Press Release – Como Escrever Títulos Curtos e Atraentes

Press Release – Como Escrever Títulos Curtos e Atraentes

Escrever um título de press release que seja conciso e informativo não é fácil. Pode ser tentador descrever toda a sua mensagem nesse espaço, mas títulos muito longos podem sobrecarregar os leitores e comprometer o interesse do público.

Se o seu título não prender a atenção do seu público, seu press release não será lido.

Títulos curtos são melhores por algumas razões: Mais fáceis de entender quando aparecem no feed de notícias e pré-formatados para dispositivos móveis.

Além disso, quanto mais curto o título, melhor as chances de seu press release ser compartilhado e lido por inteiro pelo público. Nosso SlideShare How to Write Press Releases aponta duas regras básicas para o tamanho de títulos:

  • Mantenha-o até 110 caracteres para que seja facilmente compartilhado.
  • Inclua as informações mais importantes nos primeiros 65 caracteres (incluindo espaços), é o tamanho aproximado para a indexação/exibição no Google.

Isto pode parecer simples, mas o título pode dobrar de comprimento ao tentar acompanhar diretrizes de marca. Como incluir nomes de empresas, produtos e outras informações.

A próxima vez que você escrever um comunicado à imprensa, considere estas cinco dicas e exemplos para manter o seu título curto e atraente.

1. Utilize subtítulos. 

Títulos longos e complicados são difíceis de entender, e sua mensagem pode se perder entre os leitores se tiver muitos detalhes. Concentre-se em ser sucinto e utilizar subtítulos para fornecer mais informações e contexto.

Título Antes: XYZ Corporation, uma empresa de tecnologia, parceira da marca ABC, líder em produtos eletrônicos, se unem na ConsumerTech 2016 para lançar fones de ouvido wifi

Título Depois: XYZ Corp e a Marca ABC lançam Fones de Ouvido Wifi

Novo Subtítulo: Visite o estande #720 da XYZ na ConsumerTech 2016

O leitor ainda vê os pontos principais da história com menos palavras e em linguagem concisa.

The Buyer 2.0 Content Strategy Checklist

2. Evite palavras que não sejam essenciais.

Releia e corte todas as palavras que puder em seu título, como adjetivos, artigos ou até mesmo partes inteiras. Substitua conjunções por pontuação, dessa forma seu público ainda pode ver o título e entender seu significado.

Título Antes: Empresa XYZ compartilha os melhores destino de viagem para família no verão e dicas para viajar com crianças

Título Depois: Os melhores destinos de verão para famílias

Novo Subtítulo: XYZ compartilha dicas para viajar com crianças

Eliminar aquilo que é desnecessário reduz a desordem. Se o texto estivesse em inglês, por exemplo, a palavra “children” poderia ser substituída por “kids”.

3. Diminua o tamanho das palavras.

Substitua palavras por abreviações conhecidas (Corp. para Corporation), siglas (etc para etcetera, IPO para Oferta Pública Inicial), números (trezentos por 300) e símbolos ($,%, etc.), podem economizar caracteres preciosos e ainda transmitir com clareza a mensagem.

Título Antes: Os dez melhores lugares para comer por menos de dez dólares em Los Angeles de acordo com a Empresa XYZ

Título Depois: XYZ Corp: 10 melhores restaurantes por menos de US$ 10 em LA

Tenha em mente que muitas siglas e abreviações no mesmo título podem causar confusão. Use-as onde for mais apropriado e veja se elas serão compreendidas facilmente.

4. Minimize o exagero.

Os motores de busca favorecem o “human-friendly content” que usa a linguagem natural com o mínimo de jargões. Evite colocar muitas palavras-chave em seu título ou expressões e termos de mercado. Não seja muito vago para as pessoas fora do seu público-alvo.

Título Antes: Social Media é mamão com açúcar para proprietários de PMEs que usam a Plataforma de Marketing da XYZ

Título Depois: Pequenas empresas: XYZ oferece ferramentas para Mídia Social

5. Faça testes. Use o que funciona.

Tente variar as informações em qualidade e quantidade em seus títulos de press release. Por exemplo, se você está escrevendo para um público segmentado, use termos e linguagem desse mercado para tentar gerar engajamento. Analise seus relatórios de distribuição e veja quais títulos geraram mais interesse do seu público. Em seguida, ajuste os próximos de acordo com os seus objetivos.

Conte cada letra para diminuir o tamanho do seu título. Se você quer conectar leitores à história do seu press release, é preciso dar uma boa razão para eles clicarem.

Baixe o The Buyer 2.0 Content Strategy Checklist para mais dicas que o ajudarão a escrever e distribuir conteúdo que conecta seu público.

Texto traduzido do Blog Beyond PR, publicado por Erica Crist no dia 14 de julho de 2016. Erica é Senior Customer Content Specialist na PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Como Fazer – Press Release, Melhores Práticas e SlideShare

O noticiário é cheio de histórias que estão competindo por atenção e cliques dos leitores. Política, clima, placar de jogos, resultados trimestrais, as últimas novidades de entretenimento – sua notícia está competindo contra todo o conteúdo da internet, não apenas com as notícias de seus concorrentes ou do seu mercado.

Como Fazer - Press Releases, Melhores Práticas e SlideShare

Como ter certeza de que a sua história irá se sobressair a esse ruído e fica frente a frente com o público certo se há tanta concorrência pela atenção?

Mesmo com tantos tipos e necessidades diferentes, todos os press releases têm uma coisa em comum: Eles precisam ser envolventes.

Se você quiser que o seu comunicado de imprensa seja descoberto – nos buscadores, por jornalistas, clientes ou investidores – todo o processo precisa ser focado em fornecer uma experiência envolvente para o seu público.

Por experiência própria, uma foto atraente, título interessante ou uma forte distribuição não salvará um press release que tenha descuidado do planejamento e feito de outra forma. Do começo ao fim, seja rigoroso e consistente.

Os quatro passos seguintes ajudarão a fazer de um press release que se sobressaia a desordem e crie uma impressão duradoura.

  1. Como seu Press Release se Encaixa ao Público

Seu público não é uma multidão sem rosto e sem nome. Eles são os clientes, jornalistas e analistas. O que eles estão comprando? O que eles estão compartilhando? O que eles estão escrevendo? Use esta visão para criar um press release que preencha essas necessidades.

Entender o seu público-alvo também vai ajudá-lo a identificar a melhor maneira de alcançá-lo. Determinando a forma de distribuição mais adequada – se ela for ampla, escolha um circuito de interesse geral. Caso seja mais segmentada, veja opções de nicho – que coloque sua notícia frente a frente com as pessoas interessadas nela.

 

  1. A História mais Relevante

Um clickbait sensacional ao lado (“Essa mulher viu um gatinho na estrada. Você não vai ACREDITAR o que aconteceu depois!”), seu release deve apresentar a informação mais importante que responde ao “e daí?” dos jornalistas e dá aos seus clientes algo para morder a isca.

Provavelmente haverá várias maneiras de responder ao “e daí?” do seu press release. Mas, você precisa escolher o que vai repercutir mais. A melhor história é aquela que não só desperta o interesse de seu público, mas os mantém lendo e os leva a agir.

Este engajamento é essencial para o seu press release ser descoberto. Quando o público se envolve com o conteúdo, ele sinaliza aos motores de busca que a história é de alta qualidade. O que significa que o seu comunicado de imprensa é o conteúdo certo para as pessoas e recebe uma colocação mais elevada na SERP.

  1. Recursos Visuais e Ativos de Conteúdo

Pense em seus próprios hábitos de consumo de conteúdo. Qual história você está mais propenso a clicar: Aquela com imagens ou sem?

Imagens e outros recursos visuais são conhecidos por aumentar as visualizações on-line e dar um empurrãozinho com a mídia noticiosa tradicional. Não é segredo que elas são importantes para conseguir e manter a atenção do leitor.

No entanto, além de fotos, gráficos e vídeos, considere quaisquer outros ativos de conteúdo, tais como relatórios de pesquisa, demonstrações de produtos, ou whitepapers que complementam o press release – demostram a sua autoridade, e impulsionam o público a explorar a história da sua marca ainda mais.

  1. Formato de Conteúdo Consumido pelo Público

Depois de saber quais ativos irão compor o press release, você deve se concentrar em como ele será embalado. Considere as seguintes melhores práticas quando for formatar seu conteúdo:

  • Mantenha seu título curto, mas informativo. Google exibe os primeiros 65 caracteres (incluindo espaços). Coloque as informações mais importantes na frente.
  • Use um bom subtítulo para fornecer contexto adicional. Os buscadores indexam uma descrição também. Aproveite para dar aos leitores uma razão para clicar.
  • Inclua um call-to-action é fundamental no início do comunicado e use o link completo em vez do texto âncora.
  • Facilite a leitura do público. Inclua subtítulos e citações de pessoas que se destaquem no texto. Dessa forma seu conteúdo não ficará cansativo para os leitores.
  • Otimize seu texto e recursos visuais para que eles sejam fáceis de compartilhar. Crie gráficos adaptados às redes sociais que redirecionem para seus canais próprios.

A última peça do quebra-cabeça de imprensa é mensurar o sucesso das diferentes táticas testadas. Embora as dicas acima sejam as melhores práticas comprovadas, algumas podem funcionar melhor do que outras, dependendo do seu público.

Avoid the Numbers Trap

Reveja e compare diferentes elementos multimídia, formatação e ângulos das histórias. Provavelmente você identificará oportunidade que podem ser ajustadas para futuras comunicações.

Baixe o nosso whitepaper Avoid the Numbers Trap para aprender a encontrar sentido em seus relatórios. Ao adaptar continuamente a sua estratégia e análise, você conseguirá muito mais para o seu budget e ROI.

Você também pode acessar o nosso amigo SlideShare para mais dicas sobre como criar press releases que se sobressaem ao ruído do ciclo de notícias de 24 horas.

Texto traduzido do post escrito por Catherine Spicer no Blog Beyond PR, no dia 10 de novembro de 2015. Catherine é Gerente de Customer Content Services da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Top 10: Dicas para Formatar seu Press Release

Press ReleaseVocê escreveu um press release que simplesmente não funcionou tão bem quanto você esperava? Você tinha um ótimo conteúdo, links excelentes, e um trecho com um grande ângulo, mas só recebeu poucos click-throughs para o seu site? Então, provavelmente não foi o seu conteúdo que resultou em um fraco desempenho, mas sua formatação.

Eu recebo muitos pedidos de profissionais de Relações Públicas sobre um check-list ou uma planilha com as melhores práticas para a formatação de comunicados de imprensa. Essa é uma tarefa difícil, porque há muitas diferenças entre as publicações da indústria – produtos, anúncios corporativos, e campanhas de marketing de conteúdo todas requerem diferentes acabamentos. No entanto, existem algumas dicas gerais que ajudarão o seu press release a conquistar mais visibilidade on-line:

1. Escreva um título twitável. Mantenha-o sob 140 caracteres, com as informações mais importantes nos primeiros 65 caracteres. Você pode incluir mais informações no subtítulo, que também será totalmente indexado pelo Google e outros motores de busca.

2. Evite o uso de jargões, e deixe a descrição da empresa para o boilerplate. Inicie bem com o principal objetivo do release. É importante para conectar os leitores rapidamente, e jargões não fazem um link convincente.

3. Inclua um call-to-action no primeiro ou no segundo parágrafo. Estudos apontam que o melhor lugar para o engajamento de um call-to-action está abaixo do primeiro parágrafo em uma linha independente. Além disso, inclui-lo tão perto do topo do seu conteúdo vai proporciona-lo melhor visibilidade.

4. O call-to-action precisa ser um elo natural, não descontextualizado. Isso ajudará a manter o link intacto quando seu lançamento é distribuído e publicado on-line.

5. Inclua links, mas não muitos. É importante limitar a não mais de três (3) links em um comunicado de imprensa de um único cliente. Se for um comunicado conjunto com outra empresa, quatro (4) links são suficientes. Mais que isso, prejudicará a sua visibilidade.

6. Use cada link exclusivo apenas uma vez. Você pode conectar-se a várias páginas, mas o uso repetido de um link para o mesmo site prejudicará o seu SEO. O texto âncora não vai enganar os buscadores, você ainda será sinalizado.

7. Use listas com marcadores (bullet points) para ajudar os leitores a encontrarem facilmente e visualizarem o seu conteúdo. Estas listas também ajudam a chamar a atenção para as informações mais importantes.

8. Não abuse das palavras-chave. Tenha um cuidado especial quando o nome da empresa é integrado em um nome de produto. Isso vai ser pego pelos buscadores, e seu conteúdo pode ser marcado como de baixa qualidade.

9. Use negrito com moderação em seu comunicado para destacar frases-chave, e para chamar a atenção ao longo do seu conteúdo.

10. Incorpore citações. Uma boa citação pode aumentar a vida útil da sua mensagem. Você pode destacar o nome e o título de qualquer executivo para chamar a atenção para a presença de comentários.

Escrever um press release pode parecer complicado, e existem peculiaridades, dependendo da sua indústria, que mudam as melhores práticas. Esta lista é um bom começo para a criação de um bom conteúdo otimizado. Há mais coisas que você pode fazer para aumentar a sua visibilidade online, dependendo do seu setor de atividade, bem como a natureza da sua divulgação. A PR Newswire pode ajudá-lo com qualquer dúvida que você possa ter. Nos conte como podemos ajudar.

Texto foi traduzido do post escrito por Colleen Pizarev no Blog Beyond PR, no dia 02 de abril de 2015.

Colleen Pizarev é vice-presidente de Communications Strategies in International Services da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

8 Regras para Escrever um Press Release de Sucesso

O press release evoluiu muito ao longo dos últimos 20 anos. Desde o advento do mundo on-line ele já não é apenas do domínio dos jornalistas, mas também dos consumidores que estão à procura de fontes confiáveis de dados para garantir suas decisões de compra.

8 Regras para Escrever um Press Release de Sucesso

Essas dicas e orientações são projetadas para ajudá-lo a alcançar os diversos públicos ou personas que são importantes para a sua marca, desde a mídia para blogueiros até o consumidor final.

#1. Conduza o público com histórias, e não com marcas. Os press releases de hoje são o início do processo de storytelling para as marcas. A história é o mais importante. Crie interesse com a história, que a marca aparecerá.

#2. Títulos devem ser curtos – menos que 120 caracteres (contando os espaços). O conteúdo mais importante deve estar nos primeiros 65 caracteres, contando os espaços.

#3. Direcione com o “Porque”Porque esse conteúdo é importante para o público? Porque esse conteúdo é pertinente? Direcionar com o porque estimula as marcas para levar a história que está sendo contada em primeiro lugar, e em seguida, os elementos da marca. Vale lembrar que, se o porque na história é a própria marca, então trabalhe isso.

#4. Use Subtítulos – Subtítulos agregam valor e contexto adicional para o título e permitem a manchete principal ser mais curta.

#5. Use Multimídia, como fotos, vídeos e gráficos. Conteúdo multimídia aumenta a visibilidade e o engajamento com o conteúdo. Também contribui para o conteúdo será usado pela mídia / blogueiros. Multimídia também dá ao conteúdo mais “descobertabilidade” por um longo período de tempo.

#6. Restrinja o uso entre 1-3 hyperlinks por press release. Uso restrito de links ajuda a visibilidade de busca porque fazem todos os links serem usados com mais relevância. Relevância é a chave para bons links. Pergunte a si mesmo: Esse link realmente agrega valor para o leitor e o leva no sentido propósito da distribuição?

#7. Não crie press releases que são blocos de parágrafos. Uma nota de imprensa deve ser lida quase como um bom e-mail. Use negrito, bullet points, e outras ferramentas para tornar o conteúdo fácil de ler e de visualização rápida.

#8. Tenha um call to action. Certifique-se de direcionar o público para um local onde você quer que ele vá. Esse plano de ação deve ser nos primeiros três parágrafos do conteúdo.

Este texto foi traduzido do post escrito por Michael Pranikoff no Blog Beyond PR, no dia 17 de fevereiro de 2015.

Michael Pranikoff é Diretor Global da PR Newswire para Mídias Emergentes.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire