Benchmark: 10 Perguntas para tirar o Máximo da Mensuração


Mídia social. Aplicativos mobile de notícias. Televisão. Publicações impressas. A lista de mídia que as pessoas usam agora para acessar informação é vasta e aumenta toda hora.

Benchmark: 10 Perguntas para tirar o Máximo da Mensuração

Ao mensurar os frutos do seu trabalho na mídia espontânea, você está fazendo o que deveria?

Tradicionalmente, os profissionais de RP olhariam para os grandes números. Perguntas comuns utilizadas: “Quantas pessoas visualizaram esse pedaço de mídia espontânea?” e “Como posso mostrar uma ligação direta entre este aumento na captação de mídia e o aumento na receita?”

No entanto, líderes de mercado em mensuração já perceberam que, quando se trata de benchmarks de mídia espontânea, nem sempre o volume importa.

Trata-se de impacto.

Qualidade na mídia espontânea é melhor que quantidade.

Antes a mensuração de cobertura da mídia era feita manualmente, o termo “impressões” foi criado para definir a forma como os leitores viram ou interagiram com um pedaço de conteúdo – ou seja, a “impressão” que fez.

Supunha-se que quanto maior o número de impressões, mais bem-sucedida a campanha, evento ou história.

No entanto, o acesso as mais avançadas e automatizados ferramentas de análise – bem como mudanças no comportamento do consumidor – provocou uma mudança nas melhores práticas de mensuração.

se-co-4-1-3p-proving-it-press-release-performance1

Se você quiser engajar os consumidores da nova geração com sucesso, qualidade de divulgação – atingir o público nas plataformas em que procuram informação – é o que importa.

Por exemplo, imagine que você é analista de marketing de um hostel voltado para os millennials, e uma Revista de Casa e Jardim popular menciona o hotel em uma de suas colunas.

Mesmo que o público do colunista seja enorme, o seu hostel não é necessariamente relevante para os interesses do público. Talvez a audiência do colunista seja mais velha ou prefira alojamentos mais tradicionais.

Enquanto você argumenta que o número de impressões geradas para o hostel por esse colunista é grande, elas provavelmente não vão resultar em mais negócios.

Por outro lado, o convidado no The Tonight Show Starring, Jimmy Fallon faz um comentário brilhante sobre seu hostel quando questionado sobre uma viagem recente. Sabendo que Jimmy Fallon é popular com seu público-alvo, você poderia considerar isso como mídia espontânea e elevar sua qualidade.

Os sites de notícias, mídia social, de entretenimento são lugares onde seus clientes sofrem influência para suas futuras decisões sobre o que assistir, o que fazer e o que comprar. Impulsione a ação em seu público, alcançando-o onde ele está à procura de informação.

Reavalie seus benchmarks de PR pela qualidade.

Para determinar se os esforços de Relações Públicas e de Marketing estão realmente impulsionando mudanças (e mostrar o quão longe a sua marca chegou devido aos seus esforços), olhe para os seus benchmarks atuais e decida se eles ainda entregam a inteligência que você precisa.

Benchmark: 10 Perguntas para tirar o Máximo da Mensuração

Antes de lançar um programa de conteúdo, campanha de produto, ou o anunciar notícias importantes, olhe para suas divulgações anteriores e pergunte a si mesmo estas dez perguntas. As respostas vão te ajudar a entender onde você está agora e as referências você deve definir para o futuro.

Impacto da cobertura da mídia

  1. Qual o percentual de mídia espontânea conquistado no veículo de seu interesse?
  2. Quantas mensagens corporativas importantes foram cobertas (crescimento, sustentabilidade, etc.)?
  3. Qual foi o tom da cobertura? (Ex: Qual o percentual de mídia que cobriu a sua marca de uma forma positiva, neutra ou negativa?)
  4. Quanto de tráfego a mídia espontânea gerou para os canais próprios de mídia da sua empresa?

Você pode ser mais eficaz em demonstrar o ROI ao alinhar seus benchmarks com seus objetivos empresariais e de PR.

Característica da cobertura nas principais publicações

  1. Qual o percentual de cobertura da mídia nas maiores publicações com reportagens?
  2. Qual o percentual da cobertura da mídia não passou de uma pequena menção?

Comparar as características de cobertura e meios de comunicação apenas o mencionam, te ajudará a entender se suas histórias realmente aparecem nos meios de comunicação. Se os veículos de comunicação considerarem suas novidades boas o suficiente para falarem sobre elas, claramente há relevância com o público.

Mídia espontânea a partir de Press Release

  1. Quanto da cobertura podem estar diretamente ligada aos press releases que você enviou?
  2. Quais das principias mensagens em seus press releases foram incluídas na cobertura da mídia?

Identificar quais press releases funcionaram melhor pode ajudar a determinar onde existem oportunidades para melhorar.

Share of voice

  1. Como a quantidade e qualidade da cobertura da mídia pode ser comparada entre as unidades de negócios internos, departamentos, etc.?
  2. Como tudo isso se compara com a cobertura da mídia de seus concorrentes?

Share of voice – ou o percentual de cobertura total da mídia que você recebeu – pode te dar uma visão sobre quais áreas do seu negócio estão prosperando e quais têm espaço para crescer. Por outro lado, se você está se comparando com seus concorrentes, você verá rapidamente quem está à frente.

Maximize o impacto com os seus novos padrões.

Depois de ter respondido às perguntas acima, você está pronto para começar a efetuar as mudanças onde elas forem necessárias. Minha recomendação é começar com uma área que você não está muito feliz com um teste A / B de diferentes táticas de otimização.

Por exemplo, digamos que você gostaria de melhorar os resultados obtidos na mídia com press releases.

Para mensuração, escreva e distribua algumas versões um pouco diferentes. Quão atrativo é o seu título? Você já perdeu um setor importante de mídia na distribuição selecionada? Você está compartilhando suas novidades na melhor hora do dia ou do ano?

Quando você ajustar as variáveis do press releases, faça outra mensuração da na mídia espontânea e você provavelmente verá uma bela diferença.

Graças as sofisticadas ferramentas de hoje e dos dados avançados, os profissionais de RP têm uma visão muito mais clara dos resultados de como seus esforços estão gerando receitas. Para mais melhores práticas de mensuração, faça o download do nosso whitepaper Proving It: Going from Press Release Performance to Measuring Brand Perceptions.

Texto traduzido do post escrito por Rachael Dolan no Blog Beyond PR, no dia 09 de fevereiro de 2016. Rachael é Gerente de Análise de Mídia.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s