciadores – Especialistas em Relações Públicas

Popularidade, ou número de seguidores é uma medida de influência? Essa foi a pergunta respondida por Bernardo A. Huberman no post Como Identificar Influenciadores nas Mídias Sociais traduzido na semana passada e publicado aqui no Blog.

Top Influenciadores - Especialistas em Relações Públicas

Popularidade é importante. As pessoas mais influentes em seu mercado, quase sempre têm um grande número de seguidores. Por exemplo, o presidente americano Barack Obama com seus mais de 66 milhões de seguidores no Twitter é um influenciador. Mas Bernardo destaca que em todas as redes sociais existe um grande número de contas inativas, isso torna essa métrica questionável.

Quem são os influenciadores?  Huberman defende que o engajamento do público é a métrica mais eficaz para identificar um influenciador. Pessoas que se dedicam de alguma forma, seja compartilhando, curtindo ou comentando as publicações de um indivíduo, fazem dele um personagem influente.

Fazer essas ações é destacar que determinado conteúdo fala conversa com a audiência de alguma forma. Enquanto comentários podem ser positivos ou negativos, curtir um post é a aprovação do usuário sobre aquele conteúdo. Compartilhar é uma ação mais significativa ainda, por tornar a mensagem propriedade do usuário, algo com que ele se identifica e quer ser representado nas redes por aquele conteúdo.

O que é o Klout. Em resumo, o Klout é uma plataforma que mede a influência de usuários nas redes sociais com notas de entre 0 a 100. A pontuação leva em consideração uma série de fatores ligados ao conteúdo compartilhado e influência dos contatos que recebem seus posts. Que por sua vez é medida de acordo com o engajamento recebido pelas publicações, como o número de “curtir” e comentários recebidos, além de quanto tempo um tweet leva para ser retuitado ou curtido. Seguindo a mesma linha de raciocínio de Huberman.

A influência de um usuário nas redes sociais não pode ser analisada apenas pelo número de seguidores, followers ou por sua ampla conexão. Um influenciador deve ser analisado pelo engajamento que seu conteúdo recebe.

Top Influenciadores – Especialistas em Relações Públicas

Quem são os “top” influenciadores em Relações Públicas? A PR Newswire fez o levantamento dos usuários/contas nas redes sociais que são reconhecidas pelo grau de influência que tem com seu público. Veja algumas das 10 top pessoas/marcas mais influentes em Relações Públicas:

Mark Ragan

Mark Ragan

Com um social score de 72 pontos, Mark Ragan é um dos primeiros colocados no ranking do Klout PR. Além de um forte influenciar, Mark é CEO da Ragan Communications e editor do PR Daily.

PR Newswire

PR Newswire

A PR Newswire tem um social score de 69 pontos. Grande parte do engajamento recebido vem da publicação de press releases e publicações em seu blog chamado Beyond PR, voltado aos profissionais de Relações Públicas. Já o serviço de distribuição de press releases da PR Newswire é reconhecido em todo o mundo por diversos públicos como jornalistas, blogueiros profissionais de Marketing e Comunicação.

PR Daily

PR Daily

Muito próximo a PR Newswire, o PR Daily tem 68 pontos de social score. E é o um site de que oferece notícias, conselhos e opiniões sobre Relações Públicas, Marketing, Mídia Social e Jornalismo com publicações diárias.

Edelman

Edelman

É uma das maiores agências de comunicação e marketing do mundo. Com 74 pontos de social score a agência se destaca por ser uma das empresas que mais influenciam o mercado de Relações Públicas nas redes sociais.

Stephen Waddington

Stephen Waddington

Com 73 pontos de social score, Stephen Waddington é sócio e Diretor de Engajamento na KetchumPR, agência de Relações Públicas e Assessoria de Imprensa. Além de ser professor na Universidade de New Castle.

PRWeek US

PRWeek US

O perfil official do Twitter da PRWeek US recebe 65 pontos de social score. Sua influência se destaca pelas analises e opiniões em PR, Marketing e sobre o mercado de Comunicação.

Crosby Noricks

Crosby Noricks

Fundadora do PR Couture, Crosby recebeu 65 pontos de social score. Crosby trabalha com Storytelling, pensando na estrategista de conteúdo para marcas fashion e o mercado de moda.

PRSA

PRSA

A Sociedade Americana de Relações Públicas não poderia ficar fora dessa lista, e recebeu 66 pontos de social score. É uma das maiores organizações para profissionais de Relações Públicas com mais de 22 mil profissionais de PR e Comunicação.

Quem são os influenciadores no seu mercado? Visite o Klout e identifique quem são eles, como trabalham e o que publicam para estar entre os formadores de opinião no seu setor. A plataforma é muito simples e fornece informações importantes que podem agregar mais informação em suas atividades.

Se você quiser saber como se relacionar com influenciadores e outros públicos estratégicos, entre em contato com a PR Newswire.

Por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Como Aumentar a Promoção de Conteúdo Multicanal

Paga, espontânea, busca orgânica e social. Toda equipe de Marketing e Relações Públicas sabe que se você quiser visibilidade, você tem que promover a sua mídia de propriedade com alguma combinação entre esses quatro canais.

Como Aumentar a Promoção de Conteúdo Multicanal

Mas, será que você perde grandes oportunidades se não usar esses programas em conjunto ou conectar apenas um ou dois deles?

Sincronizar a promoção do seu conteúdo entre todos os canais aumenta o seu tráfego e seus leads, isso é uma coisa que aprendi quando se encurta o ciclo de vendas em 30%.

Eu sei o que você deve estar pensando: “Ótima ideia, mas nós nunca poderíamos fazer isso. Cada uma dessas áreas é controlada por diferentes grupos e nós nem sempre trabalhamos em conjunto”.

Você não tem que mergulhar em tudo ao mesmo tempo. Se você coordenar a promoção multicanal de um único whitepaper, estudo de caso ou outro conteúdo, você pode usar alguns dados como teste para provar o valor desta abordagem para o resto das equipes.

Agora que eu tenho o seu interesse, vamos falar sobre como começar.

1º Passo: Entenda as diferenças entre cada tipo de canal

Mídia paga inclui qualquer meio digital que você paga, como PPC, anúncios de retargeting, posts patrocinados e display de anúncios. Quando contribuo com a coordenação de um programa de marketing, eu tento atingir o maior número de áreas pagas possíveis com base no orçamento. Se você está com dificuldade em decidir qual mídia paga usar, eu geralmente prefiro o retarget e posts patrocinados. O retargeting permite que você fique na frente a frente com prospects, mesmo que eles não funcionem na primeira vez, enquanto os posts patrocinados são uma ótima maneira de direcionar leads por título e tipo.

Mídia espontânea mudou dramaticamente ao longo dos últimos anos. Enquanto a mídia tradicional ainda é muito importante, jornalistas, repórteres, blogueiros e outros influenciadores também podem fornecer visibilidade inestimável para a sua mensagem quando eles a compartilham em seus canais de mídia social, mesmo se eles não fizerem nenhuma cobertura formalmente.

Busca orgânica é basicamente todos os esforços não-pagos para melhorar seus resultados de pesquisa orgânica. Ele leva em conta a forma como você escreve o seu conteúdo, a relevância do seu conteúdo para o assunto que você está trabalhando, e como seu site é configurado em relação as atuais melhores práticas de SEO.

Social inclui todos os seus compartilhamentos em nos canais sociais da sua empresa, bem como você torna o seu próprio conteúdo compartilhável. Tenha certeza de que todo o seu conteúdo é escrito da melhor forma para que maximize o compartilhamento social entre o seu público.

Como Aumentar a Promoção de Conteúdo Multicanal

2º Passo: Encontre conteúdo para promover

Ao decidir qual conteúdo você quer compartilhar para promove-lo, há três coisas que considerar.

Olhe os outros conteúdos que estão em execução em cada um dos canais de promoção: Qual conteúdo tem mais performance para você? O conteúdo é interessante e aborda um ponto importante para o seu público? O conteúdo já está sendo promovido?

3º Passo: Determine quais KPIs medir

Olhe para os principais indicadores de desempenho que são importantes para você e siga em frente. Embora cada empresa tenha seus prioriza indicadores, posso dizer que existem alguns KPIs que eu me concentro mais:

1.Tráfego

2.Taxa de cliques (CTR)

3.Taxas de conversão

4.Custo por lead em canais pagos

5.Dados específicos de cada canal

Claro, o KPI mais revelador será o número leads que se transformam em oportunidades reais, porque no final do dia você vai querer mostrar o ROI.

Ao definir esses KPIs, lembre-se que o sucesso não vai acontecer milagrosamente. Você precisa estabelecer um objetivo, manter o seu cronograma e definir pontos de controle para rastreá-lo ao longo do caminho.

4º Passo: Coordene seus esforços

Agora é a hora dos outros públicos da sua área, como eles irão implementar a promoção cruzada atual.

Como um profissional de marketing digital, meu primeiro passo é olhar para canais pagos e orgânicos e alinhar palavras-chave e temas-chave para me certificar de que obterei o maior retorno nas buscas orgânicas.

Grande parte do trabalho que você faz para resultados de buscas também pode ser aplicado à sua estratégia de mídia espontânea e press releases. Quando você escrever seus comunicados de imprensa, discursos para mídia e distribuir seu conteúdo, coloque os seus links mais relevantes para os resultados da pesquisa. Isso aumentará a descoberta do seu conteúdo.

5º Passo: Colete, atribua e analise

Com todo o trabalho duro feito em programas de cross-channel, você tem que ter certeza de que tudo pode ser monitorado de volta a seus KPIs.

Todas as nossas equipes de promoção de conteúdo trabalham unidas com a equipe de operações de marketing para determinar de onde a visibilidade e os leads estão vindo.

Embora possa ser difícil medir com precisão total a eficácia dos esforços de uma marca, o papel central que o nosso artigo recente Attribution Modeling’s Pivotal Role in Your Marketing Mix detalha as cinco maneiras que se pode fazer, mantendo uma quantidade razoável de precisão.

Quando você coloca todas as peças juntas, você pode fazer uma grande diferença no desempenho de seus programas de marketing.

Baixe Download Maximize the Reach of Your Message with a Multichannel Plan para aprender mais sobre a forma de maximize sua mensagem. Os cases e as melhores práticas descritas neste whitepaper irão ajudá-lo a identificar e alavancar os canais certos para alcançar sua audiência e seus objetivos.

Texto traduzido do post escrito por Micah Leibowitz no Blog Beyond PR, no dia 11 de novembro de 2015. Micah é Diretor Digital + Eventos de Marketing da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

4 Traços de um Grande Conteúdo Líder de Pensamento

Os consumidores estão quase se afogando em informação. Para qualquer problema, uma rápida pesquisa online traz milhares de resultados com soluções copiosas pregadas em uma interminável lista de fontes.

4 Traçõs de um Grande Conteúdo Líder de Pensamento

Se você investe em marketing de conteúdo, o seu objetivo é estar no topo dos resultados de buscas com a solução mais confiável. Você quer ser a opinião de especialistas que as pessoas procuram.

Você quer ser um líder de pensamento.

Líderes são mais do que apenas blogueiros, criadores de conteúdo ou especialistas em determinado assunto que se apresentam em eventos. Líderes de pensamento direcionam conversas e influenciam o mercado. (E sim, uma empresa pode ser um líder de pensamento).

A publicação de conteúdo de líderes de pensamento pode ser fundamental para o crescimento do seu negócio. No white paper Branding for Growth: A C-Level Strategy, Ken Wincko – VP Sênior de Marketing da PR Newswire – afirma: “Hoje você não chegará a lugar nenhum sem ter uma história única e convincente… O seu conteúdo precisa fornecer valor para o leitor, seja ele puro entretenimento ou solucionar um problema”.

Marcas que querem publicar conteúdo de liderança devem investir tempo e esforço significativo para criar conteúdo que ecoar entre seus clientes e seus concorrentes no mercado.

Então, como elevar o conteúdo para o próximo nível? Aqui estão quatro qualidades importantes encontradas em um grande conteúdo de líderes de pensamento.

INOVAÇÃO

Líderes de pensamento criam a notícia ao invés de simplesmente compartilha-la. Antes que você comece a vender a si mesmo ou a sua empresa como fonte especializada, você precisa ter conteúdo. As atividades bem-sucedidas da sua empresa e o que ela está fazendo será o melhor lugar para começar.

Sacudir as conversas de mercado, muitas vezes requer tentar algo novo, experimentando ou desenvolvendo uma nova metodologia e comprovando o sucesso de suas iniciativas. Se você tiver algum programa de sucesso encontre uma nova maneira de descrevê-lo isso poderá fornecer um olhar inovador em seu setor. O trabalho que sua empresa ou marca está fazendo é o que vai moldar sua história e será contado como conteúdo líder de pensamento.

INFORMAÇÃO

Depois de uma história, ou notícia do que você está criando, é preciso compartilhá-la. Antes de tudo, Content Marketing é sobre fornecer informações para o seu público-alvo ou base de clientes. O objetivo do seu conteúdo líder de pensamento deve ser: fornecer informações valiosas que irão responder as perguntas do seu público.

Escrever um post de blog e esperar que alguém o veja não é suficiente. O segredo para diferenciação de um conteúdo de alto nível é chegar várias pessoas quanto possível, por meio da criação de vários tipos de conteúdo em várias plataformas diferentes.

Publique apresentações no SlideShare, poste vídeos no Youtube e compartilhe em diferentes redes sociais. Envie um press release para direcionar o tráfego para seu blog ou em outro lugar que o seu conteúdo possa ser encontrado. Espalhar novidades, assim que possível, ajudará a estabelecer sua credibilidade, essa é a preparação para se tornar uma fonte procurada de informação e construir uma base de potenciais clientes.

INSTRUÇÃO

Um grande conteúdo líder de pensamento vai além do simples compartilhamento de informação: é de natureza consultiva, ajuda os outros para alcançar o sucesso. Ao elaborar conteúdo líder de pensamento, não se esqueça de se concentrar em ser um recurso útil para seus clientes, bem como seus concorrentes de mercado.

Esse tipo de conteúdo não é baseado em marketing e publicidade. E mesmo sendo contra intuitivo dar ideias de graça, o impacto positivo que isso terá sobre a reputação da sua empresa, vai valer a pena no final. Institua-se não só como um especialista, mas como um recurso útil e parceiro para sua rede gerará demanda por seus serviços.

INSPIRAÇÃO

Um grande conteúdo líder de pensamento é aquele que inspira. Como líder, você deve aproveitar a sua experiência e provocar uma mudança significativa em seu mercado por meio do conteúdo que você fornece. Não é suficiente ser inovador. Compartilhar ideias e ser útil não te fará um líder. Traga uma atitude positiva e determinação para criar impacto, e seu público começará a olhar a sua marca como uma líder de pensamento.

É difícil ensinar alguém a ser inspirador. Mas, encorajar a reflexão é um começo. Afinal, os líderes raramente são feitos, eles são escolhidos. Você pode aspirar ser um líder de pensamento, mas os consumidores do seu conteúdo serão responsáveis por te fazer um.

Ouça seu público, seja via monitoramento de redes sociais ou interações pessoais para determinar o que eles precisão no seu conteúdo para resolver um problema. Este tipo de engajamento não só garante sua estratégia de conteúdo, mas conecta o seu público tal forma que estabelecerá você como um recurso pensativo que vale a pena seguir.

Dê ao seu público uma razão para escolhê-lo como líder, e o resto acontecerá.

Última coisa para se lembrar: Liderar o pensamento é educar, e não diretamente vender seus produtos e serviços. Comunicar a liderança de pensamento pode colocar a sua empresa nos primeiros estágios da jornada de compra, gerando aumento de notoriedade de marca e fazendo você um especialista no seu setor.

Texto traduzido do post escrito por Danielle Capriato no Blog Beyond PR, no dia 14 de maio de 2015.

Danielle Capriato é Gerente de Comunicação Estratégica da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

O Melhor Horário para Enviar um Press Release

O Melhor Horário para Enviar um Press Release

Eu sou uma profissional RP por mais anos do que eu gostaria de lembrar. Vamos apenas dizer desde algum lugar entre a Revolução Industrial e a Evolução da Internet e por ai vai. Eu já vi muitas mudanças em nosso ofício durante esse tempo, mas a única constante parece ser o envio de press release às 8:00 AM.

Sendo esta uma das estações mais movimentadas sobre balanços financeiros do ano, parece pertinente discutir sobre este tema.

Para as empresas públicas, 08:00 AM faz sentido – notícias que influenciam as ações dos investidores é melhor quando enviada antes da abertura do mercado, ou depois que ele é fechado. Mas, por que as empresas privadas fazem a mesma coisa?

Tradição. Inércia. Zona De Conforto. Seja lá o que for que mantém você nessa rotina, talvez seja hora de mudar. Eis o porquê:

Volta ao dia.

Houve um tempo em que você precisava enviar o seu comunicado de imprensa por telex ou fax para redações no início da manhã. Secretários ou a equipe de ajudantes pegavam uma pilha de papéis que despejadas pelas máquinas durante a manhã, selecionavam, e em seguida colocavam nas mesas dos repórteres, analistas e editores responsáveis que então, filtravam o conteúdo, esperando algo para chamasse sua atenção.

O senso comum dizia que tudo que chegasse depois que o jornalista colocasse seu café da manhã na mesa seria ignorado até o dia seguinte.

Também diziam que enviar um release entre as oito em ponto e as oito e meia também aumentariam as chances de ele ser visto. Como eu disse, estou nisso há muito tempo…

A Internet mudou tudo isso.

O que temos agora é um congestionamento de notícias em horários de pico que podem resultar em seu comunicado passar despercebido. Com o foco em resultados de busca e engajamento, o foco é que o release seja notado além dos jornais. Blogueiros, freelancers e trade jornalistas consomem notícias diretamente agora, assim estão mais amarrados ao calendário editorial e dia do envio, do que a hora do envio.

Então, o que fazer?

Claro, se sua empresa ou cliente está cotada na bolsa, qualquer notícia financeira tradicionalmente é enviada antes do horário de abertura ou depois do horário de fechamento do mercado. Isso não limita empresas privadas, mas a maioria delas envia seus comunicados de imprensa ao mesmo tempo. Uma cliente me disse recentemente que ela sempre emitia na mesma hora porque creditava mais jornalistas estariam acompanhando e as chances de ser vista seriam maiores. Então, ela tentou enviar o release às 08h17 e ela atingiu jornalistas que ela nunca tinha atingido antes.

O Melhor Horário para Enviar um Press Release

Você pode se beneficiar com emissões entre as oito em ponto e as oito e meia se o seu principal target está for agências de notícia (wire) e jornais, e se você for uma grande marca. Caso contrário, se você representa uma empresa pequena, uma nova marca ou seu objetivo é alcançar os trade jornalistas, revistas de negócios, blogueiros ou ter visibilidade online onde palavras chave são mais importantes, você pode escolher horários não tradicionais para enviar seu comunicado de imprensa – 8:11 AM, 7:24 AM e assim por diante. São alguns minutos que podem fazer toda diferença.

Isso funciona em todos os lugares?

Isso funciona no mundo todo. Que eu saiba, nenhum país exige que a sua mensagem seja enviada precisamente em uma hora específica, minuto e segundo. Você determina um intervalo de horas, que permita um pouco de flexibilidade.

Enviar um release para o exterior de manhãzinha ou tarde da noite, na hora local, não gerará o tipo de engajamento que a maioria dos comunicadores precisam.

Você quer que as suas notícias cheguem aos computadores e dispositivos mobile na hora em que os jornalistas estão trabalhando. Nossa cultura é única onde trabalhamos 24h por dia. A maioria dos jornalistas começam a trabalhar as 9 horas da manhã, e levam alguns minutos para beber seu café, iniciar seu computador e se acomodar. O melhor horário para um press release ser enviado é após às 09h15 e antes das 09h30, se você está querendo sucesso logo cedo.

Dica: Não envie um release para distribuição após às 16h00 (hora local) – os jornalistas estarão escrevendo freneticamente na esperança de acabar logo o trabalho.

Texto foi traduzido do post escrito por Colleen Pizarev no Blog Beyond PR, no dia 23 de abril de 2015.

Colleen Pizarev é vice-presidente de Communications Strategies in International Services da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

10 Erros Terríveis que Novos Blogueiros Cometem

10 Erros Terriveis de Blogueiros Quando você começar a blogar, não é difícil se envolver com as novidades.  É quando os erros são mais prováveis de acontecer. Aqui estão 10 itens que devem ser evitados por todo novo blogueiro.

1) Seus posts são muito difíceis de entender.

Mesmo os temas mais sofisticados podem ser quebrados e simplificados. Seu objetivo como blogueiro é trabalhar a favor da leitura. Cada frase deve fluir naturalmente, sem confusão ou interrupção. Blogar não é uma oportunidade de mostrar suas habilidades de alto vocabulário – guarde isso para jogar palavras cruzadas! Se for inevitável o uso de termos menos conhecidos, tente usar imagens. Nós somos criaturas visuais. Às vezes temos que ver fotos, mapas e gráficos para entender alguns conceitos. Se você não é muito um especialista gráfico, confira as 14 Ferramentas Incríveis de Design para Blogs. A minha favorita é a Canva.

2) Você não investe tempo suficiente para edição.

Não ter o tempo para editar é mais óbvio, mas esquecer disso é um erro que um blogueiro comete. Erros gramaticais e ortográficos muitas vezes contribuem para a falta de fluidez de textos e posts do blog. Não deixe que a preguiça acabe com seu conteúdo. Faça verificação ortográfica e releia o seu post várias vezes. Ajuda se você tiver alguém para lê-lo antes de você pressionar o “botão publicar”. Como para um escritor, gramática e edição pobre diminuem a sua credibilidade.

3) Seus posts são difíceis de serem lidos visualmente.

Às vezes, você pode escrever um conteúdo incrível, mas sua escolha de design precário perde leitores. Aqui tem um checklist simples para você. Verifique se o seu blog tem:

  • Fontes fáceis de ler.
  • Fontes não muito pequenas ou muito grandes.
  • Espaço entre os parágrafos.
  • Texto alinhado à esquerda (nem centralizado, nem justificado).
  • Bullets e listas numéricas.
  • Fontes coloridas adequadamente (padrão: texto preto e fundo branco).

4) Suas imagens precisam de ajuda.

Tente usar sempre imagens de alta resolução. Elas não só são mais agradáveis para os olhos, como também oferecem um senso de profissionalismo. Quanto mais credibilidade seu blog tiver, mais os leitores vão confiar em lê-lo. O mais importante para imagens: certifique-se que você está redimensionando corretamente suas imagens. Não as distorça. Precisa de arquivos multimídia para o seu blog? Aprenda como usar o PR Newswire for Journalists, galeria multimídia para encontrar e baixar milhares de fotos e vídeos.

5) Seu blog tem um player de música automático.

Nada é pior do que tropeçar em um site, e ao final do carregamento da página, começa uma música irritante. O que já foi popular durante a “Era Myspace” foi extinto. Além disso, os players de música pode fazer a sua página ficar lenta, afastar os leitores de continuar em seu site. Livre-se dos auto-plays, e se for necessário insira links embed de sites como o SoundCloud ou YouTube, que permitem que aos leitores reproduzir a mídia quando quiser.

6) Seu blog é muito egocêntrico.

Sim, seu blog deve mostrar a sua personalidade e compartilhar suas experiências – mas somente se ele vai beneficiar o leitor. Seu blog não é um reality show. A dura realidade é que, a menos que você seja uma celebridade, incrivelmente divertido ou alguém disposto a divulgar toda a sua vida sem inibição, ninguém vai se preocupar com a sua vida pessoal, a não ser seus amigos mais próximos. Use suas experiências apenas para melhorar a sua mensagem. A maioria dos seus leitores não quer saber nada sobre você, a menos que os beneficie de alguma forma. Lembre-se: Seu blog deve ser sobre o seu leitor! Tente reconhecer outros blogueiros também. Aproveite o tempo livre para atender seus leitores aqui e ali com brindes, pesquisas e entrevistas, agradecimentos, comentando de volta, etc.

7) Há muita quantidade, e não qualidade suficiente.

Não sature seus leitores com posts inúteis, especialmente para fins de SEO. Claro que você segue uma programação, mas a pior coisa que você pode fazer com um leitor é desperdiçar o seu tempo com “groselha”. Simples assim.

8) Você não presta atenção no seu público leitor.

Saiba para quem você está escrevendo e o entenda, ele pode até mudar. Sempre preste atenção em quem está lendo o seu blog, quem está comentando, etc. Por exemplo, você começou o seu blog com foco no público em geral, mas pode perceber que os leitores estão sendo atraídos para temas específicos. Talvez você prefira se concentrar nesses temas.

9) Seus títulos são chatos.

Títulos são a primeira coisa que os leitores veem em todas as plataformas de mídia social. Faça valer a pena! São as primeiras impressões sobre o seu conteúdo. Desenhe seus leitores em travando seu interesse. Use títulos criativos, mas, ao mesmo tempo deixar claro que você está oferecendo. Conquiste seu público pelo interesse deles. Use títulos criativos, mas ao mesmo tempo deixe claro o que você tem a oferecer.

10) Não espere visitantes.

Seus primeiros posts foram um sucesso – ótimo! E agora? Um erro comum entre novos blogueiros é ficar esperando que seus leitores virem visitantes regulares. A segunda parte de blogar implica em promover o seu blog. Os leitores em toda internet e nas mídias sociais são preguiçosos. Eles odeiam ter esforço para visitar sites – eles têm que tropeçar com eles em algum lugar que frequentam. Publique seus posts de blog em diferentes plataformas de mídia social – Twitter, Facebook, Pinterest, etc.

Sem “encontrabilidade”, a maioria das pessoas não vai saber que você escreveu um novo post. Espalhe seus posts sempre que puder, mas ao mesmo tempo não seja irritante. É ótimo promover seu blog dentro de redes orientadas, como grupos em redes sociais, fóruns, eventos de blogs, etc.

Saiba mais sobre estratégias e ferramentas para promover o seu blog na 2ª parte do nosso Webinar #BlogTips.

10 Erros Terriveis de Blogueiros

Confira no dia 07 de Maio às 12h00 (horário de Brasilia), onde vamos falar sobre:

  • Como aproveitar melhor o seu tempo nas mídias sociais.
  • Dicas para posicionar o conteúdo do seu blog e promover o seu conhecimento.
  • E-mail marketing e outros canais de distribuição para aumentar a audiência de seu blog.

Para participar Registre-se aqui!
Tweet ao vivo conosco nesse dia usando a hashtag #blogtips.

Texto foi traduzido do post escrito por Melissa Ibarra no Blog Beyond Bylines, no dia 16 de abril de 2015.

Melissa Ibarra é Especialista de Serviços para Comunidades Online (ProfNet) na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire