SEO já era! É hora de otimizar!


Este texto foi traduzido do post escrito por  no Blog Beyond PR, em 21 de janeiro de 2013.

CYCLE OF SOCIAL AND SEO

O auge do SEO terminou.

Como uma disciplina, a sigla SEO – ou Searche Engine Optimization – ocupou a cabeça dos editores de internet em função do papel crítico que os mecanismos de busca desempenham na geração de tráfego para os sites, que por sua vez têm uma função importante para a rentabilidade dos mesmos.

Entretanto, SEO foi uma vítima do seu próprio sucesso, que levou a um excesso de uso. Com isso surgiu uma armadilha para a eficácia de qualquer mecanismo de busca e, mais importante ainda, fez com que editores, profissionais de marketing e vários outros produtores de conteúdo perdessem o foco. Pararam de escrever para o seu público e passaram a produzir coisas que atraíssem a atenção dos algoritmos, não das pessoas.

Vamos pegar como exemplo a busca por palavras-chave, porque o SEO se baseia nelas. É uma ideia bem racional tentar identificar quais as palavras-chave são mais comumente procuradas e então incluí-las no conteúdo. E adicioná-las ao título. E então adicionar mais e mais delas.

Foi então que os spammers começaram a participar da festa SEO e coloram essas palavras-chaves em conteúdos que não tinham absolutamente nada a ver com o que o internauta desavisado realmente estava procurando. Na verdade, um grande número de empresas cresceu com base em tráfego gerado por palavras-chave direcionando as pessoas para um conteúdo raso, de baixo custo e de pouco valor.

Então, depois de 200 ou mais ajustes nos algoritmos, o Google acabou com essa história. O uso dos links está caminhando para o esquecimento.

O objetivo do Google e de todos os outros mecanismos de busca é levar ao topo das buscas conteúdo de qualidade (ao menos, é claro, que você esteja pagando para estar lá). Então, o conselho para quem publica na internet é “produza conteúdo de qualidade”.

Mas os mecanismos de busca não podem realmente avaliar a qualidade. O que eles fazem é associar qualidade com local onde ele aparece – por exemplo: é mais provável que o conteúdo seja algo de qualidade se estiver publicado no The New York Times do que no eHow. Em seguida tenta-se definir o nível de qualidade com base em características do conteúdo identificadas de forma robótica, como por exemplo, a probabilidade de um conteúdo de 400 palavras ter mais informação que uma de 200. Mas eles não conseguem lidar com o fato de que você pode dizer algo brilhante em um parágrafo.

Otimização pós-SEO

Se você é um profissional de marketing ou relações públicas, se você é o guru digital da sua organização ou da nova geração de promotores de conteúdo, você pode se dar ao luxo de escrever “Aqui vamos nós, Google”. Em um mundo pós-SEO, o que você precisa fazer é otimizar – e aqui vão alguns conselhos sobre como fazer isso:

1. Em primeiro lugar, o seu conteúdo precisa de uma boa página. Apenas publicar no seu web-site não é suficiente, você deveria ter uma sala de notícias online. Ela se torna um lugar importante, que serve para direcionar o tráfego para o seu conteúdo e o lugar onde você pode empregar algumas das boas práticas de SEO para gerar melhores resultados com os mecanismos de busca.

2. Manter um blog também é uma boa ideia, tanto para organizações como para indivíduos. Aproveite as vantagens dos estilos únicos de redação e da quantidade de perspectivas das pessoas de dentro das empresas. Torne seu conteúdo um pouco menos institucional e dê outro viés à sua sala de notícias online.

3. Você não vai conseguir maximizar a sua audiência utilizando apenas os mecanismos de busca. Use mídias sociais. Todas as novidades que você publica devem repercutir o seu conteúdo novo com links de volta para sua sala de notícias online. Uma tática que pode funcionar para construir audiência é utilizar a voz de pessoas formadoras de opinião de dentro da sua empresa, ao invés de trabalhar exclusivamente com o perfil corporativo. Isso torna as mensagens mais personalizadas e mais sociais. (Se você ainda não tem muitos seguidores no Twitter pode utilizar o serviço de Social Post da PR Newswire). Para as empresas de B-to-B, em particular, o LinkedIn tem se tornado uma rede social relevante para compartilhar informação.

4. É importante utilizar todas as redes sociais que você acredite serem relevantes para o seu negócio ou marca. Entretanto, qualidade vale mais do que quantidade – é melhor manter o foco onde você realmente consegue se concentrar em construir e manter uma base de seguidores. Ao aprender que tipo de mensagem atrai mais “curtidas”, compartilhamentos ou seguidores você poderá refinar a utilização de cada rede.

5. Fazer anúncios pagos é uma outra forma de atrair leitores. Não estou pensando no formato clássico e tradicional de anunciar. Existem muitas alternativas inovadoras disponíveis no mercado, incluindo mecanismos de recomendação, palavras-chaves pagas e links patrocinados em aplicativos móveis e redes sociais. Uma abordagem de custo-benefício para anúncios é utilizar um serviço de distribuição de informações, como o da PR Newswire, que tem uma rede robusta de publicação. Dessa forma você poderá alcançar muitos canais com audiência seletiva de pessoas que se interessem pelo seu conteúdo.

Então, otimização é mais importante do que nunca, mas não para a prática de SEO baseada em palavras-chave, links e truques junto aos mecanismos de busca. A otimização tem um significado mais amplo que se baseia em bom conteúdo e bons canais de comunicação para publicar, somente então os leitores poderão ser bem direcionados através da busca, mídia social e distribuição.

Autor:  é vice-presidente executivo de Desenvolvimento de Audiência & Mídias Sociais da PR Newswire.

Fonte: Blog Beyond PR

Traduzido e adaptado por Leonardo Camacho, Associate Customer Content Specialist
PR Newswire

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s