Instagram e suas novas políticas – Analisando o lado positivo da venda das imagens sem direitos autorais


Recentemente, o Instagram – um dos maiores aplicativos de compartilhamento de fotos do mundo – anunciou mudanças nas suas políticas, gerando uma polêmica especialmente por conta de uma nova cláusula que supostamente estaria relacionada à venda das imagens dos usuários, sem nenhum tipo de crédito ou pagamento para quem clicou a foto. A tal nova política nem entrou em vigor (a data é meados de janeiro) e os responsáveis pelo Instagram já precisaram rever a estratégia, tamanha a confusão.

Young Girls Taking a Picture

Usuários irritadíssimos (e pareciam ser muitos) prometeram apagar suas contas e a pressão foi aumentando. Mas, e se isto um dia realmente acontecer? Se o Instagram ou qualquer outro aplicativo de compartilhamento de imagens resolverem vender as imagens, isto pode ter algum lado positivo?

Preparamos algumas dicas e estratégias para este cenário:

  1. Use como portfólio: ok, eles poderão usar suas imagens e não pagar nada, mas se você está começando a sua carreira como fotógrafo, por exemplo, pode ser uma oportunidade de tornar as suas imagens populares e comerciais. Escolha o que quer postar, pensando de que forma aquilo poderá ser utilizado e, se for e você conseguir mapear, colha os louros. Pode ser um trampolim interessante neste sentido.
  2. Use como autopromoção: você é um cozinheiro, um Hair Stylist ou algum profissional que queira vender seus serviços? Pode ser muito bom para você ter a foto de um prato seu ilustrando alguma campanha publicitária por aí. Neste caso, o que conta não é a imagem em si, mas o conteúdo da imagem, que está diretamente ligado ao seu ramo de atuação. Pode ser uma disseminação estratégica.
  3. Use como diversão: tirou uma foto incrível ou mega divertida e quer ver se a imagem tem futuro? A foto que você postou vai render boas risadas caso estampe algum tipo de publicidade? Então, vá em frente. Postar por diversão pode render risadas e… Tornar você famoso, quem sabe?

Viu? Nem tudo está perdido. Mesmo se um dia o Instagram ou qualquer outro aplicativo ou site de compartilhamento de imagem resolver vender o seu conteúdo, ainda assim isto poderá ter um lado positivo. Mas se você não quer ter suas fotos replicadas sem direitos por aí, atenção às políticas de uso, proteção de imagens (abuse das marca d’águas) e, em último caso, simplesmente não torne público. Você decide! 🙂

Por Camila Conte, Gerente de Relacionamento com a Mídia
PR Newswire

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s