Marketing Sensorial: 95% das compras são de maneira inconsciente


Fonte da Imagem: ohl.com

Fonte da Imagem: ohl.com

Sabe quando você vai até uma concessionária procurar por um carro novo,  e assim que o encontra entra nele, segura as mãos no volante e sente aquele cheiro de carro novo? Ou ao entrar em uma cafeteria, sente aquele gostoso cheiro de café? Quem nunca encontrou um stand para degustação em hipermercado, e ao provar acabou comprando, porém ao chegar em casa o sabor já não era tão gostoso assim?

Pois é, esses são alguns exemplos de como as agências utilizam de um conhecido conceito chamado marketing sensorial para conseguir fidelizar consumidores, aumentar as vendas entre outros objetivos. Essa estratégia é eficaz porque atua diretamente em nosso cérebro e faz aumentar a nossa vontade de comprar, experimentar e reviver sensações.

Segundo Martin Lindstrom, 95% das nossas escolhas na hora de comprar algum produto ou serviço é feita de maneira inconsciente. Mas existe alguma maneira de evitar ser afetado por esse tipo de ação de marketing? A resposta é na maioria das vezes não, a menos que a estratégia seja mal planejada, pois consegue de alguma forma cativar, agindo no subconsciente. Não significa garantia de compra, mas a sensação ficará gravada em sua memória, fazendo com que você se lembre daquela marca mais tarde ao sentir determinado gosto, cheiro, textura entre  outras experiências sensoriais.

Mesmo sabendo que foi utilizado um spray específico para deixar aquele “cheirinho de novo” ao entrar em um carro, ou que colocaram essência de café nas ventilações da cafeteria, e até que um “tempero mágico” é aplicado na carne nos hipermercados, não estamos a salvo. Porque esse tipo de estímulo cerebral é involuntário, mesmo sabendo como ela funciona você ainda será atingido.

Um dado curioso é que, na maioria das vezes, uma estratégia de marketing sensorial  efetiva é por meio do olfato,  seguido por audição, depois por paladar, tato e por fim pelo visual.

Somos “bombardeados” com mensagens comerciais todos os dias, temos que tomar cuidado com as compras impulsivas e que nos fazem nos arrepender ou gastar o dinheiro que poderíamos usar em algo que realmente aproveitaríamos.

Fonte:  Livro A lógica do Consumo – Martin Lindstrom

Por Leandro Santos, Executivo de Monitoramento de Mídia
PR Newswire

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s