Mídia Impressa – Seria um adeus?


Desde o surgimento da internet, o jornalismo tradicional vem sofrendo as mudanças da comunicação tecnológica, seja pela migração de jornalistas para os meios online ou pelos fechamentos das versões impressas de alguns veículos. Em um mundo novo, em que a informação, mobilidade, instantaneidade, objetividade e interatividade são as palavras de ordem, os meios impressos começam a perder força e não conseguem se adaptar dentro do mesmo formato.

No Brasil, essa tendência iniciou-se com o fechamento da Tribuna da Imprensa, seguida pelo Jornal do Brasil – que passou a ter versão apenas online. Em 2012, o Grupo Estado anunciou o encerramento do Jornal da Tarde. No entanto, essa não é só uma tendência no nosso país. Em 2012, prestes a celebrar 80 anos, a americana Newsweek revelou que a partir de 2013 estará disponível apenas na versão digital.

newsweek-final-print-edition

Última capa impressa divulgada pela revista Newsweek que marcou sua transição para a era totalmente digital, com uma rashtag do Twitter.

Mas o que o fim da versão impressa de uma das mais tradicionais revistas americanas significa? Isso seria um indício do que acontecerá com os outros veículos?  Inúmeros pesquisadores e especialistas em comunicação afirmam que não. Do ponto de vista do jornal versus mídia online, por mais que o meio virtual esteja ganhado cada vez mais expressão, isso necessariamente não indica que tomará o lugar dos impressos. Com a rotina apertada dos grandes portais em busca da primeira notícia, do furo, a credibilidade não é a mesma dos grandes jornais. Esse fato, somado com o público romântico e fiel da versão impressa, não indica o fim dos jornais impressos tão cedo.

Olhando pelo lado da lógica de mercado, o cenário realmente é outro. Se antes era cada vez maior o número de anunciantes nos veículos impressos, hoje já não é bem assim. Os anunciantes começam a preferir a internet, cujo alcance é grande e requer menos financiamento. Essa é a nova realidade, os meios impressos terão que lutar e se reinventar para sobreviver, contando com a competição publicitária dos meios online.

No caso da Newsweek, a circulação impressa da revista foi reduzida pela metade nos últimos anos, acompanhando a queda do número de publicidade, de 80%. Como sobreviver sem esse financiamento? Essa é a briga que muitos Grupos e veículos vivenciarão nos próximos anos. Continuarão com a ideologia do jornalismo impresso e com a análise dos fatos? Ou migrarão para o online a fim de sobreviverem? Isso, só o tempo responderá.

E sobre o fim da versão impressa de umas das mais tradicionais revistas, Baba Shetty, CEO da Newsweek Daily Beast Company, e Tina Brown, editora-chefe da revista, despedem-se em comunicado oficial: “Extinguir o impresso é um momento extremamente difícil para nós que amamos o romantismo do papel e a camaradagem única daquelas horas agitadas antes do fechamento na noite de sexta-feira. Mas, como caminhamos para o 80º aniversário da Newsweek no ano que vem (2013), temos de sustentar o jornalismo que deu à revista seu propósito – e abraçar o futuro all-digital”.

Leia Mais em:
Meio & Mensagem
Revista Exame

Por Marina Landert, Coordenadora de Análise de Conteúdo de Mídia
PR Newswire

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s