Preserve a Visibilidade da sua Marca nas Redes Sociais


Safeguarding Brand Visibility on Social Networks

Facebook, Twitter e LinkedIn são empresas de capital aberto e, como tal, seus objetivos principais são o retorno de lucros aos acionistas e não impulsionar a visibilidade para as marcas que construíram presenças nas suas plataformas.  Não é segredo que as redes sociais batalham para tornar os sites úteis e atraentes para os usuários, empregando algoritmos para apresentar conteúdos que mobilizarão os públicos e os manterão no site por mais tempo (expondo-os, assim, a mais publicidade).  As notícias recentes sobre o experimento do Facebook na manipulação das emoções dos usuários, com o controle do que eles veem nos feeds de notícia, é surpreendente para alguns, mas a realidade é esta: as marcas que representamos não detêm o controle das presenças sociais e, embora não haja dúvida que a mídia social seja um meio de comunicações poderoso, os comunicadores estão à mercê das empresas de rede social e aos deveres de lealdade com os respectivos acionistas.

Leia também:

Organic_Reach_Posts_Facebook

Mudanças no alcance orgânico das postagens no Facebook – Via Moz.com

As empresas de rede social podem fazer (e têm feito) mudanças significativas nas plataformas, aumentando e diminuindo a visibilidade das marcas, aparentemente num piscar de olhos. Consequentemente, exceto pelas marcas que desejam fazer investimentos pesados em publicidade, a visibilidade através das redes sociais pode ser imprevisível.

Aqui estão quatro formas para as marcas protegerem a visibilidade online e estabelecer presença nas redes sociais.

Torne seu website ou blog o centro do universo de conteúdo. Ao invés de usar as plataformas sociais como o local de armazenamento primário do conteúdo que sua marca produz, concentre os ativos principais em canais que a marca controla.

 

Use as redes sociais para construir conscientização e engajamento, mas não invista na criação de comunidades que não sejam de sua propriedade. As redes sociais são lugares ótimos para encontrar e interagir com pessoas com ideias afins. Entretanto, construir comunidades e grupos em sites que não sejam de propriedade da marca, por exemplo, cria um ativo para a empresa de rede social e não para a sua marca. Se pretende investir na criação de uma comunidade, faça isso usando um canal que a marca possua.

Monte uma estratégia multicanal para a distribuição de conteúdo e de mensagens. Não coloque todos os ovos numa só cesta. Montar uma abordagem multicanal para a distribuição de conteúdo é crucial para a construção de novos públicos e a manutenção da mobilização das pessoas que já estejam conectadas com a marca. Mídia social, serviços de mídia online comercial, comunidades online e os próprios canais digitais da marca atingem públicos diferentes. Empregue um mix e faça a sintonia fina para encaixar cada um deles a fim de maximizar uma exposição relevante para as mensagens. Você estará construindo uma proteção contra mudanças significativas na mídia social ou cenários de mecanismos de busca.

Deixe o público falar.  Estimule o compartilhamento social (mas encaminhe as pessoas de volta para o hub da marca). À medida que você desenvolve o conteúdo e planeja estratégias, faça do “compartilhamento social” uma meta.  Construir conteúdo e criar estratégias com resultados de compartilhamento social em mente não só ajudarão a amplificar as mensagens da marca, mas também criarão credibilidade por meio de influência social informacional. Se possível, faça o link entre os elementos compartilhados de volta para os canais que sua marca possui.

O uso de canais sociais para amplificar mensagens de marca enquanto, ao mesmo tempo se direciona os públicos para ativos digitais que a marca possui e controla, permite que as organizações capitalizem sobre benefícios importantes que a mídia social oferece, construindo visibilidade e interação com públicos enquanto protege o investimento da marca no desenvolvimento de conteúdo e alcance.  Além de limitar o risco de perda financeira para a organização, no caso de mudanças em como as redes sociais apresentam o conteúdo da marca, os comunicadores inteligentes podem desenvolver a presença junto a públicos nos canais próprios da marca, aumentando cada vez mais o retorno que a organização concretiza no conteúdo que desenvolve.

Este texto foi traduzido do post escrito por  Sarah Skerik no Blog Beyond PR, no dia 03 de julho de 2014.

Sarah Skerik é Vice-Presidente de Comunicação Estratégica da PR Newswire, e autora dos e-books Driving Content Discovery e  New School Press Release Tactics.  Twitter: @sarahskerik.

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s