4 Dicas para Distribuição de um Press Release Global


 

Seu chefe entra no escritório e diz que os principais comunicados de produtos novos, nos quais você tem trabalhado no último mês, precisam agora ser enviados para todo o mundo.  “Global” é o que ele diz antes de sair da sala a caminho de uma reunião, deixando-o num frenesi apavorado de onde colocar primeiro as mãos. Essas quatro dicas podem ajudá-lo a reduzir a ansiedade na distribuição global de press release:

Distribuição de Press Release Global

#1. QUAIS OS PAÍSES E REGIÕES ESPECÍFICAS ESTÃO NA SUA META?

A primeira etapa é definir exatamente o que o seu chefe quer dizer com “Global”. A menos que sejam realmente notícias de última hora e você tenha um orçamento grande, enviar tudo para todos os países do planeta provavelmente não é o que ele pensa. Você precisará especificar os países mais importantes para sua empresa, o cliente ou as notícias. Se você não sabe para que países enviar, verifique com o departamento de marketing.  Espelhar seus esforços é, em geral, uma boa ideia.

Se eles retornarem com regiões, como “Europa” ou “Ásia” é melhor tentar especificar um pouco mais.  Europa Ocidental?  Escandinávia?  A União Europeia? E o que dizer da Europa Oriental?  Faça o mesmo para todas as regiões para as quais recebeu generalidades, até que chegue a uma lista objetiva de países ou minirregiões.  Isso o ajudará a segurar os custos e tornará o seu chefe feliz.

#2. ADAPTE O RELEASE. CRIE VERSÕES LOCAIS

Mandar o mesmo release para todos os mercados globalmente parece ser o mais fácil de ser feito, apenas um release para passar pela cadeia de aprovação corporativa, mas esta nem sempre é a forma de conseguir que as notícias gerem mídia livre de qualidade.  Ter versões adaptadas voltadas para países, regiões ou minirregiões específicas é sua melhor aposta, se estiver medindo resultados pela quantidade de clipes que recebe. Geralmente aconselho os clientes a prepararem algumas versões diferentes de comunicados à imprensa, claramente marcados para o destino e enviá-los, ao mesmo tempo, para a cadeia de aprovação.

Não é preciso fazer muitas mudanças para perceber uma diferença tangível nos resultados.  Modifique o release no título, subtítulo, primeiro parágrafo, alguns sinais gráficos e citações e assegure-se de que as mudanças sejam específicas para a área visada.  Por exemplo, “XYZ Inc. anuncia um novo chip projetado para regular energia em ________” como título.  Coloque o país, região ou minirregião no espaço. A citação pode ser totalmente localizada em cada versão e, francamente, funciona melhor dessa maneira.

Se tiver um contato local, assegure-se de listar essa pessoa em primeiro lugar no release destinado para esse país ou região.  Isso aumentará suas chances de receber uma chamada de um jornalista se houver dúvidas ou se for pedida uma entrevista de acompanhamento.

#3. FORNEÇA TRADUÇÕES EXATAS

Assim que tiver a lista de países, precisará traduzir o material para os respectivos idiomas ou ajustar determinadas frases para acomodar mercados específicos. Consulte para ver se há recursos de tradução nos escritórios locais que ajudarão a segurar os custos.   Se não tiver esses recursos, ou as equipes locais não tiverem tempo, assegure-se de consultar se desejam ver as traduções que fez para localizar ainda mais.

As traduções levam cerca de 1 a 3 dias úteis por 800 palavras do release, assim, planeje de acordo, quando montar o cronograma.  Se solicitou a aprovação das traduções antes da remessa, calcule o tempo de processamento para a cadeia de aprovação interna.

#4. COORDENE OS TEMPOS DE DISTRIBUIÇÃO

Enviar simultaneamente para todas as regiões do mundo não é uma boa ideia.  Como o “mundo é redondo”, alguém importante vai estar dormindo e perder suas notícias.   Você pode definir a cronometragem para distribuição simultânea na Europa, Oriente Médio e África ao mesmo tempo que nas Américas (se não se importar com horário de distribuição muito cedo), mas a Ásia precisará esperar até mais tarde, no horário de abertura.  Não é preciso mudar o cabeçalho para o release da Ásia se não quiser, afetaria apenas ligeiramente os resultados, se muito.

A distribuição de press release global não precisa ser tão intimidante quanto parece. Essencialmente, tudo se resume a direcionar as notícias especificamente para cada país e prestar muita atenção às distribuições culturais e fusos horários de cada região.

Interessado em saber mais sobre compartilhar as notícias em todo o mundo? Discutimos como formatar um press releases para atingir públicos globais que cada vez mais fazem uso de dispositivos móveis para consumir informação no webinar intitulado, “Thriving in a Mobile Driven World”, ou em português, “Ter sucesso num mundo impulsionado por dispositivos móveis”.

Este texto foi traduzido do post escrito por  Colleen Pizarev no Blog Beyond PR, no dia 12 de março de 2014.

Colleen Pizarev é vice-presidente de Communications Strategies in International Services da PR Newswire.

Advertisements

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s