Como os memes e as “zueras” da web influenciaram a publicidade

Empresas como a TIM e a Chevrolet já adotaram os memes em suas empreitadas publicitárias. Os memes proporcionam um clima descontraído a uma campanha, afetando assim públicos das mais diferentes classes sociais.  Atualmente, a BIS foi um pouco mais ousada, e inovou em sua nova ação publicitária, focando nas brincadeiras do dia 1º de abril, Dia da Mentira. De acordo com o AD News, a Bis está investindo na "zuêras" da web como estratégia para engajar e entreter fãs e consumidores, a expectativa é gerar um buzz no dia 1º com o “Zuera Awards” Desde o dia 23 de março, a empresa está convocando seus fãs para participar do “prêmio” via Twitter com Vines, links de vídeo, fotos ou texto através da hashtag #ZueraAwards. No Dia da Mentira, um jurí especializado composto por personalidades da mídia, entre elas Cid Não-Salvo, Danilo Gentili, e Rubens Ewald Filho, avaliará no final do dia em tempo real o conteúdo recebido dividido em 4 categorias distintas: - Melhor “zuêra” com Bis - Melhor “zuêra” adaptada - Melhor “zuêra” original - Melhor “zuêra” fail O conteúdo vencedor será registrado em vídeo e publicado em todos os canais proprietários da marca.

Empresas como a TIM e a Chevrolet já adotaram os memes em suas empreitadas publicitárias. Os memes proporcionam um clima descontraído a uma campanha, afetando assim públicos das mais diferentes classes sociais.

Atualmente, a BIS foi um pouco mais ousada, e inovou em sua nova ação publicitária, focando nas brincadeiras do dia 1º de abril, Dia da Mentira. De acordo com o AD News, a Bis está investindo na “zuêras” da web como estratégia para engajar e entreter fãs e consumidores, a expectativa é gerar um buzz no dia 1º com o “Zuera Awards”

Desde o dia 23 de março, a empresa está convocando seus fãs para participar do “prêmio” via Twitter com Vines, links de vídeo, fotos ou texto através da hashtag #ZueraAwards. No Dia da Mentira, um jurí especializado composto por personalidades da mídia, entre elas Cid Não-Salvo, Danilo Gentili, e Rubens Ewald Filho, avaliará no final do dia em tempo real o conteúdo recebido dividido em 4 categorias distintas:

- Melhor “zuêra” com Bis

- Melhor “zuêra” adaptada

- Melhor “zuêra” original

- Melhor “zuêra” fail

O conteúdo vencedor será registrado em vídeo e publicado em todos os canais proprietários da marca.

Por Bruno Sutero, Coordenador de Banco de Dados

PR Newswire

“Layout”, uma inovação para os “Instagramers”

O Instagram está sempre inovando com o intuito de manter seus usuários sempre interessados na rede social, e no dia 23 de março lançou mais uma ferramenta para que os “Instagrammers” continuem usando a criatividade com os mais variados tipos de posts. O “Layout”, é o novo aplicativo que permite múltiplas fotos em uma única imagem de maneira fácil e rápida. Segundo matéria do ADNews, após abrir o aplicativo, o usuário verá imediatamente um exemplo de como utilizar o novo recurso. O Layout permite arrastar as fotos, reordená-las, ajustar de tamanho e desenvolver montagens que os usuários adoram criar. Temporariamente, o app está disponível apenas para iOS. Porém, segundo o próprio Instagram, a ferramenta será disponibilizada para Android nos próximos meses.

O Instagram está sempre inovando, com o intuito de manter seus usuários constantemente interessados na rede social. No dia 23 de março, foi lançada mais uma ferramenta para que os “Instagramers” continuem usando a criatividade com os mais variados tipos de posts.

O “Layout”, é o novo aplicativo que permite múltiplas fotos em uma única imagem de maneira fácil e rápida. Segundo matéria do ADNews, após abrir o aplicativo,um tutorial será imediatamente exibido, juntamente com um exemplo de como utilizar o novo recurso. O Layout permite arrastar as fotos, reordená-las, ajustar de tamanho e desenvolver montagens que estão em alta dentro dos posts da mídia social.

Temporariamente, o app está disponível apenas para iOS. Porém, segundo o Instagram, a ferramenta será disponibilizada para Android nos próximos meses.

Por Bruno Sutero, Coordenador de Banco de Dados

PR Newswire

Impacto das campanhas de marketing no cinema e nos games

As estratégias de marketing podem variar de um mercado para o outro, porém são necessárias em qualquer segmento. O mercado dos videogames e a indústria cinematográfica não fogem à regra. Muitos filmes e jogos que possuem um marketing forte geram expectativa e especulação do público e da mídia, mesmo que o resultado final não agrade a todos. No mercado dos games, certas produtoras com maior poder aquisitivo fazem uma excelente divulgação através de eventos e publicidade televisiva. Outra estratégia que merece destaque são os cartazes e banners nas estações do metrô e nos pontos de ônibus, provavelmente uma tática muito efetiva, levando em conta o número de pessoas que circulam diariamente nos locais. Trailer em Live-Action do jogo Call of Duty Black Ops 2 Já no ramo cinematográfico, o uso de cartazes e banners produzem um bom resultado. Porém, mais efetivos são os trailers dos filmes que chamam a atenção do público e atualmente são exibidos tanto na internet quanto na televisão, atingindo assim públicos de quaisquer classes sociais. Segundo o site ADNews, o especialista em marketing Edmir Kuazaqui, está lançando um livro chamado “Marketing Cinematográfico e de Games”. O autor é doutor e mestre em Administração graduado pelo Mackenzie e pós-graduado em marketing pela ESPM declarou: “Procuramos democratizar um pouco mais os conhecimentos e as particularidades dos segmentos abordados, com o objetivo de, quem sabe, influenciar os leitores e fazer com que se identifiquem com o tema, despertando-os para a importância desses setores da economia, que podem contribuir significativamente para o crescimento econômico e social do país" em entrevista ao ADNews.As estratégias de marketing podem variar de um mercado para o outro, porém são necessárias em qualquer segmento. O mercado dos videogames e a indústria cinematográfica não fogem à regra. Muitos filmes e jogos que possuem um marketing forte geram expectativa e especulação do público e da mídia, mesmo que o resultado final não agrade a todos.

 

GAMES

No mercado dos games, certas produtoras com maior poder aquisitivo fazem uma excelente divulgação através de eventos e publicidade televisiva. Outra estratégia que merece destaque são os cartazes e banners nas estações do metrô e nos pontos de ônibus, provavelmente uma tática muito efetiva, levando em conta o número de pessoas que circulam diariamente nos locais.

Trailer em Live-Action do jogo “Call of Duty Black Ops 2″

 

CINEMA

Já no ramo cinematográfico, o uso de cartazes e banners produzem um bom resultado. Porém, mais efetivos são os trailers dos filmes que chamam a atenção do público e atualmente são exibidos tanto na internet quanto na televisão, atingindo assim públicos de quaisquer classes sociais.

Trailer do Filme “Os Vingadores – A Era de Ultron” que será lançado em 23 de Abril no Brasil

Segundo o site ADNews, o especialista em marketing Edmir Kuazaqui, está lançando um livro chamado “Marketing Cinematográfico e de Games”. O autor é doutor e mestre em Administração graduado pelo Mackenzie e pós-graduado em marketing pela ESPM declarou: “Procuramos democratizar um pouco mais os conhecimentos e as particularidades dos segmentos abordados, com o objetivo de, quem sabe, influenciar os leitores e fazer com que se identifiquem com o tema, despertando-os para a importância desses setores da economia, que podem contribuir significativamente para o crescimento econômico e social do país” em entrevista ao ADNews.

Por Bruno Sutero, Coordenador de Banco de Dados

PR Newswire

A febre e a influência dos virais

 “Taca-lhe pau Marco” e “Segura o forninho Giovanna” são frases que provavelmente já ouviu alguém falar na rua ou em uma reunião de amigos. Tais frases representam o poder de influência dos virais atualmente. Mas o que é um Viral? Viral é um vídeo que chama a atenção do público por ser engraçado ou polêmico, e os espectadores absorvem alguma frase ou momento do vídeo que chamou a atenção e aderem ao seu dia a dia. Tal frase, momento ou imagem começa a se espalhar pelas redes sociais e na vida real assim como um vírus, por isso o nome “viral”. Nos últimos meses alguns virais tomaram conta do vocabulário das pessoas e circularam na web com um fluxo muito grande de hashtags e menções. Destaque para cinco virais que tiveram um impacto enorme nos últimos seis meses:

“Taca-lhe pau Marco” e “Segura o forninho Giovanna” são frases que provavelmente já ouviu alguém falar na rua ou em uma reunião de amigos. Tais frases representam o poder de influência dos virais atualmente. Mas o que é um Viral?

Viral é um vídeo engraçado ou polêmico, onde os espectadores absorvem alguma frase ou momento do vídeo que chamou a atenção e aderem ao seu dia a dia. Tal frase, momento ou imagem começa a se espalhar pelas redes sociais e na vida real assim como um vírus, por isso o nome “viral”.

Nos últimos meses alguns virais tomaram conta do vocabulário das pessoas e circularam na web com um fluxo muito grande de hashtags e menções. Destaque para cinco virais que tiveram um impacto enorme nos últimos seis meses:

1 – Giovanna e o forninho

A Giovanna é uma menininha que ao dançar funk acaba derrubando o forninho da sua mãe em cima de si. A irmã dela que está filmando acaba soltando a frase “Eta Giovanna, o forninho caiu”. A frase foi extremamente citada nas mídias sociais e passou a fazer parte do vocabulário internautas.

 

2 – “Marco Véio” e o carrinho

O vídeo é simples e mostra apenas uma criança descendo uma ladeira em um carrinho, enquanto seu amigo que está filmando fala “Taca-lhe pau Marco”. A frase virou uma febre e gerou uma quantidade enorme de memes e menções.

 

3 – Harlem Shake – Barco

A música do Harlem Shake foi uma febre na web e diversos vídeos foram divulgados por diferentes pessoas personalizando a sua versão de como dançar a música. Porém, uma das versões que teve maior destaque foi um grupo de jovens andando em um barco e tombando após uma curva brusca.

 

4 – O primeiro comprador do Iphone 6

Na Austrália, uma equipe de reportagem foi entrevistar o primeiro comprador do Iphone 6 e o menino ao abrir a caixa para mostrar a nova aquisição para as câmeras acaba derrubando o aparelho novinho.

 

5 – O “menino Diva”

O americano Brendan Jordan ficou famoso por fazer uma dança incomum atrás do repórter, durante um link ao vivo em um telejornal americano.

 

Há muitos outros virais que existem e ainda estão por vir. Tal tipo de vídeo é parte ativa da linguagem online atualmente.

 

 

 

Por Bruno Sutero, Coordenador de Banco de Dados

PR Newswire

Como as pequenas empresas devem investir em mídias sociais

Todo investimento em mídia social deve ser feito em base de estratégias. Afinal, a falta de planejamento, pode nos levar para o fundo do poço e é por isso que reunimos algumas dicas de como se manter firme nos altos e baixos das mídias sociais e alcançar o pote de ouro no fim do arco-íris.  Por que mídias sociais?  Segundo a Pesquisa Brasileira de Mídia, quase 50% dos usuários locais passam ao menos 5 horas do dia na internet, sendo que 76% se conectam todos os dias, enquanto o tempo médio diário destinado à televisão, é de aproximadamente 4 horas e meia  segundo o portal CanalTech. Sendo assim, é muito mais rentável utilizar a internet ao invés do meio televisivo para alcançar o público alvo.  Como me engajar?  Segundo a Diretora de Canais Estratégicos da PR Newswire Amanda Eldridge, menciona alguns focos que devem ser mantidos na criação e manutenção das mídias, que são:  Tenha objetivo: este deve ir além de ganhar curtidas e seguidores. Todas as formas de lançamento conteúdo deve apoiar o seu objetivo e os resultados devem ser seguidos a fim de medir a eficácia de seus esforços.  Buyer Personas (clientes ideais): quando os stakeholders estão bem definidos, é sinal de que as estratégias foram bem efetuadas. Neste caso, os consumidores influenciam ou tomam decisões sobre os produtos/soluluções oferecidos. Outra estratégia interessante consiste em criar várias personas a partir das informações que reunir sobre os clientes. Isso te ajudará na escolha da mídia social a ser usada e como o conteúdo terá maior alcance.  Faça um update: caso ja tenha perfis em diferentes plataformas sociais, revise as informações, garantindo assim que estejam atualizadas e de acordo com cada plataforma.  Foco estratégico: adapte a estratégia para cada plataforma, pois cada usuário deve ser tratado de acordo com mesma, e não se esqueça de manter a personalidade.  Calendário Editorial: o engajamento e a interação não devem ser “programados”, mas como apoio no objetivo, garanta um plano de conteúdo.   E você, tem alguma estratégia diferente ou alguma dica para nos dar? Deixe um comentário!

Todo investimento em mídia social deve ser baseado em estratégias. Afinal, a falta de planejamento, pode nos levar para o fracasso. Por isso, reunimos algumas dicas para manter estável uma empresa ou marca nos altos e baixos das mídias sociais e alcançar o sucesso desejado.

Por que mídias sociais?

De acordo com levantamento da Pesquisa Brasileira de Mídia, quase 50% dos usuários locais passam ao menos 5 horas do dia na internet, sendo que 76% se conectam todos os dias, enquanto o tempo médio diário destinado à televisão, é de aproximadamente 4 horas e meia, segundo matéria do portal CanalTech. Sendo assim, muito mais rentável utilizar a internet ao invés do meio televisivo para alcançar o público alvo.

 
Como engajar?

Segundo a Diretora de Canais Estratégicos da PR Newswire Amanda Eldridge, alguns focos devem ser mantidos na criação e manutenção das mídias, entre eles:

- Tenha objetivo: deve ir além de ganhar curtidas e seguidores. Todas as formas de lançar conteúdo devem apoiar o seu objetivo e os resultados devem ser mensurados a fim de medir a eficácia e o retorno para empresa.

- Buyer Personas (clientes ideais): quando os stakeholders estão bem definidos, é sinal de que as estratégias foram bem efetuadas. Neste caso, os consumidores criam influência sobre os produtos/serviços oferecidos. Outra estratégia interessante consiste em criar várias personas a partir das informações que reunir sobre o público-alvo. Isso te ajudará na escolha da mídia social a ser usada e como o conteúdo terá maior alcance.

- Faça um update: caso ja tenha perfis em diferentes plataformas sociais, revise as informações, garantindo assim que estejam atualizadas e de acordo com cada plataforma.

- Foco estratégico: adapte a estratégia para cada plataforma, pois cada usuário deve ser tratado de acordo com a mídia social que está usando , e não se esqueça de manter a personalidade.

- Calendário Editorial: o engajamento e a interação não devem ser “programados”, mas garanta um plano de conteúdo como apoio no objetivo.

Por Milena Souza, Pesquisadora de Mídia
PR Newswire

As inovações do marketing para o mercado da vaidade masculina

O homem brasileiro do século XXI está cada vez mais desprendido dos paradigmas do antigo “machão”, e muito mais preocupado com sua aparência e bem-estar físico. Segundo uma matéria do Portal da Propaganda, uma recente pesquisa do IBGE, feita no final de 2014, aponta que o homem brasileiro gasta mais de R$80 milhões de reais por ano com artigos de beleza. Cientes da nova mentalidade masculina, muitas marcas estão investindo no mercado em ascensão e focando em produtos variados para atender a demanda de um público bastante exigente. Esfoliantes, redutores de celulite e bases corretivas são apenas alguns exemplos dos produtos que deixaram de ser uso exclusivo do público feminino. Em entrevista ao Mundo Marketing, a Minds & Hearts, Naira Maneo, afirma “O que pudemos perceber é que eles buscam novidades, mas não as encontram, porque toda a comunicação ainda é feita para mulheres, com rótulos delicados ou na cor rosa, o que os deixam envergonhados de escolher aquele item no varejo. Também notamos que o preconceito que havia de não poderem ser vaidosos está cada vez menor e isso estimula-os a comprarem mais”.

O homem brasileiro do século XXI está cada vez mais desprendido dos paradigmas do antigo “machão”, e muito mais preocupado com sua aparência e bem-estar físico. Segundo uma matéria do Portal da Propaganda, uma recente pesquisa do IBGE, feita no final de 2014, indica que o homem brasileiro gasta mais de R$80 milhões de reais por ano com artigos de beleza. Cientes da nova mentalidade masculina, muitas marcas estão investindo no mercado em ascensão e focando em produtos variados para atender a demanda de um público bastante exigente.

Esfoliantes, redutores de celulite e bases corretivas são apenas alguns exemplos dos produtos que deixaram de ser uso exclusivo do público feminino. Em entrevista ao Mundo Marketing, a Minds & Hearts, Naira Maneo, afirma “O que pudemos perceber é que eles buscam novidades, mas não as encontram, porque toda a comunicação ainda é feita para mulheres, com rótulos delicados ou na cor rosa, o que os deixam envergonhados de escolher aquele item no varejo. Também notamos que o preconceito que havia de não poderem ser vaidosos está cada vez menor e isso estimula-os a comprarem mais”.

Destacamos três propagandas atuais voltadas para os homens vaidosos.

1 – Dove Men Care

A propaganda mostra que homens que usam o produto terão os cabelos bonitos e sedosos como os de uma mulher

 

2 – Gillete BODY

Comercial divulga uma nova lâmina específica para retirar pelos do tórax e abdômen.

 

3 – Linha Masculina O Boticário

O comercial mostra o depoimento de várias mulheres a respeito do personagem Beto e incentiva o homem a investir em si mesmo.

 

Qual a sua opinião sobre a vaidade masculina?

 

Por Bruno Sutero, Coordenador de Banco de Dados

PR Newswire

Dicas para você usar press releases e as mídias sociais durante gerenciamento de crise

crisis-communications

Uma crise pode gerar situações de alta intensidade, mas se você estiver bem preparado você terá os melhores métodos de comunicação necessários para responder de forma eficaz. O press release e as mídias sociais estão entre os métodos mais usados, ​​pois são maneiras mais rápidas para atingir um grande público com uma mensagem urgente. Em uma situação de crise, as duas táticas trabalham lado a lado; o press release é uma fonte confiável e verificável de informação e as mídias sociais permitem que a empresa responda com mais clareza. Saber como utilizar corretamente cada uma dessas táticas é fundamental para tomar o controle de uma crise.

Colleen Pizarev, Vice-Presidente de Comunicação Estratégica da PR Newswire, sugere as seguintes dicas para o uso do press release e das mídias sociais como parte de seu plano de comunicação na crise:

Press releases

  • Resumir o objetivo da mensagem para se encaixar no contexto da crise
  • Quanto mais curto e sucinto o release, melhor
  • Envolver diversos públicos além dos meios de comunicação social, incluindo funcionários, clientes e parceiros de negócios.
  • Lembre-se de incluir links para obter mais informações sobre o seu site e, se vários países e idiomas estão envolvidos, os links precisam estar nas páginas apropriadas.

Mídias sociais

  • Escolha um funcionário de nível sênior para acompanhar de perto os canais de mídia social para possíveis notícias e comentários que possam potencialmente prejudicar a empresa.
  • Colaborar com as equipes de outros países para monitorar os canais de mídia social locais.
  • Trabalhar em colaboração direta com a sua equipe jurídica para desenvolver respostas adequadas

No geral, certifique-se de que apenas um porta-voz é ouvido e, acima de tudo, continuar a ser honesto e consistente em todos os canais.

Para mais dicas de como planejar efetivamente uma estratégia de comunicação de crise, cadastre-se agora para o webinar “Staying Ahead of the Game: The Steps to Effective Crisis Communications Planning.”

Texto original escrito por Shannon Ramlochan no Blog Beyond PR, no dia 10 de março de 2015. Shannon é Coordenadora de Marketing de Conteúdo da PR Newswire.

Traduzido e adaptado por Caroline Malgueiro, Pesquisadora de Mídia
PR Newswire

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 71 outros seguidores