Relações Públicas e Assessoria de Imprensa: O mercado no Brasil e nos Estados Unidos


O trabalho de Assessoria de Imprensa ganhou foco no inicio do século XX, quando Ivy Lee, um jornalista americano, foi contratado pelo empresário John D. Rockfeller. Na época, Rockfeller estava com sua imagem abalada junto à opinião pública e pediu a Lee que trabalhasse sua reputação com a mídia, de forma a ressaltar suas boas ações e a minimizar outros atos passíveis de críticas.

A iniciativa deu certo, porque não se tratava de Rockfeller falando bem de si mesmo (como em um anúncio, por exemplo), mas de um órgão de imprensa endossando seu desempenho. Ivy Lee foi tão bem sucedido em seu trabalho que conquistou outros empresários e montou sua própria agência de RP.

Nos Estados Unidos, o trabalho de construção de reputação de uma marca ficou a cargo da área de Relações Públicas. No Brasil, ao contrário de outros países, jornalistas podem exercer a função de Assessor de Imprensa, inclusive atuando paralelamente em veículos de comunicação.

Esta particularidade brasileira, apoiada por nossa legislação, contribuiu para que uma grande leva de jornalistas migrasse das redações para as AIs e provocou um debate que se estende até hoje: a função do assessor cabe a um profissional de RP ou a um jornalista?

Confira algumas diferenças entre o exercício da profissão no Brasil e nos EUA:

Brasil EUA
Jornalistas exercem a   função de Assessores de Imprensa, às vezes em paralelo com o trabalho em   veículos de comunicação. A função de AI costuma   ficar a cargo de profissionais de RP. Se um jornalista migrar para o   segmento, ele não exerce o jornalismo.
Há inúmeras agências de   Assessoria de Imprensa, realizando trabalhos para grandes marcas. As empresas costumam   ter uma área específica de comunicação e AI interna e pequenas agências não   são a regra.
Assessores estão   acostumados a enviar releases e pautas por e-mail à imprensa, fazendo follow   up na sequência. As salas de imprensa   virtuais são comuns e os jornalistas costumam acessá-las frequentemente para   saber as novidades das empresas.

E você? O que acha do trabalho de Assessor de Imprensa? Concorda com o estilo brasileiro ou prefere o modo americano? Comentários são bem-vindos!

Por Camila Conte, Coordenadora de Relações com a Mídia
PR Newswire

Anúncios

Sobre PR Newswire
Distribuição de Press Releases e Monitoramento de Notícias. Distribución de Comunicados de Prensa y Monitoreo de Medios.

6 Responses to Relações Públicas e Assessoria de Imprensa: O mercado no Brasil e nos Estados Unidos

  1. João Victor Messias says:

    Concordo com o modelo americano, afinal, a empresa não é um espaço jornalístico, e o jornalista precisa entender isso. Os jornalistas acham que podem realizar as funções de relações-públicas, mas isto não é verdade; eles não tem embasamento para isso, até por que sua grade curricular é distinta, enquanto a profissão de RP surgiu e foi desenvolvida para atuar em comunicação empresarial. Disputar vagas com outros profissionais de comunicação em nossas áreas de atuação é injusto. Tem uma professora, da FECAP, formada em Jornalismo , que diz que há anos atua como RP e que a formação que ela teve não importa e sim a prática, discordo totalmente dela. Relações Públicas é uma profissão regulamentada desde 1968 e merece respeito e consideração, assim como respeitamos os jornalistas, publicitários, editores, profissionais de marketing, radialistas e os demais profissionais de comunicação. Beijos!

    Gostar

    • Camila Conte says:

      João Victor, obrigada pelo comentário! Realmente o modelo brasileiro é muito singular e, por isso, dá margem para uma série de debates. A profissão do RP merece todo respeito, com certeza, e acredito que valha até um post sobre os rumos atuais desta área de atuação! Abs 🙂

      Gostar

  2. fernanda says:

    e que faz uma “Coordenadora de Relações com a Mídia (mídia = imprensa)”? seria uma junção das duas coisas?

    Gostar

  3. Ótimo post. Usei a tabela de vocês num texto que escrevi essa semana sobre o assunto, vejam só: http://www.karinafensterseifer.com/2014/03/assessoria-de-imprensa-no-brasil.html

    Gostar

  4. Pingback: Brandon Colker

  5. Pingback: Assessoria de Imprensa no Âmbito de Relações Públicas – Blog do A.L

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s