Como As Redes Sociais Estão Mudado seu Cérebro


Como os sites de mídias sociais estão sendo utilizados por 1/3 da população mundial, eles tem claramente grande influência sobre a sociedade. Mas o que dizer sobre nosso corpo?  Aqui estão cinco “ideias loucas” sobre como as mídias sociais e a internet estão afetando seu cérebro agora mesmo!5 Estudos que Comprovam Como As Redes Sociais Estão Mudado seu Cérebro

Mídias Sociais_Drogas: Como As Redes Sociais Estão Mudado seu CérebroIDEIA LOUCA #1.  Não é possível fazer logoff? Surpreendentemente, 5-10% dos usuários de internet são incapazes de controlar a quantidade de tempo que passam online. Apesar de ser uma dependência psicológica e não uma dependência por substâncias químicas, exames cerebrais dessas pessoas mostram uma deficiência semelhante nas mesmas regiões cerebrais de pessoas dependentes de drogas. Especificamente, há uma degradação clara de substância branca nas regiões que controlam o processamento emocional, atenção e tomada de decisão. Porque a mídia social oferece recompensas imediatas com pouco esforço. Seu cérebro começa a reconectar, fazendo você desejar esses estímulos. E você começa querer mais desse estimulo neurológico depois de cada interação. Parece um pouco com uma droga, certo?

Mídias Socias_Multitarefa: Como As Redes Sociais Estão Mudado seu CérebroIDEIA LOUCA #2.  Vemos também consequências quando olhamos para as “pessoas multitarefas”. Você pode pensar que aqueles que usam as mídias sociais ou constantemente alternam entre trabalho e sites são melhores em multitarefas. Mas estudos descobriram que quando se comparam os viciados em mídia sociais com outros, eles tiveram um desempenho muito pior durante os testes de alternância de tarefas. Quanto mais multitarefas online maior a redução da capacidade cerebral para filtrar interferências, e pode tornar mais difícil para o cérebro reter informações na memória.

Mídias Sociais_Sindrome da Vibração Fantasma: Como As Redes Sociais Estão Mudado seu CérebroIDEIA LOUCA #3.  Como quando o telefone vibra no meio de um trabalho. Ou esperar … ele vibrou mesmo? A Síndrome da Vibração Fantasma é um fenômeno psicológico relativamente novo, onde você sente o seu telefone vibrar, quando na verdade isso não acontece. Em um estudo, 89% dos indivíduos entrevistados, disseram que isso aconteceu com eles pelo menos uma vez a cada duas semanas. Parece que nossos cérebros agora entendem uma simples coceira como sendo uma vibração real do nosso telefone. Tão louco quanto parece, a tecnologia começou a ativar nosso sistema nervoso – e os nossos cérebros estão sendo acionados de forma nunca vista na história.

Mídias Sociais_Dopamina: Como As Redes Sociais Estão Mudado seu CérebroIDEIA LOUCA #4.  As Mídias Sociais também desencadeia a liberação de dopamina – uma sensação química boa. Usando exames de ressonância magnética, os cientistas descobriram que os centros de recompensa no cérebro das pessoas são muito mais ativos quando eles estão falando sobre os seus si mesmas, diferente de quando ouve os outros. Isso não nos surpreende – todos nós amamos falar de nós mesmos né? Enquanto 30 – 40% das conversas “cara a cara” se desenvolvam em torno de nossas próprias experiências,  esse número chega aos 80% na comunicação feita em mídias sociais. A mesma parte do cérebro relacionada com o orgasmo, motivação e amor é estimulada pelo uso de mídias sociais – e, mais ainda, quando você sabe que tem uma audiência. Nosso corpo é fisiologicamente recompensado quando falamos de nós mesmos online!

Mídias Sociais_Relacionamentos: Como As Redes Sociais Estão Mudado seu CérebroIDEIA LOUCA #5.  Mas nem tudo é sobre auto envolvimento. De fato, estudos sobre os relacionamentos descobriram que os parceiros tendem a gostar mais um do outro quando se conhecem pela internet, ao invés de pessoalmente. Pode ser por que as pessoas estão mais anônimas ou talvez por serem mais claras sobre seus objetivos futuros. Nesse caso há um aumento estatístico de casais de sucesso que se conheceram online.  Enquanto a internet mudou nossa comunicação verbal, aproximou os casais que estão separados de forma física e que querem realmente estar mais próximos.

Traduzido e adaptado por Victor Melo, Analista de Comunicação Corporativa LatAm
PR Newswire

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s